Artigo

That’s the point! Back and Forth – Foo Fighters

That’s the point!
Aborda temas musicais, álbuns, documentários, histórias e curiosidades, fazendo um resumo e mostrando seus conceitos principais.

 
Back and Forth - Foo Fighters
Back and Forth – Foo Fighters


Back and forth é o documentário musical que mostra a trajetória do agora “quinteto Monstro”, o Foo Fighters, desde o fim da banda de Dave Grohl, o Nirvana.
O documentario é dirigido por James Moll, que também dirigiu o documentário The Last Days que mostra os últimos dias Kurt Cobain.

Pequeno resumo da obra:

Back and forth mostra a trajetória do Foo Fighters, desde o fim da banda de Dave Grohl, o Nirvana. Logo no início, Dave fala do final do Nirvana e de como ficou mal com a morte do companheiro de banda Kurt. Ele conta que foram oito meses de depressão, até que um dia ele caiu em si e viu que tinha que sair dessa morbidez e seguir em frente. Então resolveu fazer música de novo, pegou uns materias que ainda não tinha gravado e foi pro estúdio produzir suas canções.
Dai pra frente, Dave conheceu Nate (o unico integrante que está na banda desde o começo junto com Grohl) e formou junto com Pat o Foo Fighters (em que diferentemente do Nirvana, Dave agora é o frontman e guitarrista).

A partir dai, passamos a conhecer um lado “tirano” (não que isso seja ruim, todo rockstar tem disso)
do até então simpático Dave, na gravação do segundo album “The Colour and the Shape”, em que Dave afirmava que já tinha a ideia de como deveria soar a bateria (tudo bem que de bateria ele entende, mas certa parte disso é pura frescura) e frustrava as idéias e tentativas do batera William Goldsmith.
Dave não ficou satisfeito com a performance do batera e resolveu convidá-lo a sair da banda.
Um tempo depois, Dave conheceu Taylor (baterista da Alanis Morrissette na época) e perguntou se conhecia algum batera para entrar no lugar de William e Taylor disse que ele mesmo estava interessado na vaga.
Depois desses ocorridos o Foo trocou de músicos mais duas vezes e entraram em crise na gravação do álbum “One By One”, mas se acertaram e continuaram juntos nas turnês e gravando discos, e ainda tocaram pra mais de 80 mil pessoas em Wembley.
Bom, não entrei em pequenos detalhes e não estou aqui para contar tudo (perde a graça né gurizada).

That’s the point!

Bom o ponto forte da obra Back and forth são as crises, o lado “tirano” de Dave, a troca de integrantes, dentre outras coisas que aconteceram ao longo dos anos que contribuiram para construir a identidade que o Foo fighters tem hoje. Se não fossem estes
ocorridos, com certeza a banda não seria tão cool, e aqui vai minha dica, não deixem de conferir essa.

Por Allan Santanna

 

MUNDO FREAK NO APOIA.SE

Desvendando os Mistérios dos Sonhos | MFC 415