[Resenha] Invocadores do Mal – Cheryl A. Wicks, Ed e Lorraine Warren

A maioria dos Freaks deve ter ouvido falar do casal Warren antes da explosão deles em Invocação do Mal 1 e 2, mas fora o envolvimento deles no caso Amityville, pouco material em língua portuguesa estava acessível. Invocadores do Mal é uma das primeiras publicações em língua portuguesa dedicada inteiramente ao trabalho do casal de investigadores paranormais.

Acompanhando o hype de Invocação do Mal 2, a editora pensamento lançou Ghost Tracks com o marketeiro título de Invocadores do Mal (absolutamente nada contra, quero mais é que lancem livros e mais livros). A obra é um misto de biografia e reportagem escrito por Cheryl A. Wicks com ninguém mais, ninguém menos que Ed e Lorraine Warren. Cheryl é editora da revista da New Egland Society For Psychic Research, uma associação fundada pelos Warren e cujo trabalho você pode conferir no link logo ao fim da postagem.

O livro é dividido em cinco sessões, a primeira apresenta uma biografia dos Warren no estilo vida e obra, abordando desde o inicio do relacionamento entre eles até a consolidação de ambos como pesquisadores e investigadores de casos paranormais,  pesando um pouco mais para a história da carreira do casal, o que, com certeza torna a leitura bem mais interessante. Se você já achava Ed e Lorraine excelentes personagens no cinema, a seção I de Invocadores do Mal vai te convencer de que eles também são excelentes pessoas e profissionais.

Nas duas seções seguintes, Ed e Lorraine expõe o resultado de suas pesquisas e investigações sobre fantasmas (Seção II) e sobre o mal diabólico (Seção III) em palestras, após explicações do casal sobre a natureza dos fantasmas, demônios, infestações do mal, possessões e etc, sãos expostos alguns casos investigados pelos Warren em relação aos dois assuntos.

ed-lorraine-warren-investigadores-paranormais

É na exposição dos casos dessas duas seções que reside o sabor de Invocadores do Mal. Não espere nenhum relato de Ed arrombando portas para salvar famílias acuadas pelo mal, ou de Lorraine esbravejando esconjuros contra espectros deformados, o que o livro nos exibe é uma abordagem quase científica dos casos. E, embora o foco dos Warren não seja o medo, a visão do sobrenatural deles vai além, dá para o leitor se apavorar bastante, principalmente no caso Amityville ou no caso de possessão relatado na seção III. O conceito de possessão, inclusive, é um dos méritos do livro, o leitor com certeza tem bastante a aprender com os Warren sobre como ela se opera de fato.

Na seção IV, Ed e Lorraine abordam a criptozoologia e a parapsicologia, abordando até mesmo o Pé Grande em um dos casos. A seção V, embora seja também baseada em uma palestra, é quase um artigo acadêmico sobre o que é e como deve ser feita uma boa pesquisa paranormal, tratando desde a história da pesquisa sobrenatural até algumas dicas e terminologias sobre o assunto.

Apesar de ser um assunto bastante especifico o livro não foi escrito só para um público conhecedor do insólito, portanto, a linguagem é clara e acessível. O livro conta ainda com um glossário e notas que facilitam ainda mais a leitura.

Bom, caro Freak, se você é um apreciador do insólito, considere obrigatória e urgente a leitura de Invocadores do Mal. Diversão e aprendizado mais do que garantidos.

Não se esqueça de que nosso celebrado investigador Andrei já abordou no Mundo Freak Confidencial o caso que originou o filme Invocação do Mal 2. Aproveite para dar uma conferida no MFC 102 Visão Paranormal, que trabalha, com João Tocchetto e Rosa Maria Jaques, um pouquinho esse tema tão caro ao casal Warren.

Para finalizar, não deixem de dar uma conferida no texto Os Famosos casos do casal Warren, aqui no Mundo Freak.

590581_invocadores-do-mal-725622_l1_635981306250230000Título: Invocadores do Mal

Autor: Cheryl A. Wicks com Ed e Lorraine Warren

Editora: Editora Pensamento

280 páginas

Sobre Andrei Fernandes

Ver todos os posts

Falando de podcast com muita ousadia, alegria e misantropia. Também autor do livro Kalciferum, chanceler supremo do Freakstão e morador de Setealém.

0 Comentários

Participe da conversa →

[fbcomments]