Artigo

O mundo Brasil, sexo, drogas e Rock’n Roll de Xampu

“Entre o final dos anos 80 e o início dos anos 90, um pequeno apartamento na zona norte de São Paulo estremecia com o falatório, a gritaria, o tilintar de copos e garrafas e o volume no talo do aparelho de som 3 em 1. Embaralhadas com sons de guitarras, bateria e baixo, as palavras eram quase adivinhadas enquanto saíam, entre tragadas e goles, pelas bocas fumacentas.”

E assim começa Xampu, uma HQ do famoso artista Roger Cruz, que na bagagem já trabalhou para a editora Abril, Marvel Comics e DC.

xamou

Acho que posso começar falando da parte visual da HQ. A arte incomoda de começo, os traços desproporcionais lembram um estilo cartoon, mas nas primeiras folheadas você já consegue ver o tom que de longe não é descontraído. E muito pelo contrário, é um traço cru. Que dá uma mistura legal de conceitos com esse lado visceral da sujeira e podridão do ambiente, música e pessoas que é o retrato da época.

Da mesma forma, o conceito transborda da história. Muito sexo, drogas e muita música, Roger Cruz deixa de lado o glamour do rock dos anos 80, para mostrar uma realidade melancólica da época de juventude inconsequente. Personagens caricatos e carismáticos aos montes e de fácil identificação com pessoas que você conhece ou já conheceu.

Um dos pontos que me chamou atenção que gostei muito é o clima “Brasil” que a HQ tem. Apesar das inúmeras referências da cultura americana, toda a história se passa no Brasil, e diferente de muitas outras obras que apenas se referem de uma ambientação nacional, Xampu tem um clima completamente nacional, que me fez lembrar bastante o ar das pornochanchadas. E não é estranheza você se sentir familiarizado com isso tudo.

Finalizando, Xampu é uma boa pedida para quem quer uma literatura diferente e descompromissada. Não é imprescindível, ou algo que você guarde na cabeceira da cama, mas tenho certeza que vai valer algumas revisitadas no futuro.

Por Andrei “Rated” Fernandes

XAMPU: Lovely Losers
História e Arte:Roger Cruz
Editora Devir
Formato: 20,5 cm × 27,5 cm
Estrutura: 80 páginas em sépia impressas em papel Chamois 115 g/m²
Capa: Colorida em papel cartão 250 g/m² com laminação fosca, reserva de vernizbrilhante e orelhas
R$ 29,50


 

 

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

Desvendando os Mistérios dos Sonhos | MFC 415