Artigo

[Regras da Casa] Zombicide – O jogo de tabuleiro mais famoso da atualidade!!

Olá Freakianos! Meu nome é Taka, sou matemático, nintendista e nerd, muito nerd! Minha maior paixão são os jogos de tabuleiro, principalmente os modernos que envolvem cooperativismo entre os players. Estou fazendo uma bela coleção de board games, tentando priorizar jogos que podem ser comprados aqui no Brasil, pois acho que esse é um bom modo de incentivar as empresas que trazem os jogos para cá a trazerem ainda mais títulos! Meu top five?

1º – Zombicide

2º – Gears of War – the Board Game

3º – Kemet

4º – Colonizadores de Catan

5º – Puerto Rico

E nada melhor do que começar já falando sobre o meu jogo predileto: Zombicide! Uhuuul!!!

Se você não conhece este jogo de tabuleiro (ou board game, porque em inglês o nome fica muito mais legal xD), está na hora de esquecer um pouco os jogos de videogame, reunir a galera em volta da mesa, comprar salgadinho, refrigerantes e ter a melhor noite de sexta-feira que você pode ter. SIM, tem que ser numa sexta-feira à noite, porque NERD que é NERD não vai para a balada, vai para a matança! Muahahahahahaha!!!!!

Zombicide é um jogo muito simples, mas ao mesmo tempo muito complexo. Possui várias regras, ações, habilidades e detalhes em geral para decorar. Mas, como em qualquer RPG, a regra de ouro existe: Se todos concordarem, “tá valendo”! Crie suas regras e adeque o jogo aos players!

 

Vamos falar um pouco sobre o jogo:

Zombicide é um jogo de cooperação, ou seja, todos ganham ou todos perdem juntos. Ganhar significa que os personagens cumpriram todos os objetivos do cenário e viverão mais um dia para matar mais mortos-vivos; perder, por outro lado, significa ser morto e devorado por zumbis!!!!!! O que não deve ser algo muito legal… eu acho. SÓ ACHO.

A franquia teve seu início em 2012, com o jogo base chamado apenas “Zombicide”, e bateu um record de vendas para a época – pela primeira vez, um board game faturou nada mais que US$ 800.000,00! Incrível, não?!

Pouco tempo depois, com o sucesso, a Guillotine Games (criadora do jogo), não perdeu o embalo e logo lançou a primeira expansão — Toxic City Mall — apresentando uma nova categoria de Zumbis: os Zumbis tóxicos. Estes não podem ser mortos em um combate corpo a corpo, pois seu sangue infectado por resíduos químicos cai sobre você, desintegrando a pele do personagem… geeeente, que coisa cruel! O.O

 

Pouco tempo depois, Zombicide entra em sua segunda temporada, com a criação de outro cenário – Prison Outbreak! Nele, os sobreviventes foram apresentados a novos zumbis: os Berserkers. Eles são exatamente o oposto dos Zumbis Tóxicos, não podem ser mortos em combates à distância, provavelmente por terem desenvolvido uma carapaça com força descomunal, forte o suficiente para absorver o dano de armas de fogo. Que convenieeeeente! ¬¬

A segunda leva de jogos rendeu um montante de US$ 2.000.000,00 aos seus criadores! Mais recordes sendo quebrados por Zombicide!

Vocês acham que eles pararam por aí? Nããão! Já saiu a terceira temporada de Zombicide!! Com as expansões Angry Neighbors (SNES feelings) e Rue Morgue (Iron Maiden feelings), que também serve como jogo base para esta temporada.

A terceira temporada apresenta novos zumbis: os Crawlers — “calejados” na tradução para o português (algo deve ter se perdido). Esses zumbis amarelos são duros na queda, algumas armas possibilitam a rolagem de mais de um dado ao mesmo tempo, o que resulta na chance de matar mais de um zumbi de uma única vez. Porém, se você tirar um sucesso e matar um zumbi com um dado e com outro tirar o valor 1 (digamos falha crítica), você não matou bem matado o monstro amaldiçoado seguidor do instinto mais básico de todos: a alimentação. Como o primeiro hit acertou um zumbi, mas o segundo foi uma lástima, eles caem e começam a se arrastar; só após um segundo acerto é que eles têm suas mortes definitivas e suas almas poderão, enfim, descansar em paz! Cara, eu deveria ser poeta…

Já a expansão Angry Birds, digo, Angry Neighbors, apresenta os Zumbis Caçadores, que sempre se movimentam quando uma nova carta de zumbis caçadores é sacada do deck na fase de “Respawn” deles. Nessa temporada também foram introduzidos o helicóptero, as camas e até amigos que podem ser “achados” na fase de procura dos players.

O jogo já traz várias e várias missões para serem jogadas. Já fez todas? Sem problemas. Baixe as missões extras! Já baixou e terminou todas? Novamente, não há nenhum problema. Crie suas próprias aventuras, condições de cenário e objetivos e divirta-se até o limite que sua imaginação proporcionar. Cara, estou pensando seriamente em virar poeta…

Como são muitos jogos e expansões, neste primeiro contato estou apenas dando uma pincelada sobre todo o universo que o board game mais famoso da atualidade, em minha opinião, pode oferecer a todos nós: sobreviventes em um mundo digital que ainda se reúnem em volta de uma mesa, sem dispositivos eletrônicos e que, mesmo assim, conseguem fazer esses momentos únicos e deixar aquele gostinho de “quero mais”!

O melhor de tudo é que o jogo veio para o Brasil através da empresa Galápagos Jogos e também é revendido pelas melhores lojas como a Geek, da Livraria Cultura. O pessoal da Galápagos já trouxe da 1ª à 3ª temporada do jogo, todas as expansões e alguns extras que podem ser conferidos no site da rapaziada, que está mandando MUITO bem!! Agucei sua curiosidade (e sua carteira)? Só digo: VALE A PENA CADA CENTAVO!!!!!

Então, gostou? Quer aprender a jogar? Nosso amigo JACK EXPLICADOR te ensina as regras!

ZOMBICIDE – TUTORIAL EM PORTUGUÊS

Não perca tempo! Embarque nessa aventura você também!! Bom, se eu não virar poeta, viro vendedor da Polishop!

Jogadores: de 1 a 12. Na verdade não há um limite de jogadores, mas com muitos fica muito Easy Mode.

Duração de jogo: de 2 a 5 horas, de acordo com o tamanho da missão.

Jogabilidade: 5/5.

Miniaturas: 5/5.

Diversão: 5/5.

É isso aí!

Um bom resto de vida a todos! Hasta!

Taka

 

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

Desvendando os Mistérios dos Sonhos | MFC 415