Resenha

[Recomendação] All we need is kill – Edição definitiva – JBC

Se Bullet Armors me encantaria quando moleque, é em All we need is Kill que o meu EU de hoje se sente anestesiado por essa bela ficção científica. A trama nasceu como um livro (acreditem, japoneses não só leem mangás) pelo autor Iroshi Sakurazaka, que recebeu duas adaptações. Uma delas é esse maravilhoso mangá com arte do Obata (autor de Death Note) e outro é o filme hollywoodiano com Tom Cruise No limite do Amanhã (Edge of Tomorrow). É raro, mas incrível, ver as duas leituras de uma mesma história. Ainda falta ver o filme, mas tenho certeza que a experiência de comparar as obras será fantástica.

A trama é simples.

A história é contada a partir da perspectiva de Keiji Kiriya, um novo recruta na Força de Defesa de Estado que luta contra os misteriosos “Mimetizadores” que sitiaram a Terra. Keiji é morto na sua primeira investida, mas através de algum fenômeno inexplicável acorda tendo retornado ao dia anterior à batalha. Isso continua e ele se vê preso em um loop temporal onde sua morte e sua ressurreição se repetem sempre. A habilidade de Keiji como um soldado cresce à medida que ele passa por cada volta no tempo em uma tentativa desesperada de mudar seu destino.

Temos um enredo que parece ter saído de jogos de guerra, com a desculpa perfeita para os famosos check points. Mas além de divertida, é uma puta ficção científica que consegue te prender até o final. Me lembrou por diversas vezes o filme/livro Tropas Estelares, com monstruosidades invasoras e uma batalhas que se tornam verdadeiras carnificinas.

f0260d323e4b61c2ccd96d9645f19fa3

A evolução pessoal do personagem também é extrema. De um novato no exército a um assassino perfeito, tudo graças a sua habilidade (muito bem explicada por sinal) e com um final eletrizante. Bem diferente do filme, segundo contam. O cenário de invasão passa a ser segundo plano, onde o foco se torna o nascimento de um novo deus da guerra.

Obata evoluiu muito desde a obra que o consagrou, os personagem apesar de ter aquela cara de adolescentes, são muito bem desenhadas. As armaduras, os monstros, muitos detalhes estéticos que tornam essa obra ainda mais incrível.

O formato Big me conquistou, esperar um bimestre inteiro para completar as duas edições seria péssimo. Essa versão duo com certeza vai agradar a todos. Ter a experiência de ler inteiro em uma tarde de domingo não tem preço e tenho certeza que irá ficar por muito tempo na minha prateleira e na minha memória.

 

manga-en-hqs-mangas-655311-MLB20531346794_122015-YTítulo: All we need is kill

Autor: Iroshi Sakurazaka

Editora: JBC – Formato BIG

Nota: 4.8/5

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

Quando seu Cérebro vira o Inimigo – Síndromes Bizarras| MFC 416