Artigo

[Primeiras Impressões] Pânico – 1ª Temporada

É impossível quantificar o quão grande foi a desconfiança quando anunciaram a série de uma das obras revolucionárias do terror do mestre Wes Craven (1971-2015). Porém venho aqui de alma lavada dizer que fizeram um excelente trabalho.

A série Pânico traz o mundo apresentado no longínquo 1996 (provavelmente temos leitores que ainda não eram nascidos) para uma nova era. Esqueçam as ligações telefônicas, agora tudo é resolvido através dos celulares, com suas mensagens, vídeos e localizações.

A internet é um personagem vital durante os dez episódios cheios de tensão. Mas isso não é motivo para despertar a raiva dos velhos resmungões (me incluo nessa), tudo está lá: os personagens dúbios, as festas, os jogos, as mortes e a máscara. A máscara foi remodelada para a série, afinal, temos de contar outra história, e as mudanças estão muito bem amarradas ao roteiro.

panico_serie_mundo-freak

As mortes continuam sendo uma atração à parte, com alguns clichês e outras muito bem pensadas. Uma mudança grande é o jogo que o assassino fazia no filme, questionando a vítima sobre referências dos filmes de terror, se ela acertasse sobreviveria, se não…

Mas para preencher essa falha (que nem é tão falha assim, uma vez que achamos tudo com um único click) criaram um personagem nerd, fã de seriais killer e filmes de terror, que faz referências todo santo episódio. Portanto, se você é um daqueles que gosta de pescar referências, ele é um prato cheio.

A série é bem fechada, concluindo o arco dos personagens, mas claro, não sem antes deixar algumas pontas soltas. Afinal a segunda temporada já foi confirmada.

O ponto negativo aqui é ser uma série da MTV. A trilha sonora é péssima, quase nunca casa com as cenas. Elas estão lá simplesmente para fazer propaganda para os artistas, inclusive durante os episódios a emissora coloca uma tarja na tela, para nos avisar quem canta e qual o nome da música.

De resto “Pânico” merece ser assistida pela nova e velha geração. Não supera a criação do mestre, mas está no rumo certo. Mas quero saber dos freaks, me contem o que acharam da série, as vezes eu posso ser positivo demais.

E não deixem de conferir o Mundo Trash especial Wes Craven!

Nota Pessoal: 4,2/5,0

*A série já está disponível na Netflix. 😀

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

Quando seu Cérebro vira o Inimigo – Síndromes Bizarras| MFC 416