Mundo Freak Confidencial 165 – Atlântida existiu?

O maior mito de cidade perdida, onde uma civilização inteira é engolida por uma tragédia sem precedentes. Os Atlantes foram um povo avançado e por tentar ser maiores do que podiam, foram condenados às profundezas do oceano. Vindo dos filósofos gregos, passando por mitos e conspirações alienígenas. Essa é a poderosa Atlântida que até hoje sobrevive nas nossas mentes. 

Nesse Mundo Freak Confidencial, acompanhe as investigadoras Andrei Fernandes, Marcos KellerTupá Guerra e Nilda Alcarinqüe (Papo Lendário) se unem para tentar decidir se a cidade perdida é de direita ou esquerda.

Download do episódio compactado em formato RARClique aqui com o botão direita e selecione “Salvar Link Como“.

1111

Comentado nos recados!

Comentado no episódio:

 

assineCole esse linno seu agregador de feed ou no iTunes na opção “Assinar Podcast” na aba “Avançado“. Se seu iTunes for o mais atualizado apenas coloque “Assinar podcast” na primeira aba do menu. Ou assinar direto pela iTunes Store, clicando nesse link.

E-mail

Se quiser assinar nossos programas e receber mensagens quando um novo episódio é lançado, faça o seguinte:

  1.  Clique no botão abaixo!
  2. Uma nova janela irá se abrir, então clique em “Use Recipe”!
  3. Efetue o cadastro com o e-mail que use com frequência e ao final clique em “Create Account” 
  4. Clique novamente em “Use Recipe” e pronto!

IFTTT Recipe: Receba os episódios do Mundo Freak por e-mail! connects feed to email

msg

Entre em contato com a gente, deixe seu comentário, sua revolta ou sua solução! Mande e-mails com sugestões, críticas, elogios, spams para contato@mundofreak.com.br ou siga-nos Pelo Twitter e curta nossa página do facebook.

Sobre Andrei Fernandes

Ver todos os posts

Designer, Ilustrador, aspirante a escritor, blogueiro e freak nas horas vagas!

68 Comentários

Participe da conversa →

[fbcomments]
  • NILDA! Muito legal te ouvir aqui no MFC.

  • ~se unem para tentar decidir se a cidade perdida é de direita ou esquerda.~

    Hahahahaha haha … haha … haaaa ha … hahahah hahaha
    HAhHAAhAHah HAHahA hAHha AHhah HAHAHAHAHAH
    HAHAHAHA AHHAHAA HAHAHAHA HAHAHAHHAHA
    HAHAHAHHAA HAHAHA HAHAHA
    HAHAHAH HAHAHA
    HAHAHA
    HAHHA
    HAHA
    HA

    ..
    .

  • Α Τ Λ Α Ν Τ Ι Δ Α

  • FIRST

  • Com este comentário, a quantidade de comentários que eu fiz no site do Mundo Freak se iguala ao ano em que nasci.

  • Sir Jones Kast, Ph.D.

    Ô papai, que delícia!

  • inuyashagui

    Olha o Lucas flodando só p deixar o número de comentários igual o ano de aniversário dele… tsc, tsc, tsc

    • Hahahahahaha foi bem isso mesmo. E alguém tem que chegar no Urubatan

  • ritler scotch nolan

    Os ateus satanistas acabaram com Atlântida…Meus Deuses…E agora não existe mais o Aquaman…Assim não vai ter filme da Liga da Justiça… E ainda de tabela acabaram com o Namor… (Ótimo cast Doutores Freaks, parabéns a todos os participantes).

  • Lumpemproletariado Latino

    Um professor meu jura que achou Atlântida…ele é meio daqueles tiozinho maluco gênio que tem mais diploma do que dedo…conhecendo a figura de perto, digo que… há possibilidades : https://www.youtube.com/watch?v=ONTH9xpJhuI

    Ah…ele também meio que explicou Stonehenge ..

    https://www.youtube.com/watch?v=O1pCenSVsRg

    • Leandro eustáquio

      Valeu a dica. Vou ler os livros dele.

    • Gui Trento

      achei esse video nos relacionados, achei interessante:

      https://www.youtube.com/watch?v=oT2s9trxPZk

    • Olha o nível da seleção de convidados do programa do Jô.

      • Lumpemproletariado Latino
        • Realmente, qualquer crítica à qualquer pessoa só pode ser recalque. Não existe a mínima possibilidade da pessoa sendo criticada ter falado alguma besteira. Fóruns científicos, por exemplo, são apenas salas cheias de recalcados se recalcando.

          facepalm

          Hahahahhaa piadas a parte, a falácia da autoridade não vai colar aqui.
          Nossos ouvintes são mais inteligentes que isso.

          • Lumpemproletariado Latino

            quem falou de nivel de entrevistado foi vc man , não eu,´so tô te dando o nível dele…

          • Cara, ele poderia ter prêmio Nobel – se ele falar besteira, eu vou dizer que o nível tá fraco, man. Eu nunca olho pros títulos de quem faz uma afirmação. Eu olho apenas pras afirmações feitas.

            Vou dar um exemplo pra não parecer que eu estou sendo razo. Ele diz que a datação carbono dos corais revela um aumento do nível do mar rápido, em um grande evento. Apesar de sabermos que o nível do mar aumentou, também sabemos que essa mudança não foi nem de perto tão rápida quanto ele implica. Ele ainda diz que ninguém tinha persebido essa aumento súbito até o ano anterior ao da entrevista. Sabe por que?Por que essa mudança não existe da forma que ele está propondo.

            O consenso científico sobre o nível do mar nos últimos 7 mil anos:

            . O nível do mar era estável de 4 mil A.C. até 1000 d.C.
            . Um aumento de cerca de arpx. 15.20 centímetros por século entre 1000 d.C. e 1400 d.C.
            . Outro período estável a partir de 1400 d.C. até mais ou menos 1900 d.C.
            . Um aumento rápido de cerca de 20 cm entre 1900 e os últimos estudos.

            Dyke, 2004; Jevrejeva et al. 2006, 2008; Mörner, 2004;
            Kopp, Kemp, Bittermann, Horton, Donnelly, Gehrels & Rahmstorf, 2016.

          • Lumpemproletariado Latino

            Faz o seguinte…tá aqui ó..email e telefone…ele é super aberto e adora debater assuntos fringe…manda um email e fala que achou a argumentação dele boba,feia e cara de melão

            http://cmcc.ufabc.edu.br/index.php/francisco-javier-ropero-pelaez

          • O cara distorce tudo quanto é informação científica pra encaixar na narrativa dele. Se eu acho que ele está sendo desonesto, eu não tenho que discutir com ele, eu tenho é que alertar os outros sobre o perigo de quem faz isso. Cara, por que tu ficou mordido? É por que tu gosta do cara, ou das idéias dele, e eu critiquei ele? Não precisa ficar chateado, é só tomar um pouco de cuidado com essa galera sensacionalista mesmo :)

          • Lumpemproletariado Latino

            tá bom…fica aí servindo de alarme baseado no seu achismo…tipo o Car System da Ciência.Se preocupa não..eu estou na paz do Senhor, não precisa ligar o modo psicólogo e nem escrever textão pra derrubar a idéia de um cara que vc não quer nem ir lá perguntar pra ver qual que é…coloquei aí…se serviu,serviu, se não serviu, segue o game…vlw flw

  • Gui Trento

    ainda estou no minuto 38 (escutando…), e não falaram do mapa de Piri Reis??? :O
    https://luccav.com/2015/01/23/the-elusive-location-of-atlantis-part-2/

  • Pedro de Moraes

    O povo de Atlântida trepou tanto que afundou uma ilha

  • Parabéns pelo episódio! Esse episódio ficou bem legal, pois a pauta foi muito bem feita e as discussões do cast foram bem legais.

    Pessoalmente, gosto bastante do mito do Atlântida. Pessoalmente, fico com a ideia de ser uma reminiscência da queda da civilização minóica, a qual influenciou muito o que chamamos de gregos antigos. Como o Jean-Pierre Vernant comenta, essa influencia ocorre nos âmbitos da linguagem, da política, e por aí vai.

    A próprio língua grega facilita você personificar verbos, adjetivos, emoções, e por ai vai, como o Keller comentou – Hoje usar o Banquete em aula é difícil, parabéns mesmo por isso, principalmente com o final Alcebíades chegando bêbado e reclamando que deitou com Sòcrates e ele somente dormiu, sendo que Alcebíades preparou-se todo para o evento, nessa coisa de perseguir professor e tal, parabéns mesmo!

    A presença de vestígios na memória da civilização minoica, permitiu a Platão criar esse mito, com inspiração em coisas existentes anteriormente, como forma de comparar com a situação de Atenas a sua época. Por que os círculos? Pois esta era uma forma perfeita e, portanto, um conjunto de ilhas nesta forma indicava a sua perfeição. Há um bom concenso de que a obra de Platão tem grande motivação na queda de Atenas que este percebia, pois viu esta sair da Democracia de Sólon e passar pela Tirania, de forma que esse problema que leva este a escrever suas obras. Por que uma ilha principal? Pois a pólis ateniense também tinha suas colônias, as quais sendo outras pólis, tem Atenas como centro. Além de mostrar a força dos atenienses ao combaterem os atlantianos, mostra que a Atenas venceu Atlantis por estar ligados aos deuses, de maneira que indica que o afastamento do divino, pensando na leitura do Victor Goldschmidt, está levando a queda de Atenas. Dessa forma, o tema ajuda a chamar a atenção dos interlocutores de Platão do processo de degeneração da própria Atenas, seguindo o que ocorreu com os minóicos, cretenses, entre outros.

    A Nilda comentou sobre o Thomas Morus, e realmente seu uso da Utopia para criticar sua própria época foi de inhspiração platônica mesmo. Ele usou no mesmo sentido que Platão, pensar um local utópico como narrativa filosófica de crítica ao seu próprio mundo. Tem sentido isso ter influenciado posteriormente, em releituras com exageros.

    Sobre a questão de história, o Heródoto quando criou o embrião do que conhecemos enquanto história foi um autor polêmioco a época. Há uma tendência entre os helenos de valorizar mais o relato em forma de tragédia e peças do que a mera narração dos acontecimentos. Aristóteles considera a história como inferior a tragédia, por exemplo, pois a história somente narraria o fato específico, enquanto a tragédia falaria da humanidade em geral ao apontar os motivos e os problemas decorrentes. A própria forma de narrar a Guerra de Tróia, e outros eventos, nos quais questões amorosas levam a guerras, vê-se a influência dos deuses nos eventos, era tradicionalmente vista como superior, por ter esse aspecto de unir as causas, aos atos, com questões morais envolvidas… Quando Heródoto, e provavelmente outros em sua época, começa a buscar comentar o fato, mesmo com todos os problemas de seu método, isso já é algo absurdo para a época. Platão e Aristóteles ainda desconfiavam do próprio texto escrito, afinal, este só dá uma resposta igual, enquanto o diálogo não.

    A própria ideia de religião, o que é discutível se pode-se aplicar para além do eixo judaico-cristão-muçulmano, não valorizava a existência de um livro, afinal, a diferença entre nós e os deuses era a mortalidade, as próprias palavras utilizadas mostram isso, e seria mnuita arrogância querer ter o conhecimento pleno sobre os deuses, daí a valorização de diferentes narrativas, em grego mithós, sobre os deuses e o passado. Daí ser complicado pensar mesmo em que mito é mais importante do que outro entre os helenos antigos.

    Acho as narrativas sobre Atlântida nos círculos místicos, teosóficos e mesmo espírita, interessantes enquanto formas dse reflexão sobre o hoje, mas hoje não acredito tanto na ideia do continente perdido, em coisas como Santorini e tal sim, pelos motivos acima expostos.

    Tem as previsões do Edgar Cayce do redescobrimento desse continente perdido e suas descrições, quem sabe… Mas mesmo que se redescubra, penso que vai ser algo bem mais pé no chão do que o povo pensa.

    PS: Oricalco é o metal utilizado para criar as armaduras dos Cavaleiros do Zodíaco junto com pó de estrelas. Esse achado arqueológico é a prova de que os Cavaleiros são reais e, portanto, Atlântida é a terra dos Cavaleiros de Poseidon. – Desculpem o momento loucura…

    Tudo de bom a todos!

    Tiago de Lima Castro

    • Marcos Keller

      eu corto a parte do Alcebiades, confesso.

      • Boa estratégia mesmo rsrsrs
        Mas é bem legal trabalhar essa questão do amor no Banquete. :-)

  • Thiago Lima

    Pessoal, belo cast. Bem divertido, parabéns a todos os envolvidos. Porém faltou o link da imagem “terreno de magic” de Atlantis nos links

  • Teikerize

    Kara! Kadê meu Keller?

    Esse cara imitando a voz dele aí não vale!

    • Marcos Keller

      disgurpa.

  • Marcos Keller

    MANO.

    CONCEPTS DO MIGNOLA PARA ATLATIS DA DISNEY

    http://io9.gizmodo.com/mike-mignolas-otherworldly-concept-art-for-disneys-at-1551605324

    via: Mano Martino

  • Pablo Pinheiro Batista

    Como sempre um excelente episódio, mas, faltou falar sobre as cidades que podem se tornar cidades submersas no futuro, inclusive existe uma previsão de que se até o fim do século houver um aumento de mais de 4 graus na temperatura média, o Rio de Janeiro pode se tornar uma cidade submersa.

  • Ilmo. Andrei e Cia. Boa Tarde.
    Me Chamo Diego Silvério, Engenheiro de Projetos(Setor Automotivo – Propulsores Diesel); 32 Anos; SP Capital.

    Primeiramente parabéns pelo MFC, fui apresentado ao mesmo recentemente(por volta de 2 semanas por um amigo que conheceu o MFC em uma citação no Anticast), desde então venho “consumindo” o mesmo de formas voraz, escutando todos episódios dos primeiros até os atuais, alternando com dos atuais para os mais antigos.
    Como muitos já disseram, ao meu ver é uma espécie de X-FILE CAST.
    Muito Obrigado por proporcionar a nós ouvintes neste nicho Freak tanto material de ótima qualidade.

    Referente ao episódio, Muito interessante, não tinha noção da quantidade teorias, origem e lendas sobre Atlântida.

    Dicas para podcasts: Cidade de Eldorado e São Thomé das Letras – MG

    Ps. Sou Paulista do interior do estado de SP, considerando um espectro de perfil Beliver – cético, estou no centro levemente tendenciado ao ceticismo, não por não querer acreditar, mas sim por tentar atribui logica a tudo.
    Pois bem, o ponto é que tenho muitas histórias sinistras a contar da época em que vivi no interior ( Coronel Macedo – SP, cidade com pouco mais de 5000 habitantes).
    Vivenciei situações amedrontadoras as quais pretendo descrever para vcs com intuito de proporcionar material para ” Aconteceu comigo” inclusive tenho uma testemunha e ouvinte do MFC, Eduardo Santinatti (Nerd/”Freaker”).

    Muito Obrigado!

    Abraço a todos, e eu preciso olhar para trás hehehe (Curiosidade faz parte de todo investigador).

    ps2. A voz do Rafa lembra muito a voz do JP ( Podcaster frequente no NerdCast)

  • João Guilherme Pianezzola de O

    “DE NADA.” – KELLER, Marcos. 2017.

  • Douglas Rainho

    Desligaram o filtro do Keller? Rapaz…

    Ademais, bom episódio… Apesar que parece que o MFC vai virar cast político e não de mistérios e de casos insólitos.

    Outra questão, não generalizam pela exceção. Espíritas não acreditam em coisas como Atlântida e tals, isso é coisa de “espírita” new-age. O espírita de fato, que pela ignorância alheia acabou sendo chamado de ortodoxo, apenas estuda segue a codificação de Kardec e alguns postulados da época.

    Espiritualistas tampouco, pois esse é um termo muito abrangente. Veja só, dentro da Umbanda por exemplo, quem segue a linha de Umbanda Branca (a original) e as bandas tradicionais e populares não se ligam nisso de Atlântida. Já a vertente Aumbhandan, de W.W. da Matta e Silva, também conhecida como Umbanda Esotérica, já diz que Atlântida, Lemúria e afins são realmente reais, e que são as terras de origem da raça vermelha, a primeira raça e mais avançada e blá blá blá. Mas essa Umbanda é pouco focada nas origens comuns das demais vertentes de umbanda. Matta e Silva foi muito influenciado por pensamentos ocultistas (oi Keller), principalmente pelo livro “O Arqueometro” de , Saint-Yves D’Alveydre e outras ideias desse mesmo autor.

    Então, só para reforçar: não generalizam pela exceção.

    • Marcos Keller

      Oi :)

      • Douglas Rainho

        Oi, tudo bem? Kkk

        • Kenzo Okamura

          Essa história de espirita acreditar em Atlantida, não é relacionado a espirita, mas sim a religião espiritualista, que segue as idéias de Abdrushin, da ordem do graal. É uma doutrina mais relacionada ao budismo, só que com uma visão evolucionista misturada com a criacionista.

      • IVO o Mar Não Tá Pra Peixe

        cara, você pode me indicar livros sobre demônios?

  • Ow galera, nem precisava fazer esse episódio sobre Atlântida. Toda a verdade está no Principia Discordia, p. 00072.
    Busquem. Conhecimento.

  • O episódio foi muito interessante. Apenas um dado passou em branco, ou eu talvez tenha piscado nassa parte, que diz respeito à origem da tal tradição da Atlântida. Platão fala dela no Timeu e no Crítias, dois de seus diálogos, e afirma que a informação foi recebida por Sólon de sacerdotes egípcios.

  • Gilson Passos

    Cadê o link pra o workshop de R?

  • Sobre a animação atlantis da Disney.. vcs sabiam que os “traços” de todo o desenho são baseados no traço inconfundível do Mike Mignola, o criador do Hellboy???

  • Luis P

    Quem é esse coxinha safado e o que ele fez com nosso amado Keller?

    #BringKellerBack
    #AMagicianNeverDies

    Millo > Andrei

    https://uploads.disquscdn.com/images/3750bc437c2054b3467d7f52601f916bca582874f1b5d02e6b2477736a358adf.png

  • Matanui

    Algumas coisas que acho interessante comentar:
    A descrição que fizeram de Atlantida sobre os leões, é a mesma que a Eubiose cita de Agartha tirada das palavras do Almirante Richard E.Byrd que disse ter visto essa sociedade durante um voo na Antártida! Ainda sobre essa sociedade da qual já fiz parte, eles acreditam que os descendentes Atlantis vieram ao Brasil depois da queda e formaram os povos indoamericanos e essa história vai longe, não vou me aprofundar muito, mas citam que dois irmãos e suas frotas chegaram no Rio de Janeiro e talz e essa história já se mistura a da “esfinge” da Pedra da gávea e do rei Badezir que segundo a Eubiose é o real motivo do nome de nossa terra se Brasil. (Falei bem resumido, mas é basicamente isso kk).

    Outra coisa que achei que você mencionariam são os objetos de Atlante, lembram-se do anel Atlante? Foi descoberto em 1860 pelo egiptólogo Marques de Angrain dentro do túmulo do sacerdote JUÁ, mas ficou famoso graças a Howard Carter que segundo ele, foi o único a não ser amaldiçoado por Tutankamon por estar usando o anel que encontrou na tumba do rei Tut em 1922. Esse anel ficou bem famoso.
    Desculpa falar de mais, mas eu adoro esse tema e sociedades fechadas como a Eubiose tem muito a nos contar, independente de ser verdade ou não. Mais uma vez, parabéns pelo ótimo trabalho ^^

    • Auryo Jotha

      Essa história sobre Atlântida me lembrou do livro “Fenícios no Brasil” do Ludwig Schwennhagen, a teoria seria de que foram os fenícios que ajudaram as pessoas de Atlântida a sair da ilha afundando… então teriam se fixado no nordeste… se me lembro direito ele fala que foi em Sete Cidades (Piauí)… É uma daquelas teorias bem… né? Tem egípcios drenando lago, remanescentes da guerra de troia, amazonas, esfinge na Pedra da Gávea, Atlântida, Fenícios fundando alguns portos em Portugal, tem de tudo.

      • Matanui

        Isso! Tem muito disso, inclusive é engraçado que são várias cidades sagradas que eles dizem ser uma das 7. Dai tem 7 cidades sagradas no norte, 7 no sul, 7 no centro oeste, 7 em Portugal kkkk deve ser para as pessoas se sentirem especiais kk Mas tinha muita coisa legal também.

  • Sir Jones Kast, Ph.D.
  • Malone M. de Araujo

    Cadê o Rafael Jacaúna????

  • Por mais episódios com o Keller pistola! Bom demais!!!

  • Kézia Nogueira

    Keller falou do Jason Momoa se referindo ao Aquaman, imagino, mas ele fez outra coisa mais a ver com Atlântida que foi Stargate Atlantis. Aliás, nessa série Atlântida era uma cidade-nave pertencente à espécie alien superior que criou os Stargates. Ele acabaram levando a cidade pra galáxia de Pegasus, onde rola a série. Inclusive a cidade pode submergir porque tem um campo de força que impede inundações. Super recomendo! Série maravilhosa e Momoa gatíssimo de dread hahah