MFC 171 – Esquisotéricos, picaretas e charlatões

Os mistérios do universo encantam a imaginação dos incautos. Mas só revelaremos esses segredos milenares após fazer o nosso workshop e logo depois nosso cursinho de 7 dias da vela preta. Contamos histórias diversas sobre como o modus operandi da picaretagem reina e captura pela paixão e desespero a crença das pessoas.

Nesse Mundo Freak Confidencial, acompanhe os investigadores Andrei FernandesJuliana Ponzi, Marcos Keller, Vinicius Ferreira e Grola desbancando rabinos, pastores, macumbeiros e messias. Claro, apenas por um módico valor. 

Download do episódio compactado em formato RARClique aqui com o botão direita e selecione “Salvar Link Como“.

1111

Comentado nos recados!

assineCole esse linno seu agregador de feed ou no iTunes na opção “Assinar Podcast” na aba “Avançado“. Se seu iTunes for o mais atualizado apenas coloque “Assinar podcast” na primeira aba do menu. Ou assinar direto pela iTunes Store, clicando nesse link.

E-mail

Se quiser assinar nossos programas e receber mensagens quando um novo episódio é lançado, faça o seguinte:

  1.  Clique no botão abaixo!
  2. Uma nova janela irá se abrir, então clique em “Use Recipe”!
  3. Efetue o cadastro com o e-mail que use com frequência e ao final clique em “Create Account” 
  4. Clique novamente em “Use Recipe” e pronto!

IFTTT Recipe: Receba os episódios do Mundo Freak por e-mail! connects feed to email

msg

Entre em contato com a gente, deixe seu comentário, sua revolta ou sua solução! Mande e-mails com sugestões, críticas, elogios, spams para contato@mundofreak.com.br ou siga-nos Pelo Twitter e curta nossa página do facebook.

Sobre Andrei Fernandes

Ver todos os posts

Falando de podcast com muita ousadia, alegria e misantropia. Também autor do livro Kalciferum, chanceler supremo do Freakstão e morador de Setealém.

120 Comentários

Participe da conversa →

[fbcomments]
  • Só o título já me deixou no Hype hahaha

  • Luis P

    Sera que é nesse ep que o Andrei crian inimigos ou toma um processinho seu amigo?

  • Thiago (jaku)

    Olarrrr
    Thiago jakku aqui do podcast mileniados.

    Adorei esse episódio, me lembrou de uma experiências que tive com charlatães.
    Aos 13 anos sofri um acidente e perdi a mobilidade de uma das pernas, por conta disso tentei de tudo pra voltar a andar normalmente, sou de família evangélica e acabei caindo na mão de muitos pastores que prometiam cura, mas um caso me traumatizou bastante, aos 15 anos fui na igreja que uma tia frequentava(neo pentecostal) , o pastor intimou ela a me levar pois ele tinha o don da cura e que Deus tinha falado pra ele que minha cura estaria nas mãos dele, como na época ainda era uma pessoa com fé acreditei piamente que voltaria pra casa andando normalmente, igreja lotada, pastor com sermões inflamados e os fiéis aos delírios falando em línguas, em dado momento ele me chama ao púlpito, faz uma oração e pergunta se eu acreditava que Deus poderia me curar, inocente e um tanto quanto idiota respondi que sim, ele volta a orar e passar um azeite na minha perna, fiquei lá por uns 30 min com o pastor e sua equipe orando e impondo mãos, no final eu levanto e estava exatamente como antes(estranho neh?), bem segundo ele não fui curado pois minha fé era fraca e eu vivia em pecado(parece que ele entendeu errado o que Deus falou com ele kkkkk).

    Foi um episódio que me deixou deprimido por alguns anos e me marcou muito, hj superei e sei que o pastor era apenas um enganador e que fazia esses shows apenas para tirar dinheiro dos fiéis.

    Então reforço a dica de vcs, cuidado com o que falam, onde vai e nunca siga um líder cegamente, vc é responsável pelo que acredita.

    Abraços a todos.

    desculpa o textao e erros, escrevi isso pelo celular enquanto ouvia o episódio kkkkkkk

    • Vc recuperou a mobilidade da perna? Eu espero q sim. Abraço, aguardo resposta.

      • Thiago (jaku)

        Ainda não Priscila, to na fila pra uma cirurgia de protese total, mas sabe como é o SUS neh? XD

        • Cara, que tenso. Estamos na torcida por você!

        • Marcos Keller

          Fica firme mano!

        • Rapaz! O SUS é enrolado mesmo. Minha tia tá há quase 2 anos fazendo seleção para operar catarata, SUS tá complicado. MAS o que salva é que os médicos ainda são bons profissionais. Acredito que dará tudo certo para vc. Forte abraço, Thiago!

    • Sir Jones Kast, Ph.D.

      “Falsos profetas”, charlatões, não consigo os chamar de pastores quem usam a fé das pessoas em Deus para seus próprios fins mesquinhos, egoístas e encher o cu de dinheiro. Não se pode generalizar, mas a grande maioria que aparece na TV são.
      Pediu dinheiro ou para comprar ou pagar por algo DESCONFIE e caia fora.
      Deus não pede isso e condena isso.
      O dízimo não é exigido por verdadeiros pastores e tampouco comprado algo desse tipo, você quando fiel, o faz de boa vontade, coração e se quiser, não coagido a isso. Nesses casos é usado em prol da obra, manutenção do templo e vida do pastor que se dedica exclusivamente a orientação e condução dos fieis a obra de Deus. Já conheci diversas igrejas nas quais os pastores não tinham nem um luxo de vida, as vezes até necessidades passavam, a maior parte dos dízimos era postos para as despesas da igreja e trabalhos comunitários feitos por ela à pessoas carentes e comunidades próximas. Pastores que não tem outra fonte de renda e precisam de coisas básicas para manter a vida como qualquer outro ser humano, pagar sua moradia, alimentação, contas de água e luz, tem família…
      Quem verdadeiramente prega não exige dízimo e deixa claro isso. Não é cobrado de maneira alguma.E isso é feito UM dia da semana, em apenas um culto.
      Cobrou, pediu ou exigiu ou vende (esqueci o nome agora, tipo: “compre um pedaço da cruz de Cristo”…) são charlatões. Além de tudo e de fazerem um trabalho CONTRÁRIO a obra divina, causam muito mal como a ti fizeram e revolta, afastamento, ódio depois.Fazem as pessoas se revoltarem contra Deus, achando que é dEle a culpa e não por quem usou de má fé da fé das pessoas nEle.
      Ou seja, tudo errado, só causam o mal de todas as formas.
      Lamentável.

      Repudio também pessoas egoístas, que por exemplo, buscam por meio da fé e de Deus terem riquezas e bens materiais…tá errado, procurando a Deus por coisas erradas. Deus condena o apego material e riquezas, prega a humildade e compartilhamento com quem precisa, se o assim o tiver em mais quantidade. tem gente que vai na intenção de obter vantagens pessoais, diferentes do caso de CURA, paz espiritual e outros que não vem ao caso detalhar aqui.

      Eu verdadeiramente sinto muito por você ter tido passado por isso. Muito me entristece ver pessoas sendo enganadas por meio da fé, em qualquer crença ou religião. E a culpa, são das pessoas que assim o fazem e conduzem, apenas.

    • Velho Retrato

      O ato de por a culpa no fiel por falta de fé é indescritível. Nessas horas faço votos que o capeta seja tudo o que dizem dele!!!

    • Eta Carina

      Incrível a falta de empatia do suposto pastor! Só faltou dizer também que o acidente foi culpa sua, por conta de más ações.
      Cara, torço pela sua recuperação, de verdade.

    • Yuri Peixoto

      Poxa, parceiro, não sabia desse lado. Mais uma faceta pra se descobrir.
      Sobre picaretas, os encontrei no catolicismo (padre com fiel) e em uma das filiais do Centro de Cultura Cósmica (uma dissenção e fusão interessante entre o Santo Daime e a União do Vegetal) – nesse caso, bullying pessoal sobre a vida particular. Tenso.

  • Joe Rocha

    Caramba mil tretas, quando achei que tinha acabado Tem uma Geração de treta de Valor no final!
    Me lembro do Anticast aonde o João lê vários textos tipo dele, mas quem diria… quem diria !!

  • João Norberto

    Esse promete!! Baixando!!

  • Carlos Manoel

    Já entrei numa parada errada, quando sai a liderança do tal grupo disse mundos e fundos sobre mim inclusive que eu estava no caminho errado. Até hoje eu rio das paradas que ainda chegam aos meus ouvidos sobre o que a criatura ainda fala sobre mim. Acho que tive sorte por sair antes que rolasse merda grande.

  • Fabio Victor

    Ótimo episódio, trouxeram um assunto muito sério, mas, conseguiram trazer humor e alertar muito bem quem, assim como eu, não conhece nada.

  • Juliana P.
    • Rodrigo Grola

      Ju, depois desse ep. acho que todos os seus comentário deveriam ser respondidos com: “Os escravos servirão” – HAHAHAHAHAHAHAHAHA

    • O Cleber tem que entrar na mitologia do Mundo Freak!

    • Adriano Rodrigues

      AUHahuahuahuahu pqp que meme foda

  • Franklin Alcantara de Sá

    O menino de rondonia foi tão sinistro que o livro dele virou até um dos mais vendidos da semana com o seu livro FUK, se não me engano ele até conseguiu um MFC dedicado ao amiguinho.

  • Claudio Correa Junior

    É disso que eu estou falando, discussão com humor e informação. A estrutura do programa está perfeita, pois o foco nunca é perdido, há piadas mas todas elas puxam pra uma informação e conhecimento. Profissional. Estão de parabéns.

    Não sei se aqui é o lugar pra fazer isso, mas queria tanto que a Penumbra vendesse e-books. Eu moro na Austrália e o frete de 200g pra cá é 160 reais. :( Pensem nisso. ❤️

    • Cussa Mitre

      Somos dois. Eu apoio!

  • Paulo Henrique Morpheus

    Episódio com o Del Debbio, Cussa aparecendo nos comentários e agora episódio com o Grola; mundo freak fazendo eu lembrar do finado Conversa entre Adeptus.

    • Camila Constantino

      Eu gostava muito do Conversa, pena que acabou, me lembro até que eles entrevistaram o tal Judeu Transante, kkkk

      • Cussa Mitre

        Será que valeria a pena voltar?? @rodrigogrola:disqus

        • Rodrigo Grola

          Não mano… não…

  • Bem vindo Grola! =D

    • Rodrigo Grola

      Vamos que vamos! Valeu Lucas

  • …cof cof romanek cof cof…

  • Lizard Girl curtiu isso.

  • Eta Carina

    Olá, pessoas de bem! Kkkkkk
    Tenho um relato pessoal que julgo ser útil pra galera.
    Há muitos anos, tive uma coordenadora que era toda “good vibe”, tirava tarot dos anjos para mim e uma colega de trabalho que me era bem próxima, o típico exemplo da “bruxinha bonitinha da vassoura de capim”. Não era ligada a nenhuma ordem nem coven e nos fazia o papel de mestra. Foi bem divertido no começo, quase como um Rpg, mas comecei a achar estranho quando a influência sobre a minha colega partiu para o lado pessoal. Resumindo: essa suposta mestra convenceu minha colega a largar o cursinho, desistir de fazer faculdade, desistir do noivado e virar sua secretária pessoal, vulgo escrava, fazendo até os trabalhos domésticos da casa dela.
    Claro, quando comecei a questionar a situação toda, a tal “bruxa do bem” (só que não!) disse que eu era incrédula e me afastou das duas. Faz pouco tempo, tive notícias e fiquei feliz em saber que minha colega finalmente, depois de muitos anos, colocou a vida nos eixos.
    Fica a dica: desconfiem!

    • Putz! Que capeta! Q bom q sua amiga saiu desa situação de abuso!

      • Eta Carina

        Foi bem tenso. O pior é a sensação de impotência, pq a pessoa que está passando pelo problema geralmente não o enxerga.

    • Sir Jones Kast, Ph.D.

      Carai, aí não era bruxa, era o DemOnho.

      • Eta Carina

        Era pilantra, mesmo!!
        E o coitado do demo é que acaba levando a culpa. Kkkkkkk

      • Alexandre Gomes

        A Eta tá certa, pior q o “DemOnho” e o feladaputa!

    • Velho Retrato

      Merda total! O triste é q não adianta falar a vítima não escuta (já fui vítima). Tem um livro muito bom chamado “Abuso Espiritual”, mas a pegada é evangélica. Ainda assim vale a leitura.

      • Eta Carina

        Verdade… A negação da realidade atrapalha demais, pois é difícil admitir pra si mesmo que se é vulnerável. Também já fui vítima numa situação um pouco diferente, mas essa é uma história para outro dia. Acredito que todo mundo, mesmo por um período curto de tempo já passou por algum abuso ou esteve muito perto de passar.
        Valeu pela indicação do livro!

  • João Barros

    E eu que achava que o maior perigo pras ruivas era o PC Siqueira, kkkkkkk.

  • Jeffrey Gabriel da Silva Marti

    Ótimo episódio, o que não falta nesse meio é pilantra. Gosto do canal do Leo, é muito bom também

  • Raphael Silva

    Nice Cast! Super bem moldado. Confesso que não esperava o tema d^-^b, de vez em quando é bom falar os podres dazinimiga né. Curti o Andrei deixando o podcast mais leve e divertido e a Ju erguendo o escudo pras mina que tão colando no rolê. Keep the good work!

  • Sir Jones Kast, Ph.D.

    Ô papai, ligue djá!

  • Sir Jones Kast, Ph.D.

    Ainda vou escutar o cast, mas antecipo uma prática comum aqui que vejo, acredito que se repita em todo Brasil e mundo também, os “REZADORES” que se proliferam, tem outros nomes por aí afora, não sei dizer agora.

    Usam a fé das pessoas, dizem receber espíritos de antigos e até médicos falecidos e prometem a cura das pessoas que não estão encontrando isso na medicina tradicional.

    Juntam milhões em suas portas diariamente. Pessoas que vem de todos os lugares e mais distantes, dão tudo o que tem e o que não tem para chegar até ele, fazem enormes dividas em bancos, empréstimos ou vendem o pouco que tem para dar e pagar pelas consultas, “curas” e operações espirituais, fora os medicamentos que eles passam e prescrevem com “receitas” e passam remédios caros e muitos. Mas tem pessoas de todas as classes sociais.

    Vejo todos os dias dezenas de iludidos, nessas situações, pois o boca-a-boca é a melhor das propagandas, e se espalha rápido…tem curas “passageiras” se enganam e nisso divulgam. Na maioria não dá certo, depois volta todos os problemas e piores, ou até com outros que antes não tinham.

    Eles consultam, passam medicamentos e mandam voltar que em “X” dias para ver como estão e alegando que vão fazer operações espirituais, retirar tumores, curar cataratas e glaucoma ou cegueira, curar problema nos ossos e diversos. Cada vez é uma operação, pagam a consulta, as operações e ainda vão ter que se rebolar para comprarem os medicamentos em farmácias, se conseguirem, já que nenhuma aceita essas receitas.

    Sei que não há essa cura, nunca há, raramente, devido aos medicamentos, que ele possui algum conhecimento mesmo, e devido a fé, obtêm o alivio e conforto. Já vi muitos ficarem cegos, aleijados tempos depois e pior. E passarem anos e anos para conseguir se reestruturar financeiramente com o que gastaram com esses sujeitos.

    É impressionante a quantidade de pessoas. E algum espírito com eles têm sim, nem que sejE maligno, os conduzindo. Pois, quando estão na fila incrédulos que os blasfemam ou dizem coisas com eles, o próprio rezador sai de seus “consultórios” e mandam de longe tal fulano se retirar e ir embora dali, que ele não vai ser atendido por ele. Muitos já me disseram isso.
    Confesso que tenho até certo medo de sequer chegar perto de desses “centros”.

    • Camila Constantino

      Eu já vi crianças bem pequenas, lá no Boldrini (hospital de câncer infantil) que os pais abandonavam a quimioterapia e levavam num tal picareta.
      Meses depois voltavam, com os tumores espalhados pelo corpo pedindo para os médicos darem um jeito. Muito muito triste.

      • Essa é a pior parte dos relatos: uma pessoa doente, ter uma chance de cura jogada no lixo por causa de um aproveitador que explorou a fé dessa pessoa ou dos responsáveis por ela. É como aquela porra da Fosfoetanolamina, que espalharam que curava câncer. Fico doida da vida com isso.

      • Sir Jones Kast, Ph.D.

        Lamentável e revoltante.

    • Infelizmente tem esse tipo coisa mesmo.

      Os espíritas sérios que trabalham com isso, tem como primeiro princípio: NÃO parar o tratamento médico ou medicamentos, pois o tratamento espiritual é um complemento.

      Trabalho em um centro espírita de cura, e a primeira coisa é essa: não parar o tratamento de forma alguma, e se a pessoa está internada, fazer o tratamento espiritual a distância mesmo.

      Alerta bem importante!

      • Sir Jones Kast, Ph.D.

        Excelente. Pena que assim são minoria.

  • Sobre o Criptologia é muito tentador esse esquema Netflix de soltar tudo junto, mas eu gostaria mais se fosse um por semana. E esse esquema não prejudicaria os “números” do site? Tenho essa impressão que mataria um pouco os números de downloads, as visualizações e tralalala.

    • Yuri. Não me preocupo com downloads do criptologia porque é um projeto premium. Não vou vender números, o podcast é pra todos graças aos apoiadores.

      • Então ótimo. Só tipo uma preocupação sincera mesmo. Que venha o criptologia!

  • Ri bastante com o episódio, mas tem que falar do valor “social” desse episódio. Ficou bem claro que filho da puta charlatão tem em todo departamento da sociedade.

    Discordo só da parte que o Andrei falou que pra quem não acredita todo mundo é charlatão, eu sou bem cético mas odeio essa ideia de apontar o dedo pra dizer que o outro tá querendo enganar, sem ter nenhuma evidência disso. Tem muita coisa que eu não conheço, e tem muita coisa que as pessoas fazem porque realmente acreditam, e nos dois casos, não acho que rola pilantragem.

    • Pra você, qual dos dois abaixo é pior?

      1. O picareta: o cara que tem o objetivo de mentir, ludibriar, iludir, se aproveitar das necessidades, fé e ingenuidade alheia pra se promover e lucrar de alguma forma.

      2. O iludido: o cara que tá tão bitolado no culto ou relação de mestre que ele criou, que ele sai recrutando outros pra serem seus seguidores, prega si mesmo como solução pros problemas alheios e assim acaba sendo charlatão sem perceber; eu vejo gente achando que é algum tipo de messias, salvador dos oprimidos, pessoa de dom ou mestre, e ela não tá no intuito de enganar os outros, ela realmente acredita em si mesma. Todavia, depois ela se descobre equivocada, mas acaba prejudicando os outros da mesma forma que o picareta, ou até pior. Também tem aqueles na posição de seguidores que descobriram um novo culto recentemente e fica desesperadamente tentando arrastar os outros pra esse culto pois ele acha que assim vai salvar os outros ou melhorar a vida destes. (Substitua “culto” por “ideologia” que dá na mesma).

      Apesar de achar o picareta pior como pessoa, eu acho o iludido mais perigoso. O picareta sabe que tá mentindo e, por isso, quando sabe que não vai mais conseguir o que quer (dinheiro ou poder), cai fora. O iludido as vezes é tão iludido que não percebe que tá se ferrando, que tá ferrando os outros, e insisti até depois que já deu ruim. Esse iludido não tem limites; por realmente acreditar que é algum tipo de salvador, ou que tem uma missão nobre, ele insisti tanto que causa muito mais dano.

      Claro, não há resposta certa aqui. Mas fico curioso pra saber qual você acha pior.

      • Bom, eu acho que depende de muitos fatores, tipo a escala e o quanto essa pessoa que é má intencionada é protegida pelo sistema(não vou citar nomes tipo Bispo Macedo, ops). Mas pra falar nessa galera que age em pequena escala, o iludido como descrito tem sim chance de causar mais danos.

        Mas tem uma parda que não entendi, onde discordamos?

        • Não discordamos; como eu disse, eu gostei do seu comentário. Dentro do mesmo assunto, eu só estou levantando o tema da galera que não é pilantra, mas acaba causando tanto dano quanto, e as vezes até mais – e dando meu ponto de vista sobre o mesmo.

          • kkk, mal aí Lucas, envelhecimento, facebook e twitter ta me deixando mais caduco e burro, no final do teu comentário na minha cabeça o “ponto de vista diferente” virou “discordância”, quando na real vc só tava botando mais um ponto pra discussão.

          • Hahahahahahahaha discordianistas curtiram isso
            :’D

  • Esse episódio também me fez lembrar que minha bisavó contava que era rezadeira charlatã. Não consigo me esquecer do causo que ela contava, que uma pessoa chegou na casa dela pedindo ajuda porque tava com dor de dente, e ela mandou a pessoa pra trás da porta e ficou falando “dor de dente atrás da porta, isso não me importa”, e no final a pessoa foi embora satisfeita.

    Eu não sei se a história era realmente dela, ou se ela se apropriou pra me ensinar uma lição(que eu não sei se aprendi kkk)

    • Acho que sua avó te trolou. Mas para sabermos, precisamos de mais relatos seus. Manda! :D

    • Sir Jones Kast, Ph.D.

      Meu pai conta uma história de um rezador, um vaqueiro e seu cavalo.
      O vaqueiro com muita dor de dente, no meio do mato, sem dentista por não menos que muitos e muitos quilômetros de distância, vai até um rezador e sem desmontar pede que ele o cure da dor de dente, nem que seja para os dentes que doem caírem todos.
      Terminado a reza ele o manda ir embora.
      Alguns quilômetros depois, nada da dor de dente ir embora, mas em compensação, caíra todos os dentes do seu cavalo.
      Assim conta ele.

  • Camila Constantino

    Juliana Ponzi, muito obrigada, você falou exatamente o que eu penso das tais “caixinhas”, chega a ser vergonhoso. Vamos ver se esse povo acorda.
    Voltando as picaretas, quando morei na Bahia, alguns terreiros eram conhecidos como “para turistas” , exatamente com esse roteiro, joga búzios, fizeram trabalho para você e blá blá blá.
    Eu tentava avisar as visitas, para era que nem dizer para não comer o acarajé do aeroporto, ou seja sempre tarde demais.

    • Se um dia eu for à Bahia, não vou comer acarajé na Bahia. Obrigada.

      • Camila Constantino

        Ah menina, quando minhas visitas de SP iam para lá, eu já passava na farmácia e comprava todos os remédios de dor de barriga que existiam e já deixava em stand by.

      • Sabrina Ricci

        kkkk todo ano vou pra lá com minha mãe (baiana) e a primrira coisa que fazemos é comer acarajé no aeroprto! hahaha
        AMO

    • Marilia Gil

      Quando pseudoyoutuber falando dessas caixinhas eu ri. MUITO VAGABUNDO OS MATERIAIS! Onde já se viu ppagar mais d 100 golpes pra receber um caldeirão de gesso, uma varinha de durepiox e umas ervas de supermercado? Oi?

      • Camila Constantino

        KKKKK varinha de durepox, quase tive um treco aqui.

  • Presidente Exumador

    Oi. É aqui q falam do diabo e tem pacto com Marx?

    • A gente só fala dele quando paga o boleto.

      • Presidente Exumador

        ah. isso não vale, achei q fosse um podcast comunista.

  • Willi Wonka

    Conheço pessoas da podosfera (polêmica!!) que pega desenhos dos “chegas” e fala que foi ele que fez! ¬¬

  • danrley

    Que legal, me citaram no cast. Meu twitter é @redelobo

  • Velho Retrato

    Eu fui evangélico por 10 anos. Um curto tempo em uma igreja é o restante em outra. Durante o podcast pude identificar praticamente todas as situações e traçar paralelos com minha própria experiência. Teve lance com dinheiro (membro vendeu carro pra pagar dívida da igreja), tinha Mestre Pai mei, abuso emocional, é pra completar pastor fazendo sexo com fiel. E não adianta perguntar porque não saí, quando a gente tá muito dentro não consegue ver bem as coisas. A igreja teve que acabar, por conta das merdas do pastor, pra eu conseguir me livrar. Portanto não critiquem, mas ajudem se houver oportunidade. Eu não sou mais evangélico, mas acredito que existam muitas igrejas fazendo trabalhos sérios por aí. Não mal digo o que aconteceu comigo, porque foi graças a essa experiência que eu pude ver um pouco pra além da minha bolha e entender que existem mais coisas a serem vistas e entendidas e que tem gente sendo incrível e filho da puta em todas os lugares. Tchau e bjim no asterisco caprino.

    • Eta Carina

      Também já frequentei igreja envangélica por um período curto de tempo. Tá ligado aquela igreja do véu? Que se diz toda certinha? Pois é, só que não.

      • não manjo nada de igrejas… tô boiando. Igreja do véu?

        • Eta Carina

          Falar o nome da instituição é complicado… Bom, tem uma certa ‘congregação’ em que a mulher como boa ‘cristã’ deve usar véu dentro da igreja e, além disso, é conhecida por ser uma das mais rígidas ‘no Brasil’.
          ;-)

        • Sir Jones Kast, Ph.D.

          Igrejas hoje proliferam mais que faculdades particulares, têm em toda esquina. Picaretas querem extorquir dinheiro das pessoas à todo custo, não importa o preço.

          Lembrando que pra Deus, templo, não é um lugar físico como uma igreja, mas sim nosso próprio corpo. Podemos cultuar a Deus em comunhão com nós mesmos. Igrejas seriam para um melhor aprendizado da palavra em suma.

      • Velho Retrato

        É triste mesmo. A minha era mais moderninha, talvez por isso o pastor e a moça do louvor – que não eram casados um com o outro – acharam q podiam fazer um amorzinho! :°(

  • Gui Castro

    Olá amigos.
    Charlatões fazem parte do meu dia , todo dia vejo um ou converso com um, por ser proprietário de um comercio de artigos religiosos (umbanda candomblé e outras em religiões em geral) esse tipo de “MINTOR” pede materiais que vendo lá.
    Quando não isso, são as listas pra de esquisita que aparecem, pedindo coisas que são contraditórias para o mesmo trabalho, ou quando não, coisas impossíveis de se conseguir.
    Esses ditos “MESTRES” no geral tem características agradáveis, carismáticos, bom papo, demostram conhecimentos sobre o que pregam, sabem “entrar na mente” da vitima, e as nuances de abuso material ou espiritual sao bem evidentes para quem ve de fora.

    “Causos” sobre esse assunto o muitos outros é o que mais tenho pra contar, alguns engraçados que lembram piadas, outros tristes de cortar os pulsos e pintar as paredes de vermelho, e os que parecem terem saído de uma mente perturbada.
    Olha da pra escrever um livro.

    Obrigado por esse episódio alem de esclarecedor foi muito divertido.

    • Manda os causos por email, mudando o nome da galera e lugares reconhecíveis.

      :)

      • Gui Castro

        ok. farei

  • Hyury De Carvalho Rabêlo

    Bem que podia ter um cast sobre os caça fantasmas e/ou leitores espirituais de YouTube. Queria muito saber a opinião de vocês sobre isso. E Andrei, seu pompudinho, já paguei o boleto do apoia-se, eu sei que eh pouquinho, mas eh de coração. Falous

  • Criptologia vai ser lançado no começo de fevereiro até o final de dezembro, Andrei? Ouça a partir do minuto 5:25. Mamãe freak que reparou. ahah ela quer explicações.

  • Gilson Passos

    Alguém liste os nomes pra mim por favor! Desconheço quase todos os casos =D

  • Muito legal o episódio.

    É bem importante ter essa noção de que há picaretas em todos os meios, inclusive no meu, como pessoas auto-iludidas.

    Acho um ótimo conselho procurar conhecidos antes de se envolver nos locais.
    Um ponto que uso para perceber picaretas é: Se o indivíduo vem com muito elogio, é mutreta! Pode ser vidente, médium, cartomante, búzios, runas, radiestesia, tarot e o que for, se a pessoa falar exatamente o que você quer ou espera ouvir, ela está conscientemente te enrolando com certeza. Pode até ser que a pessoa está se auto-iludindo, mas tendo esse princípio, tem como analisar melhor a situação.
    Algo importante é não se tomar nada disso como ordem ou instruções do que fazer, são só informações para se refletir e não a fórmula para sua vida.

    Lembro sempre do conselho que o Pixinguinha, esse músico seminal da nossa música, deu ao Mário de Andrade quando o apresentou aos meios do candomblé, pois o Mário estava pesquisando para escrever o Macunaíma. O Pixinguinha disse o seguinte: “Não confia em terreiro que santo baixa muito fácil e saiu elogiando. Santo as vezes nem baixa, e quando baixa fala curto e grosso e você fica pensando naquilo por um bom tempo”. Qualquer coisa eu falo o livro que tem isso. rsrs

    Sobre cobrança, eu penso que se a prática for de cunho mediúnico, sensibilidade e tal, aí eu acho problemático a cobrança, até desculpe a polêmica, nesse caso não concordo nem a com a ideia de vender o seu tempo. Cobrar por alguma coisa que é puramente intuitiva não tem sentido para mim. Principalmente, pois nesses casos não tem como ter certeza que se terá um resultado ou não, aí a tendência é a pessoa começar a inventar coisas para receber a grana e pagar as conta. Infelizmente, já vi isso ocorrer algumas vezes. Isso é uma opinião esperada de um espírita, rsrs
    Se a pessoa estudou, comprou livros, cursos e tal, como em runas, tarot, radiestesia, magnetismo, aí sem problema. O único problema é que a pessoa precisa ser ética de ser sincera, ou seja, se saiu nas cartas algo que vai deixar a pessoa irritada, fala mesmo assim. Pois se começar a adequar a sua fala a algo mais vendável, vira picaretagem.

    Infelizmente, no âmbito sexual, tem que tomar muito cuidado mesmo. As meninas precisam se cuidar. Essa é uma briga minha no meio espírita, de não se usar o seu local de palestrante, facilitador, orientador ou atendente fraterno para xavecar alguém. Até porque quem não está bem com certeza está com carência e acaba sendo alvo fácil.
    Apesar, que tem gente que gosta de pegar médium, esotérico, ocultista e entra em uma que é alma gêmea e tal… Isso independente de gênero, orientação sexual e por aí vai… Contudo, mesmo assim se aproveitar de tara dos outros é uma sacanagem de qualquer maneira.

    Tudo de bom a todos e parabéns pelo episódio!

    Tiago de Lima Castro

  • Adriano Rodrigues

    Gostei muito da participação do Grola. Muita coisa errada em terreiro costuma acontecer e como ele disse, precisa de um tempo – desconfiança/ceticismo – de “andaça” pra começar a manjar quem tá fazendo teatro e quem não tá (não entremos na parte dos enganados, que aí fica foda).

    Gostei da temática e fiquei curioso com o história do Rabino transante.

    • quem será esse rabino, hein? Tbm fiquei muito curiosa.

      • Adriano Rodrigues

        Seria uma pauta para um cast? Ahhh adoraria ouvir

  • Faltou o video do pastor no post

  • Elon Musk Reverso. Terra 2.

    Desculpem mas eu não …. não … só não …

  • Marilia Gil

    só eu que acho a vozinha do Keller parecida com a do Mickey?

    • nunca vi a vozinha do Keller, mas imagino que seja uma senhora bem bacaninha.

      • Sir Jones Kast, Ph.D.

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Marilia Gil

        Morri XD

  • AllabamaMan

    Estou no minuto 36 ainda, então não sei se falaram.
    Tem um documentário chamado KUMARÉ, foi um experimento social de um cara que se passou por um Guru Indiano, vale a pena ver.

  • Ysgarlad

    No fim das contas, eu só queria mesmo saber pra onde foram todas aquelas inúmeras lojinhas de objetos esotéricos e afins aqui de são paulo… Curtia muito uns gnomo de durepox e dragõezinhos de metal.
    (a “pergunta” é séria ahahuha)

  • GusNoal

    Um dos melhores que já fizeram!
    Tema essencial, que deveria ser colocado como advertência até em bula de remédio.

  • Carol G.

    Ponzi dona do meu coração AAAAAAAA

  • Pedro Pimenta

    Como.Vocês . Não. Falaram. Do homem. DO RÁ?????

  • Bia Tomas

    Altas risadas no trabalho com esse episódio.

    E valeu pelas dicas, principalmente da Ju, porque estou querendo entrar no mundo mágico e agr vou com um pé beeem atrás

  • Sabrina Ricci

    amei o episódio e to muito curiuosa pra saber quem é o tal rabino hahha

  • Goruken

    Comecei a ouvir agora ,mas o foda é que não deram nome aos bois.
    PS : falaram da bell ?

  • Goruken

    Durante o EP lembrei de uma vez que uma garota me convidou para um rolê dese que envolvia umas paradas egipcias e lua cheia e mato, não fui por medo e na época na virgem, e a cultura pop tai para alertar virgem + ocultimos sabe como termina.
    Mudando um pouco de assunto ,pergunto se vocês tem vontade de falar sobre a cena do black metal norueguês no início da década de1990 e o infame inner circle.

    • Não domino absolutamente nada na área, mas é uma boa.

      • Goruken

        links aqui ou por email?

  • Flávio Henrique

    Quem é o cara da periferia do Rio que teve ajuda de mórmon para abrir escola de inglês?O Flávio Augusto?

  • Chégas

    Tenho uma “fabula” que aconteceu a um tempo com meus pais quando ainda morava com eles.
    Meus pais estavam meio ruins de grana, a empresa deles tava em vias de falir, tavam desesperados. Um belo sábado ou domingo um ex chefe do meu pai, que era pastor em uma igreja da msm denominacao que eles frequentavam vem de uma viagem de duas horas somente pra visitar meus pais pois deus disse que eles precisavam de uma visita, ele sabia da empresa do meu pai, não de toda a situação mas sabia que era uma empresa nova e provavelmente tava difícil como qualquer empresa nova.
    Durante a visita ele leu passagens bíblicas e começou com um papo de sucesso e bênçãos falando de irmãos e pastores que estavam ganhando dinheiro em um negócio chamado telexfree e que aquilo era uma bênção de deus, eu já lido sobrena Internet então chamei meus pais de canto e falei que tinha cara de enganação que não fazia sentido o que ele tava falando, mas eles já tavam convencidos com todos os papos de que era uma bênção de deus aquilo, e mesmo vendendo o almoço pra comprar a janta eles deram um jeito de pegar emprestado um dinheiro mais parte do décimo terceiro e acabaram investindo uns 5 pau nessa merda, umas duas semanas depois deu ruim e os chefão do role foram presos.

  • Yuri Peixoto

    Gostei tanto que estou reouvindo – até, pra apresentar pra esposa, que não curte muito podcast mas me acompanha de vez em quando. ^^