Artigo

[Mistério] O estranho manuscrito de Voynich

Salve, salve nobres leitores aqui quem vos fala é o investigador Paulo Henrique e desta vez iremos falar um pouco de literatura, todos aqui adoramos ler, porém, alguns livros são tão enigmáticos que nem mesmo os melhores leitores conseguiriam entende-los, receitas médicas, botânica e talvez até mesmo biologia molecular; Estamos falando do Manuscrito de Voynich, acompanha-me nesta aventura para tentar explicar um pouco sobre “o livro que ninguém consegue ler”.

O manuscrito de Voynich tem essa denominação após um mercador de livros chamado Wilfrid Michael Voynich adquirir uma coleção de livros do colégio Jesuíta da vila de Mondragone, localizada em Frascati, Itália. Essa coleção estava sendo vendida ao mercador para se fazer reparos na vila; Junto com o livro W.M Voynich encontrou uma carta que datava 19 de agosto de 1666 e o remetente era o reitor da universidade de Praga que pedia a seu amigo Anathanasius Kircher – Poligrafo, matemático, físico, alquimista, inventor alemão- que tentasse decifrar o misterioso livro

Voynich_Manuscript_(135)

Desde então, o manuscrito tem sido passado de mão em mão para diversos estudiosos na tentativa de decifrar seus mistérios, a sucessão de falhas em ao menos tentar entender uma única página apelidou o Manuscrito de Voynich como “O livro que ninguém consegue ler”, não apenas isso mas o achado é cercado de assuntos não identificados até hoje, como seu autor por exemplo. Estudos recentes indicam a possibilidade de ser apenas uma obra de arte representativa do século XVI; Outra teoria possível aponta que seria apenas uma tentativa fraudulenta de enganar o Rodolfo II da Germânia, com autoria do mago, astrólogo inglês Edward Kelley, porem esta teoria entra em choque com a datação de carbono quatorze que indica ser do início do século XV – e Kelley viria a aparecer na história muito mais tarde no século XV-.

Atualmente o livro se encontra na Livraria Beinecke de livros e manuscritos raros, da Universidade de Yale –  Beinecke Rare Book and Manuscript Library- e algumas ações recentes vêm trazendo evoluções para a criptografia do livro. Segundo o linguista Jacques Guy, a escrita é muito semelhante com línguas da Ásia sul e central porem com uma mescla entre diversas delas.

Em 1921, William Newbold, acreditava através de suas pesquisas que o manuscrito estava escrito em latim, porem este latim estaria micrografado dentre as linhas do documento, informações de astrofísica e biologia molecular seriam os principais assuntos encontrados no livro. Em 1978, o Doutor em linguística, John Stojko, apontava que o manuscrito estaria escrito em Ucraniano, contudo, com suas vogais retiradas na tentativa de confundir possíveis leigos.

Voynich_manuscript_bathtub2_example_78r_cropped

O manuscrito estaria supostamente dividido em 4 sessões, segundo alguns pesquisadores: Botânica, astronomia, biologia, farmacologia. Contudo, isto só pode ser identificado através de algumas imagens contidas em cada sessão, supostamente haveria uma 5 sessão porem essa não apesenta muitas imagens e somente algumas marcações e pequenas imagens de flores e estrelas, o que possivelmente indicaria um índice ou algo parecido. Além de tudo, o livro original apresenta marcações de algum pesquisador que escrevia em grego, pois algumas páginas contem “lembretes” escritos em gregos por um autor desconhecido, coisas como “Revisar linha X” o até mesmo “Tentar novamente página Y”.

É isto galera, espero que tenham gostado, espero que tenham entendido o espirito da coisa e deixem nos comentários o que vocês acham deste mistério. Seria um Barsa do século XVI, seria um livro enviado por alienígenas contendo informações precisas de astrofísica e biologia molecular? Ou seria apenas uma apostila do cursinho de algum vestibulando ancestral? Obrigado a todos que ficaram até agora, até a próxima e lembre-se… Não olhem para trás.

 Fontes:
  1. E. D’Imperio,The Voynich Manuscript: An Elegant Enigma
  2. Leo Levitov, Solution of the Voynich Manuscript
  3. Le Code Voynich, prefazione di Pierre Barthélémy, Jean-Claude Gawsewitch

 

MUNDO FREAK NO APOIA.SE