Artigo

A maldição de A Profecia – Curiosidades sobre o filme

A Profecia (1976) é considerado até hoje o filme de terror mais “amaldiçoado” de todos os tempos. Filme esse baseado no livro de mesmo nome do escritor David Seltzer. O longa conta a história de Damien Thorn (Harvey Spencer Stephens), trocado na maternidade pelo filho natimorto do embaixador do Reino Unido Robert Thorn (Gregory Peck), porém ele não sabia que Damien na verdade é o próprio anticristo. Agora Robert vai tentar de tudo para que o mal encarnado não conclua seus planos. A maldição de A Profecia é bastante conhecida para os cinéfilos curiosos que costumam procurar esquisitices com esses filmes.

Na produção foi escalado Harvey Bernhard, temeroso porque Bob Munger, que era o roteirista, o havia avisado que a história era muito pesada e a produção poderia ser muito problemática. Por isso acabou adotando um crucifixo, no qual carregava o tempo todo durante as gravações. Gregory Peck escalado para o papel do pai de Damien foi surpreendido dias antes das gravações começarem, seu próprio pai (Pearl Gregory Peck) havia se matado com um tiro na cabeça. Mesmo assim Gregory viajou para a Inglaterra onde foram feitas as filmagens, porém o avião em que estava foi atingido por um raio, mas pousou sem maiores problemas. Isso não teria nada de esquisito se no voo em que estava toda equipe de produção do filme não tivesse também sido atingido por um raio. Para tornar as coisas ainda mais estranhas, durante as filmagens, Gregory cancelou de última hora um voo que faria para Israel, o avião se acidentou matando todos a bordo.

20527258

Richard Donner que era o diretor do filme, que também dirigiu filmes como Superman (1978) e Os Goonies (1985), quase morreu por duas vezes. A primeira foi quando o hotel em que estava hospedo sofreu um atentado à bomba do IRA (Exército Republicano Irlandês), grupo paramilitar que visava a separação e independência da Irlanda do Norte do Reino Unido. A segunda quando um restaurante em que frequentava sofreu um atentado do mesmo grupo. Donner só não morreu, pois nesse dia resolveu ir um pouco depois do seu horário habitual ao restaurante, com isso chegando logo após o ocorrido.

Durante as gravações do filme dois cães rottweiler, que foram escalados para serem os servos de Damien, atacaram seus treinadores, deixando um gravemente ferido e o outro morto. No Safári onde se passa uma das cenas do filme, um dia depois do set inteiro ter se retirado do local, um dos funcionários foi brutalmente atacado por um Tigre.

A-Profecia-1976-4

A última morte envolvendo alguém da equipe do filme e de longe a mais esquisita aconteceu quando John Richardson, diretor de efeitos especiais, viajava por uma estrada na Holanda logo após o lançamento do filme. Liz Moore, que trabalhava junto com John na equipe, perdeu o controle e bateu com o automóvel. Liz morreu decapitada, numa cena muito parecida com a que eles haviam feito no filme. John, que pouco sofreu com o acidente, saiu do carro muito atordoado e afirma ter visto uma placa com os dizeres: “Cidade de Ommen 66,6 km”, o detalhe curioso é que o título original do filme e The Omen.

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

ACONTECEU COMIGO #53 | O Homem de Roxo, A mulher na porta e o que acontece no Cemitério