Artigo

5 filmes para você recuperar sua fé na humanidade

Anteriormente no Mundo Freak você viu uma lista de filmes tristes e desesperançosos. Não leu? Então clica aqui e vai lá conferir, afinal é melhor ficar triste primeiro e depois se alegrar. O que, se você for pensar, é a receita básica de um “filme de superação”. Primeiro vemos o herói, ou seus companheiros, caírem no fundo do poço para depois presenciarmos a vitória do espírito humano.

O cinema não cansa de nos apresentar histórias inspiradoras, de pessoas que lutaram contra a correnteza e até mesmo contra seus pares, tendo apenas como objetivo algo nobre. Por um lado pode parecer maniqueísta mas ao nosso redor existem inúmeros exemplos de pessoas assim. Algumas delas vão até parar na grande tela.

A Lista de Schindler (1993 – Dirigido por Steven Spielberg)

A Lista de Schindler

Comecemos então com uma história real. Neste clássico do cinema, Liam Neeson interpreta Oskar Schindler, um empresário alemão que tentará se aproveitar da 2ª Guerra Mundial para fazer fortuna. Ele é um verdadeiro salafrário, que se une aos nazistas com um único objetivo, lucrar.

Nós começamos a sentir alguns toques de humanidade no personagem quando ele passa a ter contato direto com os prisioneiros de um campo de concentração. Lá ele percebe o quão desumano é o cenário que tomava conta da Europa e a partir daí tenta usar seu conhecimento e sua lábia para salvar o maior número possível de judeus.

No pano de fundo disso tudo, Spielberg não poupa o espectador de alguns horrores que tomaram conta daquele período. É certamente um filme pesado, mas sem apelar muito para o gore.

Forrest Gump (1994 – Dirigido por Robert Zemeckis)

Forrest Gump

Este é outro daqueles filmes que todo mundo já viu, mas se você não está neste grupo trate de mudar sua realidade. Aqui acompanhamos uma grande parte da história americana através dos olhos do personagem título, interpretado por Tom Hanks.

Ele é de uma bondade/ingenuidade/generosidade que beiram o sobrenatural. Alguns podem dizer que ele é assim por não ser “muito inteligente”, mas ainda assim o personagem serve como um exemplo (ainda que fictício) de como deveríamos nos esforçar para ser.

Gump não pensa duas vezes antes de largar tudo para ajudar um amigo, seja financeiramente ou através de seu jeito especial de ser. No meio disso tudo, grandes acontecimentos históricos servem como pano de fundo para esta incrível jornada.

Quem Quer Ser um Milionário (2008 – Dirigido por Danny Boyle)

Quem Quer Ser um Milionário

Depois dos espetaculares Extermínio e Sunshine esperava algo completamente diferente do diretor. Mesmo não tendo sido meu filme preferido dele, QQSUM apresenta uma história tão humana e tão fantasiosa que é difícil não simpatizar e torcer pelo amor de Jamal e Latika.

Como no Brasil já vemos no dia a dia uma realidade cheia de contrastes sociais gigantescos não é preciso muita adaptação para mergulharmos no mundo destes personagens. Também por estarmos caminhando com eles desde a infância podemos nos emocionar com os sacrifícios que Jamal faz por seu amigo e pela mulher que ama. Isso sem contar no suspense que seguimos com o Show do Milhão indiano.

Hotel Ruanda (2005 – Dirigido por Terry George)

Hotel Ruanda

Infelizmente não são poucos os casos de limpeza étnicas na história da humanidade. E antes que você pense que desde os nazistas nada parecido ocorreu, te informo que aconteceram sim e acontecem até hoje. O filme em questão aqui retrata a guerra civil entre Tutsis e Hutus que explodiu em 1994, matando quase um milhão de pessoas.

Foi no meio deste conflito que Paul Rusesabagina, um hutu casado com uma tutsi, precisa mover mundos e fundos para salvar sua família. Ele começa realizando alguns subornos com o objetivo de garantir a segurança de sua esposa, mas vizinhos, parentes e diversos refugiados lhe procuram. Paul então passa a escondê-los no hotel em que trabalha, pois como serve de moradia para estrangeiros seria seguro também para os refugiados.

O massacre, que devasta o lado de fora do hotel, só piora e começa a ameaçar tanto locais como estrangeiros. É então que ele passa a tentar tirar todas aquelas pessoas do país. Uma tarefa que colocará em risco a vida dele e de sua família.

Estima-se que mais de mil e duzentas pessoas tenham sido salvas por Rusesabagina, entre eles políticos e empresários que seriam os primeiros alvos dos hutus.

Patch Adams – O Amor é Contagioso (1998 – Dirigido por Tom Shadyac)

Patch Adams - O Amor é Contagioso

É clichê, eu sei. Você provavelmente sabia que este filme estaria na lista, mas como virar as constas para uma história que tem em seu DNA a humanização do atendimento médico? Quem já esteve (ou teve um parente) internado sabe o ambiente frio e muitas vezes hostil que hospitais representam.

Baseado em uma história real, o filme mostra a mudança acontecida na vida de Adams, que de suicida e interno em um hospital psiquiátrico passa a estudante de medicina. Desde seus tempos de faculdade Adams advoga pelo tratamento mais humanizado de pacientes, visão extremamente rejeitada por seus pares.

Mesmo lutando contra obstáculos muito complicados ele consegue demonstrar o valor do sorriso no atendimento médico. É piegas em alguns momentos, eu sei, mas o filme traz uma grande interpretação do saudoso Robin Williams e uma história que faz você recuperar a fé na humanidade. Não era esse o objetivo desta lista?

Sei que muita coisa ficou de fora e penso até em fazer uma parte 2 das duas listas. Peço então sua sugestão. Quem ficou de fora? Quais filmes você acha que deveriam estar aqui? Comente aí embaixo.

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

Desvendando os Mistérios dos Sonhos | MFC 415