Resenha

[Resenha] O Demonologista

“Milhões de criaturas espirituais andam na Terra invisíveis, tanto quando estamos acordados, como quando dormimos.” Jon Milton.

Perspicaz, envolvente e intrínseco. São essas as palavras que defino O Demonologista. Do premiado Andrew Piper e lançado no Brasil pela DarkSide® Books (2015), esse Best-Seller chega às livrarias com um novo sabor de leitura para os apreciadores de suspense e ficção.

O personagem principal e narrador é o conceituado professor universitário especialista em demonologia, David Ullman. Ateu, hermético e comumente taciturno tem a sua vida transformada quando um secreto contratante o coloca em uma inesperada aventura.

Sua jornada começa em Veneza, quando abandonado pela mulher resolve viajar com a filha para tirar uns dias de férias e aceitar o curioso “trabalho” extra.

Após o estarrecido encontro com o desconhecido, chamando-o de Inominável, David ao voltar ao seu hotel apavorado e com pressa para voltar para casa, tem sua filha dominada e levada por um ser inconcebível à sua fé.

Sem saber quem o contratou e principalmente sem entender o porquê, o cético professor se vê em meio a invariáveis intrigas entre a humanidade e os acontecimentos obscuros que a cercam, como violências, assassinatos sem explicação e a busca pela filha subjetivamente sequestrada.

Enlouquecido passa a seguir pistas transitivas e sem racionalidade. E, a cada passo sendo involuntariamente lançado ao encontro com o sobrenatural.

“Nós somos muitos. Mas você não vai encontrar ninguém.”

O desespero com o inacreditável coloca em prova a sanidade de alguém que sempre provou saber sobre “ele”, mesmo não acreditando.

Paralelamente a melhor amiga de David descobre que está com câncer terminal. Mesmo sem querer envolve-la em seu drama oculto, O’Brien, que não tem mais nada a perder, embarca com o amigo na sua procura incessante.

O roteiro faz o estilo nonstop – sem parada, isto é, te instiga a ler de uma vez – muito parecido com Dan Brown, mas com uma pegada mais sombria. Os enigmas são sedutores e instiga o leitor a realmente querer saber o propósito do demônio, o que se passa pela sua infame cabecinha.

Pessoalmente, o que mais me atraiu em todo contexto do livro, entre personagens e as ações, foram os diálogos baseados no escritor John Milton e a sua grande obra Paraíso Perdido. Eu não sei você, mas a suposta relação questionada por Milton, sobre o bem e o mal, no caso envolvendo a Deus, o Diabo e aos humanos é uma forma de fomentar a fé, ou a falta dela, em nossos pensamentos e decisções.

A obra ganhou o Prêmio de Melhor Romance do International Thriller Writers Award (2014), concorrendo com autores como o rei Stephen King, entrou em diversas listas de melhores livros de 2013, foi finalista do Shirley Jackson Award (2013) e do Sunburst Award (2014), chegou ao topo da lista dos mais vendidos do jornal canadense Globe and Mail e foi publicado em mais de uma dezena de países. E em breve será adaptado para os cinemas pelo diretor Robert Zemeckis (Forrest Gump e De Volta Para o Futuro).

Informações técnicas

E, eu não poderia deixar de destacar a preciosidade e a excelência na edição lançada pela Darkside Books. A perfeição na textura das páginas, o prazer de percorrer com os olhos a ótima fonte, as ilustrações que encantam céticos e devotos e por último, porém não menos importante a capa. Gente, e que capa! Além do encanto com os mínimos detalhes, mensurando a qualidade de um material atual remetendo ao antigo. E o cheiro, ah… o cheiro de livro impresso. E confesso, ao ter o livro em mãos eu tive vontade de devorá-lo, literalmente!

O Demonologista – Andrew Pyper
Editora Darskside Books
Lançamento – 2015
Gênero – suspense
320 páginas.

 

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

Casal Warren – Fato ou Fake? | MFC 326