Ponto G 06 – Maxine Sanders – Uma bruxa de verdade

Você acredita em bruxas? E se a gente dissesse que elas existem? Pois é isso mesmo, ouvintes, neste programa, especial Semana do Horror aqui no Mundo Freak, nós do Ponto G preparamos um podcast especial.

Ira Croft, Juliana Ponzilaqua e Tupa Guerra falam mais sobre Maxine Sanders, uma bruxa moderna que re-moldou e influenciou a maneira de ver as bruxas e a bruxaria na modernidade.

Maxine Sanders é uma das pioneiras da Wicca e a co-fundadora, com seu falecido marido, da Wicca Alexandrina um segmento da bruxaria contemporânea.

Escute com muita atenção e se prepare para essa poção fantástica do podcast.

vitrine>> Clique e escute o programa anterior A cura do cancêr de mama <<

Créditos:

Apresentação: Ira Croft, Juliana Ponzilaqua e Tupa Guerra

Pesquisa e pauta: Juliana Ponzilaqua

Edição: Kyuu

Diretor de arte: Andrei Fernandes

Locução: Dani Freitas

Sobre Iracroft

Ver todos os posts

Nascida no planeta Blastófila Blasmóide, viajou pela Terra do Nunca para hoje escrever sobre seus sonhos.

69 Comentários

Participe da conversa →

[fbcomments]
  • Juliana P.

    Cerimônia de Handfasting de Maxine e Alex Sanders
    https://www.youtube.com/watch?v=xF69UCJ9YHA

    • Juliana P.

      lembrando que essas cenas foram retiradas de um documentário da época que encaravam a Bruxaria como “adoradores de Satã”. vocês poderão perceber isso pela narração do documentário.

  • Juliana P.

    Trecho de um ritual de Esbat Alexandrino (narrado em inglês)

    https://www.youtube.com/watch?v=nK_FEuXZE6U

    • Ash Crimson

      Muito interessante o vídeo, nunca tinha visto um ritual desses.

      • Juliana P.

        Existem muitos e muitos videos e documentários sobre a Tradição Alexandrina no Youtube. Como disse no cast, eles foram bastante filmados e divulgados na época. Só não pode rir da narração, porque ela não é nada isenta – e nada tem a ver com o objetivo dos rituais! ;)

    • Taci

      Desculpa minha ignorância, mas pode explicar para que estão fazendo e os detalhes do ritual? Obrigada.

      • Juliana P.

        Oi Taci, como vai?

        Esse video foi retirado do documentário “Legend of the Witches”, de 1969/70
        Aqui, o link pra você: https://www.youtube.com/watch?v=MStHnGJZjY4

        Lá pelos 30 minutos (se não me engano), o narrador está relatando a perseguição às bruxas e como isso ocorria. Ele também explana algumas das formas de tortura/morte que as bruxas enfrentavam (e faz a observação que essas torturas eram ainda “piores” do que os supostos rituais das bruxas).
        Logo depois, a cena desse video que postei acima começa. Esse ritual seria, então, um “exemplo” de como as bruxas se defendiam desses homens. Então ele vai explicando que é feita uma imagem da pessoa que se quer machucar/matar, agulhas são espetadas em algumas partes específicas do boneco (você está familiarizada com os bonecos de vodu? é bastante parecido o modus operandi). Após isso, o boneco é banhado em um líquido com algumas ervas, lascas de madeiras e sêmem. É o que eles chamam de “líquido da vida”. Quando Maxine está deitada no meio do Círculo e Alex se deita sobre ela, ambos com a corda, há a representação da concepção e, posteriormente, do “nascimento”: o bonequinho tem, agora, realmente uma “vida”. Ele existe perante o mundo (e representa a quem se quer machucar, nesse caso).
        Depois disso, o boneco é afogado. Assim seria, então, a morte de quem está representado pelo boneco.

        Espero que tenha respondido às suas perguntas! Veja o documentário todo, você pode encontrar mais informações sobre alguns esbats (esse não é o único que aparece nele – há também rituais de iniciação, da Missa Negra, etc).

        Um beijo!

  • Rafa Nunes

    Que legal, não conhecia essa senhora =)
    Na minha adolescência busquei mais sobre Wicca assim como diversas outras culturas e religiões mas nunca me aprofundei muito sobre nenhuma, vou criando minha concha de retalhos, juntando as coisas que fazem algum sentido na minha cabeça.
    Tenho que confessar que me sinto um pouco bruxa, que mulher que não se sente né? Faço minhas próprias superstições e rituais por assim dizer, sempre tento entrar em contato com algo maior que minha existência.
    Meu namorado diz que coloquei o nome dele na boca do sapo hehehehe mal sabe das minhas bruxarias ;) rsrsrs

    • Juliana P.

      encontrar o próprio caminho é encontrar O caminho, Rafa!
      hoje em dia conseguimos encontrar informações relativamente fácil na internet, tomando os devidos cuidados e precauções perante fontes questionáveis.

      e eu ri sobre o seu namorado! hahaha! :D

    • Tupa Guerra

      Total acho essa colcha de retalhos tão rica e válida quanto qualquer dogma estabelecido por outros!!

  • Isabella Giordano

    desde sempre tive identificação com o oculto e com a wicca, mas tb sempre me senti solitária por não ter amigos ou conhecer pessoas que compartilhasse dos mesmos interesses. Senti uma identificação muito forte com a história da Maxine, inclusive pela história de “quase abuso”. Também não conhecia nada sobre ela. Valeu pontoG <3

    • Juliana P.

      que legal, Isa! o Caminho da Bruxa Solitária não é um caminho menor. É sim um caminho muito bonito que você também pode trilhar, enquanto você não conhece outras pessoas que se interessem por isso.

      indico a leitura do livro “A Bruxa Solitária”, de Rae Beth. no livro, a autora desmistifica o conceito tradicional da bruxa como “adoradora do diabo” e “instrumento do poder do mal”, mostrando também, de forma clara e objetiva, os elementos da magia, o papel dos bruxos e a utilização das fontes de energia da natureza na elaboração de rituais mágicos. e tudo isso é baseado numa troca de cartas que ela fez com algumas pessoas, também bruxos solitários. pode ser um início ao seu caminho!

      o livro não é complicado de se encontrar. inclusive, sua versão digital é facilmente encontrada nas “locadoras da internet”. mas não diga pra ninguém que eu te contei isso… ;)

    • Tupa Guerra

      Que bom que rolou a identificação! Ela é uma mulher incrível, aposto que vc tb!

    • Marilia Gil

      Opa, tá solitária, vamos trocar ideia! ;D

  • Bem legal vocês pegarem um tema assim para falar aqui. Confesso que eu não esperava, mas foi muito interessante conhecer a história da Maxine. O que mais me deixa puta, é ver uma mulher tão extraordinária sendo usada dessa forma.

    Parabéns pelo programa meninas.

    Beijos

    • Juliana P.

      Ainda bem que hoje ela é muito respeitada e seu trabalho é visto como nobre e pioneiro. Mas, na época, ela foi massacrada pela mesma mídia que utilizava a sua imagem para obter audiência.

      qualquer semelhança com os dias atuais, né…

      Que bom que você curtiu, Agathinha! <3

      • Espero que tenha mudado mesmo, porq eu comentei aqui no trabalho com um dos meus coleguinhas e já vi que algumas pessoas torceram o nariz quando a palavra Wicca apareceu.

        • Marilia Gil

          isso já aconteceu MUITO comigo T.T

    • Tupa Guerra

      Pra mim também foi bem surpreendente! Uma delicia de gravar!

  • Kadu Freitas

    Os intrumentos são necessários só para a materialização da vontade… depois que já possui poder de concentração o suficiente, os instrumentos não são mais necessários… por isso que ela não precisa mais…

    É como se a vontade fosse uma bicicleta… e os instrumentos as rodinhas… chega uma hora em que as rodinhas não fazem mais sentido…

    O programa ficou muito bom meninas! Parabéns!

    • Ash Crimson

      As meninas falam isso em 19:33 – 20:50.

    • Juliana P.

      Olá Kadu, tudo bem?
      Ficamos felizes por você curtir o programa! A respeito dos instrumentos mágicos, eu entrei em bastante detalhes (que a edição “comeu” – e com razão! porque eu e as meninas falamos MUITO! HAHAHA!) mas eles não foram “publicados”. Como o intuito aqui era falar mais da mulher, da personalidade Maxine, acabamos poupando alguns detalhes da religião e do modus operandi, senão ia virar um episódio de Mundo Freak! ;)
      Apareça sempre! :)

      • Kadu Freitas

        Oi Ju! Por favor, não duvidei em nada do conhecimento de vcs… Só achei que seria interessante ter colocado para outras pessoas que não conhecem a Arte…
        Acho que o erro foi meu mesmo… A prerrogativa de vcs foi focar mais na persona do que na parte de magia e religiosidade. (O que deve ter sido uma escolha difícil pelo que vc falou quantos aos cortes na edição…rsrs )mas como eu disse, de qualquer forma, o trabalho em si está muito bom!
        Estou sempre acompanhando! obrigado pelo reply! :)

        • Juliana P.

          Kadu, você não tem LOÇÃO (hahaha!) de como foi difícil se ater ao tema! Justamente porque a gente queria falar sobre a Religião, como ela foi recebida na época, sincretismo e tudo o mais…
          Maaaas, quem sabe não é uma desculpa pra fazer um crossover com o Mundo Freak, né? Será que vocês gostariam de ouvir mais sobre isso? ;)

          • Kadu Freitas

            Da minha parte, com certeza! Sou ouvinte assíduo do mundo freak tb… Rs :)

          • Juliana P.

            Bora encher o saco do chefe!!! :D

          • Marilia Gil

            Eu gostaria MUITO de ouvir mais sobre isso! <3

  • Thais Fernanda

    Parabéns meninas, eu gostei muito da Maxine! Já que sei muito pouco sobre o assunto tudo foi muito interessante para mim. Mas eu gostaria de saber mais sobre Wicca, tem algum livro ou algo assim para me indicar? E tenho uma dúvida, como se inicia na Wicca?
    Obrigada ponto G ;)

    • Juliana P.

      Olá Thaís! :)
      Se você está interessada em saber mais sobre a Wicca e procura material em português, procure pelos livros do autor Claudiney Prieto. Ele é wiccan, sacerdote da Tradição Diânica e foi o responsável principal por trazer a Wicca para o Brasil (numa época que até os irmãos europeus tiravam “sarro” das tentativas dos brasileiros em seguir esse caminho). Você pode começar com o livro “Wicca, a Religião da Deusa”. Os livros dele são muito esclarecedores e detalhados, e você pode ter uma visão perfeita de como os wiccanos trabalham magicamente, celebram os Deuses e a Natureza.
      A respeito da sua pergunta sobre como se iniciar na Wicca, você deve procurar uma Sacerdotisa ou um Sacerdote de um coven e contar de suas intenções. Você estudará, primeiramente, por cerca de um ano, até que seja “iniciada” (o que acontece na maioria das Sociedades Iniciáticas).
      Caso não conheça ninguém ainda, pode começar com a sugestão de livro que dei pra Isabela (num comentário logo acima) sobre Bruxaria Solitária.
      Caso tenha alguma dúvida, me diga! Sou bruxa, porém não wiccana, mas já estudei bastante sobre (foi a minha “entrada” na Bruxaria). Espero ter te ajudado! :)

    • Tupa Guerra

      Vou dar uma dica, mas peço que a @julianaponzilacqua:disqus me corrija se não for uma boa.

      Quando eu estudava o assunto um dos livros que mais gostei foi o “ABC da Bruxaria”. Ele é simples e todo ilustrado com coisas fofinhas.

  • Ash Crimson

    Super legal o assunto! Pena que foi pouco tempo… Fico no aguardo de mais episódios sobre outras bruxas!

    • Juliana P.

      Obrigada, Ash! <3 Fique ligadx, que teremos sempre mulheres sensacionais por aqui! :)

    • Tupa Guerra

      Obrigada! Além de bruxas teremos generais, soldadas, rainhas, médicas, cientistas, etc, etc, etc !! Todas sensacionaius, como disse a Ju!

  • Philippe Sartin

    Mas colher de pau é importantíssima: ela não arranha o fundo das panelas, evitando assim que o metal se misture ao alimento (o que ocorre se raspamos o fundo da panela com colheres de aço). Colher de pau e panela de ferro para comidas salgadas, ou colher de pau e panelas de cobre para doces. Combinação perfeita!

  • Philippe Sartin

    Parabéns pelo episódio, o podcast ficou bem agradável. Curto, objetivo, elegante. Gostei da música, dos comentários precisos, do recorte. Aliás, estou gostando bastante do Ponto G, até indiquei pra minha namorada. Só uma dúvida: a proposta é diferente do MFC, certo? Notei que não fizeram questionamentos sobre as alegações de Maxine (como no caso da telepatia). A ideia é aproximar-se das experiências dessas mulheres? Ouvir o que elas tinham a dizer de si mesmas?

    • Tupa Guerra

      Obrigada!!!

      Indique! Espalhe! Vamos mostrar mesmo que as mulheres sempre estiveram por aí fazendo coisas incríveis mas nunca aprendemos sobre elas!

      A proposta é bem diferente do MFC sim, aqui vamos mostrar que a gente só não tem referencias de mulheres fazendo as coisas pq a história as esqueceu.

      Chega de achar que tudo de incrível da humanidade foi só homem que fez! Se a gente ignora metade da população mundial todos perdem!

      :)

    • Juliana P.

      Olá, Philippe! Que bacana que você curtiu! Espalhe pra sua namorada, suas amigas, e pros seus amigos também, porque aqui o cast é feito pra todos! :)

      E você tem razão na fala “a idéia é se aproximar delas”. É exatamente isso. Achamos que as mulheres sobre as quais falamos já sofreram bastante com o julgamento do mundo, e agora queremos mostrar a visão delas sobre os acontecimentos.

  • Victor Bosco

    foi do cara*** meninas, muito bom mesmo. Adoraria ser iniciado na wicca mas não conheço gente que me iniciaria. fico no aguardo de mais episódios.

    • Marilia Gil

      eu não sou iniciada mas podemos trocar ideia. Quero muito conhecer mais pessoas wiccanas ;)

      • Victor Bosco

        opa, só me adicionar no face, ta o mesmo nome que aqui e foto também, aí a gente troca idéia.

        • Juliana P.

          @victorbosco:disqus e @marilia_gil:disqus , dêem uma olhada na Abrawicca, já que ambos querem/irão se iniciar na Wicca. Acho que é o local mais confiável para fazer perguntas sobre covens!

          https://www.facebook.com/abranacional

          • Victor Bosco

            Obrigado XD

          • Juliana P.

            @victorbosco:disqus e @marilia_gil:disqus caso se interessem pela Bruxaria Natural, a Casa de Bruxa é o local mais confiável pra se ter informações (e é uma escola já com 20 anos de tradição)

            http://www.casadabruxa.com.br/

  • Vinicius Duarte

    Parabéns meninas, ótimo podcast. Quero ver quando sai o podcast sobre wicca !!!

    • Juliana P.

      Obrigada, Vinicius! <3

    • Tupa Guerra

      Obrigada!!! Crossover com o MFC pra um de Wicca!

  • Caciano Alison

    Amei o cast meninas, foi de uma beleza sem fim. Amei o assunto e a forma como tudo foi tratado, não conhecia a história da Maxine Sanders, mas achei interessantíssima, gostaria que o cast tivesse sido um pouco maior para saber mais da vida dela. Quando vi o cast sobre Bruxa imediatamente achei que vocês iriam falar de Laurie Cabot, que a propósito daria um outro excelente cast, só depois li o título com atenção. Estou gostando muito do PONTO G e a forma diferente que vcs abordam os assuntos, mais uma trindade para meu coração. Ira adoro sua voz e sua personalidade, assim como as demais bruxas do Coven. Não sei ao certo a linha do PONTO G como um geral, mas o tema de mulheres importantes dentro do universo freak é muito legal. Adoraria escutar um cast sobre Lorraine Warren, Marie Laveau ou os arquétipos das entidades femininas dentro dos cultos africanas, trazendo para a nossa terra, a Umbanda e o Candomblé. Sem mais delongas desejo muitos casts para a alegria de todos, e edição, deixa as moças falarem que a gente gosta, assunto bom sempre rende.

    Não sei se meu comentário será lido mas gostaria de saber quais livros são os melhores para conhecer a Bruxaria Wicca, aqueles assim de cabeceira.@julianaponzilacqua:disqus , se você pudesse me indicar algum ficaria muito agradecido. Sonho em bater altos papos sobre esse assunto contigo e aprender muito.

    • Juliana P.

      Caciano, que feedback mais lindo! <3
      Peraí que eu vou responder por partes! Hehehe

      1. Muitas das suas sugestões já estão na nossa lista de mulheres foda (hihi), mas se você quiser saber mais sobre a Marie Laveau, eu falei dela no nosso primeiro episódio! Ouve lá e depois volte pra dar seu feedback! :)

      2. Sobre a Wicca, querido Caciano, é unamidade nacional entre os wiccanos as obras de Claudiney Prieto (indiquei um livro dele para uma outra garota aqui, nos comentários). Ele tem muito cuidado em falar do assunto, muita sabedoria. Se quiser o introdutório, leia "Wicca, a Religião da Deusa" e o "Wicca para todos". Já que você curte estudar e saber mais sobre os arquétipos femininos, indico também dele o "Todas as Deusas do Mundo". O livro fala de diversas divindades femininas, de vários panteões, e traz também, se não me engano, rituais a elas pra você fazer e honrá-las.
      Como disse anteriormente, eu não sou bruxa wiccana, mas sei que o trabalho do Claudiney é muito sério, por isso sempre recomendo livros dele. Não tem perigo de ser uma "roubada".

      Um abraço quentinho de bruxa! ;)

    • Ira Croft

      Caciano, assim você quebra meu coraçãozinho negro de tanto amor, rs. Que comentário incrível! Além de todos os elogios (claro, todo mundo gosta), é muito gratificante quando os ouvintes, não apenas gostam, mas absorvem do conteúdo.A nossa linha é essa mesma informar e esclarecer sobre mulheres, e situações femininas, que foram e são ignoradas pela sociedade.

      Obrigada pelas essas indicações, já temos em nossa lista de temas, que é enooooorrrrme, rs.

      Nota:a gente lê todos os comentários sim e respondemos aqui, não temos leitura de emails e comentários porque escolhemos um formato de programa com objetivo apenas de informar e manter nossas interações nas redes sociais. :)

      #Dica: mostra nosso programa para pessoas que não são ouvintes de podcasts, vamos incentivar a mídia a crescer e adquirir novos ouvintes. <3

      Brigadão <3

    • Tupa Guerra

      Estava faltando o meu comentário, né! Obrigada pelos elogios, meu coraçãozinho negro tb adorou!

      As indicações foram devidamente catalogadas (como disseram as meninas) e pode sempre mandar mais! E sobre a linha do cast, a ideía é um tanto mais ampla que mulheres no universo freak, vamos falar de mulheres em todas as áreas. É a nossa forma de contribuir para a expansão da nossa base de referencias para a vida. Afinal, de homem massa a gente aprende sempre, mas de mulher ta faltando que se conte as histórias (e tem muuuuuuitas).

      Abraços quase bruxisticos!

  • Ovo com Fundo Roxo

    Invadindo o espaço feminino. @julianaponzilacqua:disqus ou @tupaguerra:disqus poderiam me dizer o que seria a tradição farreriana? Mesma coisa da tradição diânica?

    • Juliana P.

      Olá, Ovo! Tudo bão?

      Que eu saiba, a Zsuzanna Budapest funda a Tradição Diânica no “Novo Mundo”, e o casal Farrar, iniciado na Tradição Alexandrina, estava no “Velho Mundo”. Todos eles são considerados precursores da Wicca, né? Mas eu acho que a Zsuzsanna é mais “recente”… ;)

      • Ovo com Fundo Roxo

        @julianaponzilacqua:disqus

        @tupaguerra:disqus

        Tupa, não precisa parar de traduzir os textos em aramaico do Vaticano para pesquisar essa dúvida. A resposta da Juliana já está de bom tamanho! E já que convidaram, adentrarei neste espaço

    • Juliana P.

      esqueci de falar uma coisa: você não está invadindo nenhum espaço, querido Ovo! o podcast é sobre mulheres, mas é pra todo mundo! ;)

      :*

    • Tupa Guerra

      Olá Ovo! So reforçando: o cast é sobre mulheres, mas é pra todos (afinal né, todo mundo aprende sobre um monte de homem a vida toda… Tá na hora de aprender sobre mulher tb!)

      Quanto as perguntas… vou ter que pedir desculpas, pq desconheço o assunto. Vou dar uma pesquisada e se eu descobrir mais te aviso!

  • Ponto G sempre maravilhoso. Não fazia ideia de quem era essa mulher.

  • Evandne da Silva

    Eu ouvi este podcast apenas para me deliciar com a erudição embalada em vos de sereia de Tupa Guerra. E encontrei uma proposta de podcast bem diferente. Como sugestão de história de mulheres que tiveram seu trabalho diminuído em prol de homens influentes no meio mágico temos Pamela Smith e Frieda Harris. Elas desenharam os tarôs mais influentes do século XX o tarô de Toth o Rider- Waite, mas nem saíram na foto há um interessante artigo de Nei Naiff sobre as mulheres serem diminuídas na história do tarô.

  • Bia Tomas

    acho mto incrivel esse espaço gostoso que vcs estão criando na podosfera, estou meio atrasada no ponto G, mas já estou me atualizando.

    As indicações de livros feitas nos comentários estão anotadas, e por mais programas falando sobre bruxas e sobre wicca

  • Aline Brum

    Muito bom esse podcast sobre a Maxine!!! :D

  • Nick

    Eu sei que esse ep é do ano passado :x Mas eu gostei muito da discussão e como vocês três parecem ligadas de alguma forma com o neo-paganismo, queria saber se vocês podem me recomendar algum grupo de estudos e/ou iniciação.
    Eu já participo de giras na umbanda e tal (me faz muito bem), mas ainda sinto falta de discutir outros assuntos. Acredito que já incorporei fadas ><)
    Obrigado
    Nick

  • Pedro lucas lopes

    Gente muito bom o Cast, gostei mesmo haha. Alguém poderia me falar que música que toca de fundo durante o cast ? Brigado desde já