Mundo Freak Confidencial 45 – Os sinistros amigos imaginários

Fala freaks!

Um dois três quatro. Ele vai te pegar. Um dois três quatro. Não adianta chorar!

Neste episódio, vamos falar sobre os macabros relatos de amigos invisíveis! Iremos debater até onde vai a psicologia e a parapsicologia, o que é fato e o que é ficção. O que é real e o que é imaginação. Essa é a história dos amigos imaginários.

Acompanhe o investigador Andrei, o investigador Igor Alcantara e a convidada Giovanna para baterem um papo sobre esses esquisitos relatos.

Comentado na leitura de feedback

– Grupo do MFC no Facebook;
– Página do Google+;
– Nos siga no twitter;

 

banner

assineCole esse linno seu agregador de feed ou no iTunes na opção “Assinar Podcast” na aba “Avançado“. Se seu iTunes for o mais atualizado apenas coloque “Assinar podcast” na primeira aba do menu. Ou assinar direto pela iTunes Store, clicando nesse link.

E-mail

Se quiser assinar nossos programas e receber mensagens quando um novo episódio é lançado, faça o seguinte:

  1.  Clique no botão abaixo!
  2. Uma nova janela irá se abrir, então clique em “Use Recipe”!
  3. Efetue o cadastro com o e-mail que use com frequência e ao final clique em “Create Account” 
  4. Clique novamente em “Use Recipe” e pronto!

IFTTT Recipe: Receba os episódios do Mundo Freak por e-mail! connects feed to email

msg

Entre em contato com a gente, deixe seu comentário, sua revolta ou sua solução! Mande e-mails com sugestões, críticas, elogios, spams para contato@mundofreak.com.br ou siga-nos Pelo Twitter e curta nossa página do facebook.

Sobre Andrei Fernandes

Ver todos os posts

Designer, Ilustrador, aspirante a escritor, blogueiro e freak nas horas vagas!

48 Comentários

Participe da conversa →

[fbcomments]
  • Daniel Lopes

    Caramba… Será quem o primeiro a comentar?! Da outra vez fui o primeiro a Baixar e veio episódio errado. Olha ai… olha ai…

  • baixando pra ouvir com meu amiguinho que aparece todas as noites e fica no pé da cama parado me olhando ateh eu durmir

    • Pronto. Falta só o Ultra Badernista e o Sapão pra fechar essa budega e colocar o nome de MDM 2 a vingança dos derrotados.

      • Hellbolha

        CAMPANHA “SAPÃO NO PRÓXIMO MUNDO FREAK”!!! Por que ser freak é com ele mesmo.

        • Priscila Guerrero

          Ei! Gostei da sua leitura de e-mails! :D Abraços!

          • Hellbolha

            Puxa, obrigado, Priscila! Fiquei até sem graça…

          • Priscila Guerrero

            compartilha o link do seu site, pois na gravação não consegui anotar! :D

          • Hellbolha

            https://hellbolhanews.wordpress.com/
            Tem pouca coisa ainda mas é feito de coração, fígado, pâncreas…

  • Ouvindo sozinho… no canto escuro… luzes todas apagadas… no frio… na noite tempestuosa…

    • Priscila Guerrero

      Que engraçado! eu ouvi de dia.! ahahahha

  • “Vem cá! Vem vá! Vem cá que vou te dar uma balinha!”

    Excelente referência! Dei muito risada só de lembrar o Nerdcast 156 onde o Platão tenta uma criança do seu experimento na caverna, pois só uma já resolvia seu problema, com um saco de balinhas. Hahaha

    • Vitor Urubatan

      Rsss esse nerdcast é épico.

    • Priscila Guerrero

      Sabia que conhecia a referência de algum lugar. Boa memória a sua, hein?

  • Vitor Urubatan

    Outra maneira de começar melhor o dia é impossível.
    Simbora ouvir.

    • Guilherme Cardoso

      Fala Vitor, blz? Achei a música que você comentou por acaso já faz algum tempo, e estava esperando o tema do cast perfeito para usá-la. Segue o vídeo abaixo.

      PS: Se alguém tiver mais informações sobre, se é abertura de um anime, filme, ou sei lá… pode me mandar? Gostaria de assistir se for algo do gênero.

      Abraço
      https://www.youtube.com/watch?v=G-YNNJIe2Vk

      • Vitor Urubatan

        Agradeço muito a atenção meu caro. Verificarei assim que chegar em casa, já que aqui onde estou não posso acessar o vídeo.
        Eu gostei muito da música, quero usar ela como tema para criação de uma personagem.

      • LUCAS LIMA

        Guilherme!

        Caraca, essa música ficou na minha cabeça e eu fui pesquisar: Achei o vídeo original da música em coreano, e nos comentários (em coreano e em inglês), é dito que é só uma música mesmo, sem vínculos com animês ou games. Vídeo original abaixo:

        https://www.youtube.com/watch?v=RRIJJn6_3ZY

        • Guilherme Cardoso

          Que pena que é só um clip.
          Na minha cabeça maluca era um anime irado, onde espíritos brincavam com crianças solitárias, porém para isso, cobravam um pacto bizarro e depois vinham cobrar o preço.
          Mas de qualquer forma valeu a ajuda!!!
          Abraço

          • Priscila Guerrero

            Nossa! Eu ouvi no trabalho e não vi as imagens do site. Para minha imaginação, a música era cantada por uma guria baixinha, loirinha e meio alemãzinha. AHahhah nada a ver com a origem da música.

          • Paulo Gomes

            cara!!!!!! se tu fizer um roteiro com isso eu desenho (tenho um estilo bizarro de desenho, depois posto aqui)

          • Guilherme Cardoso

            Seria ótimo! Me manda um e-mail e vamos conversando: guilhermecardoso83@gmail.com
            Abraço

          • Paulo Gomes

            vou pegar o feriado para fazer e te mando (aqui no trampo vou ficar de folga essa semana a partir de quinta feira ^__^)

        • Vitor Urubatan

          Olha só galera pesquisou mesmo a parada.
          Quando voltar do trampo vejo melhor esses posts.

  • Muito bom o debate sobre a pauta. A galera toda tá de parabéns!

  • Hellbolha

    FIRS…não…pera…

  • Vitor Urubatan

    Rsss gostei bastante do podcast.
    Principalmente da edição para entrada e saída de cada “relato” comentado pelo Andrei.
    Bom trabalho Guilherme.

    Um ótimo cast, parabéns aos participantes e envolvidos.

    • Paulo Gomes

      concordo! o passado pode ser assustador!!!!

  • Estevão

    Ótimo episódio! Acho importante o trabalho desses caras. São quase como os caça-fantasmas. Deveriam dar um olhada. Tem alguma coisa deles no facebook também. Até mais.
    https://www.youtube.com/watch?v=bg7F10jmDmk

  • João Paulo Vilela

    Temática muito interessante. Se eu tivesse uma criança que tivesse um amigo imaginário e ela me falasse alguma coisa estranha eu já ficaria desconfiado do amigo ser o capeta.

  • Caco de Paula

    Caco de Paula – Professor – 33 anos – Joinville, SC

    Foi mal, galera, mas, tenho que comentar uma coisa que me deu um susto ouvindo o cast! Sempre vi e ouvi muitas coisas e claro, sempre tive meus amigos imaginárias quando criança. Mas, sabe o que é o mais interessante? Sim eu tinha um amigo imaginário chamado Roger! Ele tinha mulher e filhos e morava no banheiro da minha casa. Lembro-me bem dele, inclusive do rosto. Eu ouvia ele falando comigo por mais que ignorasse e me lembro que ele me acompanhou até uns nove anos, quando simplesmente não o vi ou ouvi mais. Sei que parece loucura, mas tenho certeza disso. Na época, isso passou meio batido pra mim, porém, hoje em dia, lembrando dos diálogos que tínhamos e as coisas que ele me falava, sei que não era coisa da minha cabeça e que a parada era “realmente” sinistra…

  • MarceloGuaxinim

    O melhor mundo freak até hoje!

    Começou com um comentário cientifico, depois cada um deu sua opinião, foi bem divertido, obvio que é bom lembrar que nossas memorias não são arquivos de video guardadas no celebro, na verdade juntamos sinapses que vão lembrar de som, cheiro e outras coisas daquele momento, e MUITO da imaginação pode se misturar com isso, em especial em crianças, por isso relato de adultos de suas vidas de criança podem parecer mágicos sem nunca terem sido… DSCLP

    OBVIO cada criança é diferente, uns vão ter memorias e experiencias mais vividas que as outras. Da mesma forma que alguns tem mais imaginação que outros. e como dito no episodio ESTIMULE A IMAGINAÇÃO DAS CRIANÇAS!

    Mas ok, não vou me alongar aqui pq a parte cientifica ficou muito boa mesmo… É imaginação de criança e PONTO. Chora beijadores de bode.

    Depois os casos, realmente esses casos me deixaram intrigados, colocaram inclusive minha fé na ciência em cheque, tudo muito macabro, em especial por que saírem de um lugar de pura confianças COMENTÁRIOS DE UM POST NA INTERNET, mais confiável que isso só se esses posts tivessem sido escritos por fazendeiros da década de 60, aqueles seres de pura luz.

    Sério, nem vou perder meu tempo em refutar cada caso, mas vou destacar um momento.

    Eu estava dirigindo pra casa e o Andrei diz:

    “Onde uma criança de 5 anos aprende a falar de gente morta? Onde? temos que ver isso ai”

    “PORRA ANDREI OS PAIS ESTAVAM VENDO TERROR EM AMITYVILLE COM A CRIANÇA! TAQUEPARIU CARA É OBVIO QUE ESSES PAIS JÁ VIRAM TUDO DE FILME COM ESSE GURI! IGOR CARAIO FAZ ALGUMA COISA ME REPRESENTA FILHO! PARE O ANDREI”

    Ai vem oi Igor e me representa!

    Igor s2

    Nos e-mails eu fiquei com vontade de abraçar o policial pela bela descrição sobre o PORQUE DE NÃO ACREDITAR 100% EM RELATOS!

    ps: LEIAM O MUNDO ASSOMBRADO POR DEMÔNIOS! http://www.buscape.com.br/proc_unico?id=3482&kw=mundo+assombrado+demonios

  • Juliana

    Oláaaaa, resolvi parar de comentar somente no grupo do whats e vim aqui só pra dizer que psicótico (o que ouve ou vê vozes) não é o mesmo que psicopata!!! Embora os dois possam se tornar assassinos, serial killers podem ser tanto um quanto outro. E o psicopata não mata pq mandaram. Ele mata por ausência de “sistema moral”. Ou seja, ele sabe bem o que está fazendo, só não sente a culpa depois.
    A edição estava dez, e achei que faltou o Rafael falando que era coisa do demônio!! ahahahaha.
    Quanto a alguns casos… Bom, estava presente na propria fala a explicação. Uma criança de cinco anos vendo Terror em Amytiville e vc pergunta como ela sabe de pessoas mortas?? E de fato, perguntar já apontando algo como exemplo (no caso a foto de alguém morto) pode gerar as chamadas “falsas memorias”. Não são incomuns em crianças.
    No mais o cast está muito bom ^^
    Um abraço pra equipe e não olhem pra traz

    • MarceloGuaxinim

      S2

  • Paulo Roberto Galliac

    Na minha infância, eu posso jurar que tinha visto um “Drácula Clássico” tipo do Bela Lugosi. Provavelmente eu tinha uma imaginação bem fértil. Mas eu conversei com ele tranquilamente. Desde então, essa figura sempre foi o meu monstro preferido das “criaturas da noite”. Hehehe!

  • Estevão

    Pergunta: Por que o site de vocês não possui um ícone para logo ser identificado barra de favoritos? Eu só vejo uma página em branco.

  • Shê-Shê

    Prometo que serei educado como o Hellbolha, quem sabe até trago meu sobrinho Et Bilú pra chamar o Andrei de Xuxa Queimada.
    Pra vocês meus queridos espiritualizados do MF vai um recadinho: Se seu filho chegar em você e dizer que está brincando com um moço louro, cheio de luz e elegância, chame a polícia, porque o menino tá sofrendo assédio de menores!

    • Bilú Sheran

      Xuxa Preta

  • Farao

    Eu sou filho único, mas nunca tive um amigo imaginário. Vai ver deve ser pq não sou bom em imaginar/visualizar coisas. :P

    • Agatha Gonçalves

      COMO ASSIM? Seu sem imaginação.

      • Farao

        A vantagem disso é que qdo se vê algo, sabe que viu, não está imaginando. :)

        • Agatha Gonçalves

          Eu não sobreviveria sem a minha imaginação. Vivo disso hahahah
          Mas é verdade, pelo menos assim você tem certeza absoluta :p

          • Farao

            ;P

  • Agatha Gonçalves

    Nunca tive abiguinhos imaginários, não que eu me lembre, mas realmente, as crianças tem esse lado ‘incomum’. Eu sou um ótimo exemplo de criança estranha que via as coisas e fiquei nessa vibe até uns 12 anos, ai depois só voltou com uns 20, depois de 1 ano nunca mais vi nada. Vai entender o que é, né?

    Adorei o cast.

    Sou fã do MF ♥

  • Muito bom o programa. Esse tema é de dar arrepios. Há algumas histórias bem arrepiantes sobre o tema, eu mesmo tive não apenas um, mas dois amigos imaginários na minha infância. Não consigo lembrar de como eram, mas tenho até hoje na memória a cor de suas roupas.
    Enfim, em dado momento Andrei perguntou porque crianças são mais suscetíveis a essas visões. Bem, citando novamente o livro de Sagan, ele em um dos capítulos do livro descreve milhares de relatos de adultos que confundem realidade com imaginação. Sim, e não é exagero. Há muitos e muitos casos estudados por psicanalistas. Pesquisando, dá pra perceber que há um grande número de pessoas mais velhas que acabam confundindo realidade com imaginação, em casos mais ou menos graves, e tem alucinações sem nem perceber, e muitas vezes em interferir tanto em suas vidas. A diferença é que o tipo de visão que os adultos tem são um tanto quanto diferentes das de uma criança solitária.
    Mas volto a reiterar, cético ou não, não deixo de ficar arrepiado com várias das histórias envolvendo amigos imaginários.

  • Buhguul

    O caso é que você não se lembra, porque você não quer se lembrar. O seu
    amigo imaginário estava lá para te atormentar. As brincadeiras que ele
    mandava você fazer não eram coisas saudáveis, e sim maldades. Ele fez
    você se afastar das outras pessoas, pois sabia que se você estivesse
    sozinho, você não teria chance e ele poderia se alimentar da sua solidão
    e de sua vida por mais tempo. Como um parasita.

    Obviamente, você é apenas uma criança ingênua, sendo iludida por um
    monstro que estava se alimentando de sua essência. Mas, os seres humanos
    adquiriram uma habilidade única. Uma coisa que difere eles dos animais:
    eles podem criar ilusões para mascarar o que realmente aconteceu. Isso
    fica claro com pesquisas que aparecem por aí e que provam que grande
    maioria de nossas memórias são falsas.

    Como supostamente ele é um parasita mental, só pode ser combatido com
    essa habilidade instintiva do cérebro para aliviar o sofrimento e apenas
    empurrar a sujeira para debaixo do tapete, e guardar o amigo imaginário
    em um baú nos confins de seu crânio. Feito isso, você pode seguir em
    frente e se desenvolver…viver a vida.

    Porém, o que você (e seu cérebro) não sabem é que seu amigo imaginário,
    embora aparentemente nunca tenha existido e tenha sido desligado de sua
    mente, ele está bem ativo, te controlando subconscientemente. Antes ele
    estava em seu primeiro estágio e você podia vê-lo. Agora você não pode
    vê-lo – e o pior – ele controla você.

    Ele que te faz sentir raiva. Ele que te faz agir com violência contra as
    outras pessoas. Ele que te faz se sentir sozinho. E quando você
    finalmente estiver sozinho, você será consumido e levado para “aquele
    lugar”.

    Você provavelmente não deve estar entendendo por qual motivo ele levaria
    tanto tempo te atormentando e preso em sua cabeça, se poderia
    simplesmente entrar no inferno?

    Isso é simples. Apenas seres com alma entram lá. Amigos imaginários não
    são exatamente “almas”. Por isso, eles habitam as pessoas, as enchendo
    de pensamentos negativos para poderem ir até onde interessa, entrando
    como clandestinos. Como parasitas. São inúmeros os exemplos, mas alguns
    casos famosos ilustram bem como isso acontece. Kurt Cobain por exemplo.
    Até hoje não se sabe se ele foi assassinado ou se suicidou. Se alguém
    plantou a nota de suicídio dele ou se ele escreveu a punho aquilo. Mas a
    nota de suicídio dele é dirigida a alguém especial…seu amigo
    imaginário.

    Talvez isso já esteja acontecendo com você. Talvez você não veja aqueles
    vultos como “amigos imaginários” como as crianças tanto descrevem. Para
    você podem ser apenas assombrações… Ou sombras. Pois seu cérebro
    provavelmente irá negar algo ilógico, usando sua famosa habilidade de
    iludir.