Resenha

[Regras da casa] Star Wars X-wing

Em uma galáxia muito distante, onde o império reprimia o povo e governava sem escrúpulos o futuro de todos ao seu bel-prazer, onde a guerra civil era constante e as mortes eram a mais comum realidade.

Que lugar bacana! Como alguém não quer viver nesse paraíso? A verdade é que a franquia mais famosa de filmes, universo expandido, séries, jogos e afins atrai cada vez mais fãs fanáticos mundo afora. É claro que eu estou falando de STAR WARS! Aeeee!!! Aposto que a música de abertura dos filmes já está impregnada em sua cabeça neste exato momento!

Eu sou um assíduo fã da série e estou super feliz com o novo filme da terceira trilogia da saga.

E para aliviar a tensão e entrar no hype do filme, eu trago a vocês uma solução: um boardgame de Star Wars para você mergulhar nas batalhas espaciais, com as estratégias de luta aérea e com a temática que, mais uma vez, nos mantém horas a fio em frente às telas.

O jogo é o X-wing! O nome do jogo é baseado na mais famosa nave de guerra dos rebeldes, as famosas “X-wings”. Olha que criativo! Então vamos aquecer o motor propulsor das nossas naves, ajustar o capacete e começar a falar dessa bela atração temática, mais uma vez entregue ao público brasileiro através dos meus camaradas da Galápagos Jogos.

Antes de mais nada, um minuto de filosofia.

O que é o infinito? O que determina o fim de uma galáxia e o começo da próxima? Até onde podemos avançar? Existe um fim? Para mim, o infinito é até onde nossos sentidos nos deixam chegar. Por exemplo, sente-se em frente à uma mesa vazia e, bem devagar, comece a inclinar-se para a frente até seu nariz tocar a superfície da mesa. O que você está enxergando? Somente a mesa, correto? Não importa para onde você olha, tudo o que enxerga é a madeira (favor não realizar esse experimento em uma mesa de vidro). Ou seja, para os seus olhos, aquela mesa é o infinito. Entendeu? Agora digira a informação e reflita. É, amigo, estamos no Mundo Freak, nada aqui pode ser fácil ou normal.

Agora tire seu nariz da mesa, pois ela será o tabuleiro de seu jogo! Isso mesmo, qualquer mesa, qualquer superfície está apta a se tornar o tabuleiro de X-wing. Por isso, não podemos definir um fim ou um espaço de tamanho pré-determinado. Cabe aos jogadores estabelecerem um segmento do universo para travarem, ali, a batalha espacial aérea.

star-wars-mundo-freak-tabuleiros2

Como funfa?

Como já dito, a mesa será o tabuleiro. Cada jogador irá representar um lado da guerra: Império X Rebeldes.

Cada um terá um certo número de pontos para gastar entre pilotos genéricos, figuras icônicas, como Darth Vader, Luke Skywalker, Han Solo e companhia. Fora as armas extras para melhorar suas naves.

A ideia do jogo é simples: derrotar a frota inimiga! Derrubar cada nave do exército oposto. Para isso, o jogo traz uma mecânica bem única: uma régua especial e pequenos discos que indicarão quanto cada nave irá se mover e em que direção ela irá se mover. Cabe aos jogadores decidirem no início de cada turno como as naves irão se movimentar, tendo em mente que elas não podem colidir com outras naves (inimigas ou aliadas), cair da mesa (pois a mesa representa o infinito, sabe o que acontece quando algo sai do infinito? MORTE!), e ainda precisam ter seus alvos dentro de seu raio de ação, afinal não tem como atirar em quem está colado na sua retaguarda. Neste caso, você é a caça e não o caçador!

O quesito sorte aparece no jogo apenas na hora de decidir se o seu tiro foi bem-sucedido ou não. Acho justo, afinal seria muito chato se todo tiro disparado fosse certeiro. Ainda mais falando de Star Wars, quando uma nave sua sai ilesa de um ataque inimigo, é hora de sua imaginação entrar em ação! Diga que sua nave habilmente fez uma manobra em zigue-zague e escapou do raio laser mortal do adversário e que, por isso, o piloto irá poder jantar esta noite com seu filho, contando os triunfos obtidos na batalha recente… Ai, ai, às vezes eu me empolgo…

As miniaturas do jogo são muito bem-feitas, como de praxe. Né, Galápagos? O que é bom precisa ser elogiado: a qualidade dos materiais e o nível de detalhe que a Galápagos proporciona sempre são impecáveis. Vale o preço. Sem mais.

star-wars-mundo-freak-tabuleiros

Nesse caso vale ainda mais porque, se não tiver ninguém para jogar contigo, você acabou de adquirir uma bela decoração para a sua estante!

Existem várias expansões com diferentes naves de todo o universo de Star Wars. Pilote as imperiais TIE Fighters, as rebeldes X-wings, Y-wings, Millennium Falcon, entre outras.

Um ótimo jogo de estratégia para desafiar um amigo para o famoso “x1”.

O jogo faz com que uma mesma nave, quando controlada por uma carta de piloto diferente, tenha caraterísticas únicas. Ou seja, se você colocar o Han Solo para pilotar a Millennium, será diferente de quando o Chewbacca estiver no controle. A estratégia de Star Wars X-wing está em como distribuir da maneira mais eficaz possível os pontos iniciais que você tem ao seu dispor. Fica outra reflexão: o que vale mais, um piloto de renome ou dois pilotos “genéricos”? Quantidade ou qualidade? Cada jogador tem sua própria estratégia e, quanto mais você jogar, mais possibilidades e combinações irão começar a surgir.

Como eu sempre torço para os mocinhos, sempre jogo com os Rebeldes. Não há nessa galáxia melhor piloto de Y-wing do que eu! Fica lançado mais um desafio. Que a força esteja com você! Acredite, vai precisar…

star-wars-mundo-freak-tabuleiros3

Informações Técnicas

Dificuldade de aprendizado: Médio. As regras não são triviais e existem várias singularidades entre os pilotos e as naves, o que deixa o jogo com mais opções. Ao mesmo tempo, você pode acabar esquecendo de utilizar recursos devida à grande gama de opções.

Jogadores: 2 jogadores. Claro que o pessoal pode fazer times e jogar 2 contra 2, 3 contra 3, enfim. Mas os turnos são meio demorados e com muita gente é provável que percam o foco do jogo.

Duração do jogo: 40-60 min.

Nota do Taka: 8,122 e 3 sabres de luz.

É isso aí!

Um bom resto de vida a todos! Hasta!

Taka

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

Desvendando os Mistérios dos Sonhos | MFC 415