Artigo

O que esperar de Malévola?

maleficent_2014-2560x1440-770x472

Muita gente não gosta de admitir, mas cresceu com a maioria dos filmes produzidos pela Disney, inclusive aposto que assistiam dezenas de vezes os clássicos contos das princesas. Que por muitos eram erroneamente ligados a meninas, mas que por vezes eram na verdade grandes clássicos do cinema e do VHS.

Quando Malévola foi anunciada, muitos temeram. E ainda temem. Pois o cinema norte americano ainda amarga com as várias produções de contos de fadas levadas pelo modismo da indústria. Que acabou por gerar pérolas intragáveis relacionadas a João e o Pé de Feijão (Caçador de Gigantes), João e Maria (Caçadores de bruxas) e o péssimo Branca de Neve (E o Caçador). Sem falar de outros que nem ouso citar por aqui pois poderia causar dolorosas urticárias nos nossos leitores.

A proposta do filme, como o próprio nome deve dar a dica, mostra mais o ângulo de uma das maiores vilãs do cinema. Malévola, a feiticeira que aprisionou Aurora em seu sono eterno. E quem mais que a queridíssima Angelina Jolie para fazer o papel de uma vilã poderosa? Eu sempre suspeitei que ela tinha mais cara de vilã do que como mocinha altruísta e tudo isso se provou verdade nas primeiras imagens liberadas pelo estúdio da caracterização da atriz. Eram de arrepiar mesmo!

O primeiro teaser também fora liberado, mas nada muito revelador, que desse detalhes da trama, efeitos visuais ou pelo menos desse uma dica se o filme seria uma bomba ou não.

Até esse momento, confiram:

Esse trailer também foi arrepiante, não apenas pelas cenas em si, mas pela música inspirada na original do clássico Disney, usada de maneira mais sombria e soturna. Vemos a cena clássica do batismo de aurora, a floresta de espinhos criado pela vilã para guardar seu castelo e até as três fadinhas que também estão lá.

O que realmente me assustou é essa onda de transformar contos de fadas em algum tipo de novo Senhor dos Anéis bizarro, com luta entre exércitos que parece não se encaixar direito em tela. Assim visto no Alice no País das Maravilhas do Tim Burton (Ou seria chapeleiro maluco e seus amigos?) e do já citado aqui Branca de Neve e o Caçador.

Também dá pra sacar que realmente irá citar a origem da personagem nunca antes contata, o que pode ser bem interessante.

Mas no conjunto da obra, me sinto empolgado para dar uma chance e tentar voltar a acreditar em contos de fadas.

E se você quiser se lembrar da música caso o trailer não o tenha feito:

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

Aconteceu Comigo #59 | Locais Mal Assombrados e Mr. Noob