Artigo

Os games estão acabando com sua vida conjugal?

 louco-por-video-game

Eu estava na sala de espera em uma clínica e eu só tinha como opção de distração as redes sociais no meu espertofone e o Hoje em Dia, transmitido pela Rede Record, na televisão. No programa matinal eles apresentaram uma reportagem acusando os vídeo-games pelo divórcio de casais. Foi então que me perguntei: Como assim?

Em tempos de lançamento do novo GTA existe muita gente trocando a vida social pela cidade de Los Santos. Mas também significa que os canais de televisão podem fazer mais uma série de matérias rasas culpando os games pelos males do mundo. Às vezes acho que, se Simcity fosse um título tão popular quanto Call of Dutty, a TV ia colocar a culpa da corrupção em Brasília nos games…

Voltando ao caso do Hoje em Dia, na reportagem eles citaram uma pesquisa afirmando que 15% da mulheres culpavam os games pelos seus divórcios. Apresentaram o caso de dois casais que tinham desavenças por causa do tempo gasto com jogos eletrônicos. Por fim uma psicóloga enumerou vários motivos pelos quais os games poderiam deteriorar uma relação.

O problema disso tudo é que eles apresentaram uma reportagem rasa, que apenas apontava o dedo para os gamers e pronto. Sério mesmo Record? Será que são os games que separam as pessoas ou os relacionamentos interpessoais são bem mais complexos? Será que a pessoa está usando o jogo como uma forma de escapismo? Ou por acaso o jogo está se tornando um vício?

Casais brigam pelos mais variados motivos e jogos eletrônicos podem ser apenas mais um deles. Muitas pessoas iniciam uma união sem que exista qualquer ponto em comum em suas personalidades. Se você for cair no clichê de “homens isso, mulheres aquilo”, existem programas desagradáveis para ambas as partes, o problema dos games é a duração que uma partida pode ter.

Sem levar em consideração que o jogador é o responsável pelo tempo que passa dentro do jogo. Ele pode sair quando quiser e cada um tem a sua balança da vida social versus vida virtual. Quando esta balança está desequilibrada a coisa passa a ser vício. Isso vale para games, bebidas, drogas ilícitas, futebol com amigos, ir ao salão, trabalho e muitos outros aspectos da vida. A novidade nisso tudo são os jogos. Todo o resto já existia.

Então se você tem um parceiro(a) que está sendo colocado ao lado por causa de qualquer motivo, repense suas atitudes e saiba realmente o motivo que está te afastando de todos. Os games não são culpados, são uma válvula de escape.

P.S: Entre os motivos apresentados para que uma pessoa deva pensar para largar os games estava o gasto financeiro que games representam. Lembre-se que praticamente todo tipo de diversão custa dinheiro e o investimento em um jogo representa horas de entretenimento, superando outras formas de se divertir quando colocado na ponta do lápis, por este motivo o argumento é inválido.

Nota do editor: Gravamos um podcast sobre gamers casados que vale a ouvida. =)

 

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

A Fantástica Abdução de Artur Berlet | MFC 414