Ponto G 07 – Maria Quitéria – A patrona brasileira

Reproduzir

Que tal ouvir um programa sobre a primeira mulher integrante de uma unidade militar no Brasil?

Ira Croft, Juliana Ponzilaqua e Tupa Guerra  falam sobre a patrona do Exército Brasileiro, Maria Quitéria, a primeira mulher membro do Batalhão dos Voluntários do Príncipe, o Batalhão de Periquitos e condecorada a Cavaleiro da Ordem Imperial do Cruzeiro.

Baixe o programa em formato .rar. Clique aqui.

vitrine>> Clique e escute o programa anterior Maxine Sanders – uma bruxa de verdade <<

Playlist do programa:

Hichan Chahidi – Gouttes
Kai Engel – Nothing
Kai Engel – Low Horizon
Dexter Britain – Seeing the Future
Dexter Britain – Summers Coming
Jason Shaw – Running Waters
Gillicuddy – Adventure Darling

Créditos:

Apresentação: Ira Croft, Juliana Ponzilaqua e Tupa Guerra
Pesquisa e pauta: Juliana Viana
Edição: Kyuu
Diretor de arte: Andrei Fernandes
Locução: Dani Freitas
Direção geral: Ira Croft

Sobre Iracroft

Ver todos os posts

Nascida no planeta Blastófila Blasmóide, viajou pela Terra do Nunca para hoje escrever sobre seus sonhos.

24 Comentários

Participe da conversa →

Facebook

comentários

  • Cpt. Ace Barros

    Saudações, Ira, Ponzi e Tupá!
    Aqui na Bahia aprendemos o mínimo sobre Maria Quitéria na escola ainda nos primeiros anos e todos os anos lembramos dela, da freira Joana Angélica, e outras figuras importantes para a guerra de Independência da Bahia (lembrada como data cívica e feriado no estado, no dia 2 de Julho), inclusive através de diversas reportagens nas TVs locais.
    É claro, tenho ciência que não aprendemos muito ou nos aprofundamos sobre o assunto (ainda mais por termos contato com isso ainda crianças) mas é bom vermos como não deixamos essas figuras de lado. O que notei foi que alguns conteúdos ganham mais importância localmente, como no caso dos Bandeirantes, que na Bahia não são tão falados durante as aulas. Passamos apenas o básico sobre o assunto, já que a influência deles no estado não é muito grande. O mesmo deve acontecer com outros fatos em outros estados e regiões: acontecimentos e figuras locais recebem maior importância devido a proximidade, quase um conhecimento setorizado.
    Mas é sempre bom desmistificar essas questões, e mostrar mais e mais dessas mulheres e sua importância histórica. Continuem com o bom trabalho que fazem! :D

    • Juliana P.

      Que demais, Capitão!!! Se eu soubesse que na Bahia se falava de tantas mulheres incríveis na escola, tinha pedido uma transferência… ;)
      Mas, saindo um pouco da brincadeirinha, eu fico MUITO feliz que a Maria Quitéria tenha a atenção merecida na Bahia. Você não sabe como isso me alegrou, e certeza que alegrará as meninas também.
      Seu comentário corrobora com o que a Tupá disse magistralmente durante o programa: o jeito que aprendemos História na escola nos constrói como brasileiros e nos dá uma identidade. Por que, então, ficar “setorizando” os assuntos, né? Deveríamos saber sobre tudo de nosso país.
      Obrigada pelo seu feedback incrível, e um beijo! :)

      • Popoio Opoi

        É o caso da figura de Ana Jansen no Maranhão. Por lá, muito conhecida. No eixo sul-sudeste, pouquíssimas são as pessoas que dela ouvem falar.

        • Ira Croft

          Nossa, a Rainha do Maranhão, preciso falar dela!!

    • Tupa Guerra

      Puxa, também não fazia ideia que se aprendia sobre ela na escola! Olha que plural esse país. Ao mesmo tempo em que sabemos que rola uma hegemonia masculina no ensino da história, também precisamos questionar a questão da hegemonia do imaginario gerado no eixo sul-sudeste. Enfim, muitos questionamentos que ainda precisavam ser abordados! Muito obrigada pelo comentário!

      A Joana Angélica e muitas outras também estão na nossa lista! Vamos indo aos poucos!!!

    • Ira Croft

      Oi, Caps Ace.
      Realmente os estudos regionais são mais focados na história que os cercam e as demais regiões do País acabam estudam sucintamente, raso até demais, e mais ainda encobrindo fatos e personalidades importantes, principalmente as mulheres, que são nosso foco aqui.
      Eu pesquisei sobre a origem e o trabalho dos Periquitos e as minhas fontes foram sites da Bahia.
      Muito feliz que você tenha gostado do programa e com o seu comentário :D

      Passe o programa adiante e nos ajude a levar mais conteúdos para as pessoas. <3

  • Kadu Freitas

    Caramba… nunca tinha ouvido falar dela… Muito legal…
    Já fui muito à favor de patriotismo e nacionalismo mas hoje sou mais à favor de um cosmopolitismo… uma visão mais geral da humanidade como um todo.
    Ainda assim, concordo que acabamos realmente carecendo de uma defesa psicológica maior contra outras nações mais patriotas… Assim absorvemos muito mais essas culturas Norte americanas e européias… (e exportamos pouco da nossa).

    Essa questão do Santos Dumont é realmente muito interessante… Trabalho em uma multinacional do ramo aeronáutico. Cara… a briga entre nós, brasileiros e os gringos americanos sobre quem é o pai da aviação fica quente por aqui…rs (segundo eles, na verdade são os irmãos Wright… mas sempre lembramos… que voar com catapultas, até pedras voam…rs)

    • Juliana P.

      E aí, Kadu, tudo bom? :)
      Acho que, pior ainda do que absorver demais de alguém específico, é não saber bem a sua História, de onde você vem, todos os acontecimentos, decisões, consequências que levaram o seu país a estar onde está hoje. Acho complicadíssima a questão do nacionalismo exacerbado (e você também, acredito, pelo seu comentário), mas acho que nos falta um pouquinho mais de atenção a nossa História, que nos é às vezes negada, às vezes setorizada, como o Capitão disse em seu comentário aqui também na página! E a História da África, que se mistura em determinado momento com a nossa? Por que não aprendemos com detalhes? É um assunto triste, além de complicado.

      E sobre o Santos Dumont, ainda bem que eu não trabalho onde você está, senão esses gringos iam sofrer bullying sempre que tocassem no assunto! Hihihi ;)
      (E você tem razão: com um empurrãozinho, tudo voa! XD)
      Obrigada pelo seu feedback!

    • Ira Croft

      É isso ai, Kadu, o objetivo do programa é justamente informar e esclarecer sobre mulheres que marcaram a história, para mostrar que sem estivemos “aí”.
      Obrigada pelo comentário <3

  • Dentinho,o buldogue gigante

    Monumento da minha cidade,Feira de Santana,em homenagem a Maria Quitéria.
    http://1.bp.blogspot.com/_OP2Q4pW5-uQ/TOmQguA1cWI/AAAAAAAAAC0/hGwgETLYKSI/s1600/maria_quiteria_3.JPG

    • Ira Croft

      Muito legal, eu só conheço do Rio (mas tbm não viajo muito para conhecer tudo por ai).

      Brigada por compartilhar <3

    • Juliana P.

      que monumento lindo! :o <3
      Obrigada por nos mostrar!

  • Henrique Tavares

    Ótimo programa, como sempre. Eu já tinha ouvido falar da Maria Quitéria no podcast Promontório Estéril, mas é sempre bom ouvir falar mais dela. Apesar da história dela ser muito mais equivalente a da Mulan, por algum motivo não pude evitar lembrar de uma personagem dos quadrinhos chamada Delilah Dirk, uma aventureira do século 19. Desculpa se é meio off, mas tento aproveitar qualquer chance de recomendar a leitura.

    http://comicsalternative.com/wp-content/uploads/2016/04/DelilahDirk-Banner.jpg

    • Ira Croft

      Que bom que comentou indicando, por favor! Adorei e agora quero ler. Nosso programa é sobre mulheres fortes e é muito importante conhecer esse conteúdo. Obrigada.

    • Juliana P.

      mas olha, que eu já me interessei HORRORES pela série???
      Obrigada, querido Henrique!

      ps. Vestidos e espadas, nós piramos! (mas a @tupaguerra:disqus pira ao quadrado! Hehehe)

      • Henrique Tavares

        Pois deixa eu te mostrar a imagem que eu realmente tava procurando, é de se apaixonar ainda mais instantaneamente (e sim, ela tem um barco voador).
        https://pbs.twimg.com/media/Cqp43wkUAAAarTP.jpg

        Inclusive, fui dar uma lida aí na série, e descobri que esse ano a Disney comprou os direitos pra fazer um filme!

        • Juliana P.

          GENTE, QUE POSTERES MAIS LINDOS!!! Quero já encher minhas paredes de casa com eles! <3
          Henrique, que vontade ABSURDA de ler!!! Vou atrás disso já HOJE! hehehehe <3

        • Ira Croft

          Essas imagens tbm me lembra Korra. Gostei mais ainda.

  • Foda meninas! Ponto G continua amor e informação.

    • Ira Croft

      Esse é o objetivo, amar vocês com informação. <3

  • Michelangelo Fazendeiro

    Ótimo podcast. Vcs tocaram muito na questão do patriotismo e nacionalismo, considero esse tipo de sentimento bobo, prefiro mais pensar em cultivar meu sentimento um pertencimento para com o meu país.

    • Ira Croft

      Citamos por essa ótica porque falamos de uma patrona do exército, mas não quisemos entrar muuuito no mérito da coisa , rs.

  • Lohran Bentemuller

    Parabéns pelo cast. Só ouvi hoje. Empolguei bastante quando falaram de senhor dos anéis. Uma pena mesmo Tolkien explorar pouco as personagens femininas, pq Éowyn é mto foda. Quanto à Maria Quitéria, mto triste só descobrir hoje que tivemos a nossa Mulan Brasileira. Estou ansioso por mais episódios com mulheres marcantes. Minha sugestão: falem da Elza Cansanção Medeiros, se não me engano a primeira mulher a alcançar o posto de Major. Tive o prazer de ouvir uma palestra dela falando sobre a segunda guerra (sim, ela foi!) e digo, terão muito assunto para um cast excelente. Parabéns novamente

    • Ira Croft

      Obrigada pelo comentário e pela indicação, colocando na lista aqui, pq ela merece! <3