Artigo

[Lens of Truth] Os Piores Sidekicks dos Games.


Não me interessa se você é bonito, se você é forte, habilidoso ou melhor no que faz. Chega uma hora na vida em que nos tornamos ou ganhamos sidekicks. Nos games não é diferente.

pausa…

Você não sabe o que é sidekick?

Sidekicks podem ter definições diferentes em diferentes mídias, mas nos games são seus parceiros de modo geral, aqueles que te acompanham na aventura. Kazooie pro Banjo, Rush pro Megaman, Sonic pro Mario e etc…

Sidekicks na teoria, na utopia, nos sonhos dos jogadores são para te ajudar quando o desafio aperta, ou pelo menos para garantir algum bônus, como o yoshi no Super Mario World “sinto muito, mas eu realmente preciso alcançar aquela plataforma, adeus.” Um dos melhores, Kazooie consegue por muitas vezes ser o parceiro ideal. Imagine, usar seu parceiro como escopeta, montaria, espeto e de quebra ainda te dá uma bicada na cabeça por alguma burrada que você faça. Kazooie é demais. Também temos Rush, que te faz alcançar aonde os pés robóticos de Megaman não alcançam.

Mas…existem também aqueles parceiros (inimigos na verdade) que fazem o seu jogo um inferno definitivo, que farão o Companion Cube de Portal a melhor companhia possível. E não são poucos.

Tails, Alguém que tenha dois rabos não poderia ser bom. (Sonic 2)

Clássico esse, Tails, a raposa com duas caudas. Acha que ter caudas a mais que os outros pode fazer o que quer? Quem foi que deixou você ir com o Sonic, seu nerd? Pegando suas bolhas de oxigênio nos momentos derradeiros e perdendo suas moedas nas fases extras. Tails é uma dor de cabeça que por muitas vezes fará você largar o jogo xingando a mãe do guarda. Mas como disse num artigo anterior, sonic é um jogo ruim e não merece um sidekick bom mesmo. Alias, já notaram a quantidade deles nos jogos? Acho que o problema é com o Sonic.


Baby Mario, hora de trocar a fralda. (Yoshi’s Island) O que o seu filho, recém nascido está fazendo na sua montaria, senhor Mario? Isso é caso de polícia. O Senhor já viu como sua montaria se comporta, após ser colocado sobre pressão? Correr igual um louco como se não houvesse amanhã, em direção ao abismo e coisas do tipo? O embasamento é que, se o yoshi levar um hit de algum inimigo, ao invés dele correr feito um louco, o Bebê aí começa a voar numa bolha (?) e você terá que captura-lo antes de que caia num abismo.


Natalya Simonova, aceita uma vodka? (Goldeneye)

Esse demérito tem a fama de fazer o jogador esquecer todos os méritos de Goldeneye, eu realmente não sei como isso passou no selo de qualidade Nintendo. Uma AI tão ruim para esse jogo, e ainda deixar uma missão como “Control” para pirar os gamers mais perseverantes.


Ashley Graham, não estou olhando a sua calcinha, bitch. (Resident Evil 4)

(respira fundo) Estamos indo ladeira a baixo, Ashley é a filha do presidente dos Estados Unidos ou algo assim, que você é obrigado a resgatar. Esse clichê em forma de guria é uma patricinha, chata e fresca que você Leon teve a sorte de poder acompanhar. Ela além de não saber descer a merda de uma escada, e te acusar de ser pedófilo, se torna um alvo constante de zumbis alienígenas. Imagine só a dificuldade de um jogo de Zumbis. Porque um produtor tem que colocar isso no game? Se eu fosse o Leon, pegava um ansinho, enfiava na barriga dela e dava como missão cumprida, quem vai denunciar? Um ganado?


Navi, Hey Listen. (Ocarina of Time)
“Hey Listen, vein cá vein fadinha” esmaga “ploft”. Te incomodando a cada momento do jogo, me pergunto se realmente Zelda seria um jogo tão difícil a ponto de te fazer um sidekick tão inútil de chato quanto esse, que precise te dar “hints” do game a cada segundo.


Slippy, Morre diabo, morre. (Star Fox)
Fechando com chave de merda. Imagina só, você tem uma nave. Seu parceiro também tem uma. Ele é um Sapo de boné, UM SAPO DE BONÉ! Ele obviamente não sabe pilotar, ele ROUBOU a nave.
Cara…morre.


Preciso comer um pouco de chocolate, acho que estou com sintomas de depressão.

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

Quando seu Cérebro vira o Inimigo – Síndromes Bizarras| MFC 416