Artigo

Meu Mega Drive

Olá, pessoal. Esta semana trago outro texto que não é de minha autoria, mas de outro aluno, o Luigi Vidaletti, falando de uma experiência de vida. Por favor, apreciem e coloquem seus comentários abaixo.

Ganhei meu Mega Drive creio eu que no ano de 1996, mas jamais poderia ser exato, já não me recordo bem, sei que a data era um dia Das Crianças, e meu pai me mandava ir para o seu quarto, um quarto pequeno e de paredes chapiscadas, tudo muito simples. Entrando, eu vi uma enorme caixa, a abri e então assim começou meu primeiro contato com os vídeo games. De fato na época eu não sabia absolutamente nada de jogos, consoles, “fitas” e quaisquer afins do mundo dos games, mas lembro-me de ficar maravilhado em ver aquela caixa preta com um letreiro berrante escrito “Mega Drive“, e várias imagens de cenas de jogos, como Sonic, Street of Rage e Golden Axe. Jogos estes que vieram acompanhado o video game em uma fita chamada “6-pack“, um controle básico de três botões e os cabos de força, passei a tarde jogando e outra tarde e mais uma, até não conseguir dizer quantas vezes eu joguei o meu Mega Drive.

 Posso afirmar com toda a certeza que mesmo após uma década em posse dele, eu jogava nem que fosse uma fase de Sonic, por mera paixão. Porém os anos passaram e eu fui conhecendo mais e mais dos jogos e dos consoles, por alguns anos joguei na casa de um amigo o Super Nintendo, adorava passar horas jogando “Maximum Carnage“, “Pateta e Max” ou “Teenage Mutant Ninja Turtles: Turtles in Time“, dentre tantos outros, como minha família não tinha muito dinheiro, eu acabava por conhecer os consoles mais modernos na casa de vários amigos. Com o Playstation foi assim, tanto o primeiro como o segundo, ou seja, por mais que eu agora soubesse desse novo mundo, eu ainda era o guri que tinha apenas um vídeo game, o Mega Drive.

SNES

Penso que agora ando bastante distante do mundo dos games, eu raramente acompanho alguma BGS, crítica de jogo ou destaque de venda, mas ainda lembro-me da primeira experiência que me faz até hoje querer jogar algum adventure game no meu note ou jogar mesmo que rapidinho um God of War no meu Playstation 2. Todas estas vontades, e gostos me foram apresentados por um amigo de infância, um amigo que por sinal, eu reencontrei não faz muito tempo. Bastante empoeirado, ainda vou jogar mais umas partidas de Sonic 2 nele, e creio que retornarei quando puder.

Sonic the Hedgehog 2

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

A Fantástica Abdução de Artur Berlet | MFC 414