Mundo Freak Confidencial 81 – E se os extraterrestres chegassem hoje?

Um cintilante ponto brilhante corta nossos céus, passa por vários pontos do planeta. Consegue manobrar entre nuvens, atingindo uma aceleração inacreditável enquanto atravessa o horizonte, aquele objeto não parece respeitar as leis da física.

Em um primeiro momento, todos os países visitados pelo objeto entram em estado de alerta. Para os transeuntes, parece uma estrela cadente em ziguezague. Para os caças, a coisa começa a delinear suas estranhas formas ao se aproximarem.

O objeto discoide é formado por duas grandes engrenagens que giram de maneira independente no mesmo eixo. Luzes são emitidas em cada canto do objeto e nenhum sinal de janela ou portas.

Para a maioria das pessoas, um estranho fenômeno metereológico ou pedaço de satélite que se soltou do espaço. Para os conspirólogos, uma nave pilotada por seres extraterrestres.

O governo confirmaria essa segunda hipótese cerca de três horas depois. As 17h:00 a humanidade é informada.

Não estamos a sós no universo.

Eles vieram de muito longe, sua tecnologia é incompreensível para nós, sua linguagem é única, mas uma comunicação rudimentar é traçada pelas duas raças. Aspectos sociais, morais, ideológicos, existenciais e biológicos podem se diferir de maneira incompreensível para nós.

Eles vieram para atacar? Comunicar? Precisam de ajuda? Não sabemos.

Muitos filmes de ficção científica abordam o tema de seres extraplanetares  que chegam até nós das mais diversas formas e com os mais diversos objetivos.

E eles chegaram. Entenda nesse Mundo Freak Confidencial hipotético o que aconteceria na nossa sociedade interagindo com esses seres. Se os extraterrestres chegassem hoje, Andrei Fernandes,  Rafael Jacaúna, Lucas Balaminut e Marcio Etiane tentam traçar as diversas possibilidades desse encontro. 

Hipertrophia Body Wear, sua loja carioca de fitness e moda praia;

>APOIE ÚLTIMOS DIAS<

Banner

Promoção

A Guerra da Rainha Vermelha chegou no Mundo Freak para celebrar o Natal.

Sim, aqui não tem Papai Noel, aqui temos a Darkside Books, nossa amiga e parceira, que traz para as prateleiras brasileiras mais uma saga de aventuras e sangue.

E para celebrar esse acontecimento quem é fã do Mundo Freak terá a honra de concorrer a este brinde super especial: A Guerra da Rainha Vermelha – Volume 1: Prince Of Fools.

E como faz para participar?
Fácil, basta ser fã da nossa página no Facebook. Se você ainda não é só clicar no botão de curtir a página, e no dia 2/12/2015 estará participando de um sorteio interno entre os nosso fãs.

Para saber mais sobre a obra, acesse o nosso site e delicie-se com a nossa recomendação literária!

É isso ai galera, conheça o nosso trabalho e siga a gente:

site: www.mundofreak.com.br
Facebook: www.facebook.com/omundoefreak
Twitter: @mundo_freak
Instagram: mundofreak
Snapchat: ops…esse só para nudes particulares, rsrsrs

Aproveite e curta também a fan page da Editora DarkSide Books

Não é obrigatório, mas você pode indicar para que mais amigos participem. <3

Essa promoção vale para todo o Brasil. É preciso morar ou ter um endereço de envio no país caso você more no exterior. O prêmio será enviado em até 30 dias após o ganhador enviar os dados

Comentado na leitura de feedback

Comentado no Episódio

banner

assineCole esse linno seu agregador de feed ou no iTunes na opção “Assinar Podcast” na aba “Avançado“. Se seu iTunes for o mais atualizado apenas coloque “Assinar podcast” na primeira aba do menu. Ou assinar direto pela iTunes Store, clicando nesse link.

E-mail

Se quiser assinar nossos programas e receber mensagens quando um novo episódio é lançado, faça o seguinte:

  1.  Clique no botão abaixo!
  2. Uma nova janela irá se abrir, então clique em “Use Recipe”!
  3. Efetue o cadastro com o e-mail que use com frequência e ao final clique em “Create Account” 
  4. Clique novamente em “Use Recipe” e pronto!

IFTTT Recipe: Receba os episódios do Mundo Freak por e-mail! connects feed to email

msg

Entre em contato com a gente, deixe seu comentário, sua revolta ou sua solução! Mande e-mails com sugestões, críticas, elogios, spams para contato@mundofreak.com.br ou siga-nos Pelo Twitter e curta nossa página do facebook.

Sobre Andrei Fernandes

Ver todos os posts

Falando de podcast com muita ousadia, alegria e misantropia. Também autor do livro Kalciferum, chanceler supremo do Freakstão e morador de Setealém.

370 Comentários

Participe da conversa →

[fbcomments]
  • inuyashagui

    Carambaaaa tema repetaculê!!! Caos social!!!

  • Bugu

    baixando

  • Bugu

    teve uma revista ufo com o tema principal parecido com o título do podcast. Foi uma das últimas, e eu não li.

  • Paulo Schroeder

    Caraca, o Mundo Freak tá espetacular, hoje em dia fico mais ansioso pra ouvir o MF Confidencial do que o Nerdcast

    • Bugu

      tinha esquecido de baixar o Nerdcast.

    • BUDAGUEBARIU fico tão feliz que disse isso justamente quando tenho participado com frequência!

    • Vitor Urubatan

      Somos dois cara.
      Ao ponto de ter vários casts que ainda não ouvi do Nerdcast.
      Rsss acho que quando vai descobrindo os ótimos trabalhos da podoesfera é normal que encontre outro xodó hahaha.

    • Sir Jones Kast, Ph.D.

      Nerdcast? Ihhhhh, prefiro o podcast MdM. eheh
      Mundo freak aguardo com ansiedade toda semana.

  • Como represente oficial dos reptilianos, eu não podia faltar.

    • inuyashagui

      Temos o dedo novo como prova disso aí

      • Vitor Urubatan

        Hahaha podes crer.
        Obrigado por me lembrar.

      • Hahaha o novo dedo está quase pronto. Como diria o Andrei: “olha aí olha aí”:

        • Vitor Urubatan

          Bom se seu dedo não está com um rosto e falando contigo, ficamos mais tranquilos. Mas não menos atentos hahaha!

          • Hahaha daqui a pouco caem as escamas brancas e tá renovado! Um dedo novinho!

          • Vitor Urubatan

            Esses dias deixei de matar uma lagartixa aqui em casa…
            Talvez não tenha sido uma boa ideia deixar seu informante vivo.

          • inuyashagui

            Coloque um gato em casa e ele matará todos esses informantes aí e você nem vai saber… Os ThunderCats sempre estiveram em guerra com os Reptilianos.

            http://4.bp.blogspot.com/_2-xRIMTeS-4/SptJ3Y0RDeI/AAAAAAAAASU/ndDykR0cGFk/s320/Escamoso_1.jpg

          • Quis custodes ipsos custodies? Quem caçará a super população de gatos que se formará?

          • inuyashagui

            Ela já existe e já fomos dominados por eles… poe um gato em casa pra vc ver! hahahahaha

          • Vitor Urubatan

            Puts nem me fale.
            Tenho duas e velho, é foda…

          • inuyashagui

            hahahahaha! Já foi dominado!!!

          • Hahaha a velha discussão: se somos nós que trabalhamos todo dia pra trazer alimento pro gato, e não o gato que trabalha pra nós, não seria mais correto dizer que o gato domesticou o humano? Aliás, no processo, eles sofreram seleção natural pra ficarem mais fofinhos, pois esses tem mais empatia humana. Eles evoluíram, nós fomos domesticados. Hahahahaha que viagem.

          • inuyashagui

            Pior que existem estudos sobre isso. Existe uma grande dúvida se os gatos são domesticados ou não. Se você solta um gato “domestico” na rua, ele consegue se virar pois ainda não perdeu seus hábitos de caça, etc (é claro que não com todas as raças de gatos). Já com os cães isso é muito diferente.

          • Domesticação me parece só mais um conceito arbitrário de masturbação de ego humano. “Olha como sou foda, domestiquei os bixinhos!” Hahaha. Algo parecido quando a galera fala que a melhor forma de vida é humanoide. “Somos fodas, logo seres aliens humanóides são a melhor forma” hahaha.

        • inuyashagui

          É, novo em folha!!! Ufa!!!

  • Bugu

    Será que os ETs vão vir para cobrar os 14 mil anos de aluguel da Terra que nós estamos devendo?

    • 14 mil? O ser humano está na Terra a muito mais tempo que isso. A Terra é MUITO mais velha que isso. Dá onde você baseou esse número maluco? Hahaha

      • Bugu

        o disco voador é o Seu Barriga, logo nós devemos 14 unidades de tempo, que devem ser milhares de anos

  • O Easter Egg da capa to episódio ficou maneiríssimo!

  • Sir Jones Kast, Ph.D.

    Opa, baixando. Tema SHOW.

  • Vitor Urubatan

    Excelente exercício de imaginação.
    Bora ouvir essa parada.

    • Sir Jones Kast, Ph.D.

      Tenho feito isso todos os dias,pois todos os dias tem notícias sobre avistamentos, OVNIS e afins, e fico pensando quando finalmente vão se revelar ou os governos vão admitir suas existências.

      • Vitor Urubatan

        Cara toda vez que você imagina o comportamento de uma sociedade inteira diante de algo extraordinário com isso. Sempre, mas sempre dá merda.

        É quase como tribos indígenas isoladas avistarem aviões nossos.
        Tudo dali para frente será diferente para eles.

        • Sir Jones Kast, Ph.D.

          Cara, verdade, eu fico pensando, e agora? O que vai ser? Se revelado que são reais, tipo, pelas autoridade que possivelmente já tem provas de sua existência, mudaria toda a sociedade como conhecemos. As religiões seriam abaladas, a história e tudo o mais teria que ser repensado. O quanto eles tem influenciado em nossas vidas ou já influenciaram? O quanto de tecnologia já temos incorporado “deles”? São quantos raças já conhecidas? De onde? Quão distante? Como vieram de tão longe? Quanto tempo? Hostis…? Querem nossos recursos?

          Via muitos, mas muitos OVNIS até a adolescência, há anos não vejo mais o que via até uns 10 anos atrás nos céus, hoje disponho de tecnologia de ponta pra registrar tais coisas e não aparecem mais, nem para ninguém que conheço e eram tão comuns. O que mudou? Será que sabem que nossa tecnologia avançou tanto que agora se ocultam mais?
          Se eu visse algo hoje, o misto de MEDO ao mesmo tempo de felicidade é algo que extrapola minhas previsões.
          Dá muito o que pensar.

          • Vitor Urubatan

            PUTS!! Cara que argumento interessante hahaha!
            Os caras sabem que qualquer um tem uma câmera de celular fodástica e não se dão mais ao luxo de aparecerem tanto quanto antes.

            Se levarmos em consideração esse pequeno valor na equação teríamos uma história legal.

            Mas gosto também da vertente que os caras não estão preocupados com o nosso planeta. Sim, sempre há aqueles que são curiosos. Mas no geral acho que não se dariam ao trabalho de passar aqui.
            Se podem viajar a distâncias tão absurdas, nós não seriamos novidade.

          • Será que mudaria mesmo? Pelo menos da parte religiosa, eu acho que não. As religiões que já falam em aliens talvez ganhem mais espaço e relevância. Mas a galera que acredita nas outras religiões não faz isso por causa de evidências a favor. Faz por fé. E fé é fé, não se baseia em lógica.

  • Bizarro

    Já pensou se eles fazem tipo o seriado V: A batalha final, e nós deem um novo recurso infinito e limpo, que substituiria o petróleo e a eletricidade, imagine o caos econômico que isso iria causar? Destruiria toda a economia do oriente médio, a Russia ficaria puta e começaria uma guerra…..nunca iria dar certo ajudar. Nós ajudar só iria foder com td mais rapido haha.

    • Vitor Urubatan

      Qualquer coisa que envolva o recurso que move esse planeta. Daria em zona cara.
      Rsss é sempre maneiro considerar os elementos existente na nossa realidade. Isso faz com que o exercício de imaginação se aproxime do que seria “real”.

    • Nenhum recurso é 100% limpo. Se for solar, por exemplo, precisa fazer as placas solares e dar manutenção às mesmas. Podemos ter formas mais econômica de armazenar e usar energia, ou que reduza a “sujeira”. Mas digamos que eles oferecem um meio fácil, barato e pouco sujo.

      Teríamos mega empresas fechando. Todavia, o benefício total disso é muito maior que o custo dessas empresas fecharem. Pra cada desempregado novo, milhares de pessoas agora tem acesso a energia em abundância. Outras indústrias também iriam florescer, como super-computação, transporte e TODAS as indústrias de manufaturados.

      A galera tem que parar com essa mania de achar que tudo é “caos econômico”. Acho que as pessoas escutam isso constantemente e repetem sem pensar.

      Sempre tem uma confusão inicial quando a mudança é brusca, claro. Será uma nova era, sem dúvida, mas o mercado não vai acabar, vai é BOMBAR como nunca antes perante as novas possibilidades. É sempre assim como todas as grandes inovações, desde a mudança de carvão pra petróleo, como da mudança da informação impressa pra informação digital.

      • Vitor Urubatan

        Rsss bom você como um cara mais “sapiento” poderia apresentar argumentos mais detalhados.

        Mas acredito que antes das mudanças trazerem benefícios para o sistema econômico. A dependência de um recurso tão usado teria consequências a longo prazo não teria?

        • Pera, o que você quis dizer com sua pergunta? Está falando de parar de usar um recurso muito comum, como o petróleo? Ou de continuar usando ele? Sua pergunta ficou confusa. Poderia formular ela de novo?

          • Vitor Urubatan

            Claro irmão.
            Vamos lá.

            Tu não acreditas que a revolução em um recurso tão “dependente” hoje não causaria a longo prazo consequências negativas na sociedade?

            Considerando que a nova fonte de energia poderia substituir e até melhorar. Mas até que isso acontecesse não teríamos problemas?

            Desculpe. não sei se estou conseguindo me expressar direito.

          • A melhor resposta que eu posso dar é “depende”. Depende de como for feita a transição, qual é o recurso deixado e qual o novo.

            Gostaria de explorar a transição. Digamos que os aliens nos ensinem a usar uma forma de armanezar e usar energia de forma limpa e barata, e que seja fácil e seguro de manipular. Vou chamar de Energia X.

            Imagine que, perante o potencial disso, as empresas de Venture Capital (que investem em start ups e idéias revolucionárias) iriam impulsionar uma nova indústria baseada em Energia X. Os consumidores vão preferir produtos baseados na energia barata, como um carro super econômico. Você vai ter baterias pequenas, médias, grandes, de todos os tamanhos sendo produzidas. Motores pra carros, turbinas e todo tipo engenharia de propulsão. Estamos falando de milhares de empresas fabricantes desses produtos que vão mudar seus produtos, ou serem criadas pra suprir a falta de quem não mudou.

            Os produtos feitos com máquinas que funcionam a base de Energia X serão mais baratas, gerando produtos mais baratos. Os consumidores, como sempre, vão preferir estes produtos feito na base de consumo de X por serem mais baratos, potencializando ainda mais essas empresas.

            Pra cada empresa que fechar, várias outras vão abrir pra suprir a falta destas ou explorando novas possibilidades antes impossíveis, como exploração espacial, super computação, transporte massivo, etc. As indústrias antigas não tem como sobreviver tamanha mudança.

            Inicialmente, os países que usarem de força bélica pra resistir a essa mudança e continuar vendendo produtos à base de energias antigas não vão poder manter uma briga por muito tempo pois uma mudança desse porte trará benefícios econômicos gigantescos pros países que não resistiram a mudança. Logo os resistentes vão quebrar financeiramente, suprimidos pela superioridade econômica dos early adopters.

            Lembra da corrida do ouro? Vai ser algo parecido: a corrida pra ver quem usa melhor X pra ter mais vantagem. O mercado tá sempre expremendo crescimento de onde tem pouco potencial. Tamanho potencial vai ser explorado de forma nunca antes vista. O mercado vai ficar GIGANTE, especialmente por que tantos empreendimentos novos precisarão de muito capital investido.

          • Vitor Urubatan

            Rsss legal, legal. Eu entendi perfeitamente. E acho que é uma possibilidade bem mais interessante e realista. Afinal de contas o dinheiro sempre falará mais alto hahaha!

            Acho que a galera se foca muito no pessimismo a longo prazo (Me incluo nisso hahaha) vem de grupos que estarão dispostos a agarrem ao que hoje dão dinheiro a elas.
            Sabemos que empresas que não se inovaram conforme as mudanças do mundo estão extintas ou deixaram de existir efetivamente.

            Mas e quando um país “soberano” com poderio e logística bélica não quiser perder dinheiro?

          • Como eu disse, se eles quiserem brigar de forma bélica, eles vão apanhar em duas frentes:

            1. Os países que não resistiram à mudança tecnológica vão ter muito mais recurso pra brigar.
            2. Os países que não resistiram à mudança tecnológica vão ter poderil bélico muito maior.

            Eu aposto mais em ataques terroristas, que já se tornaram uma constante moderna, só não caiu a ficha da galera ainda. É quase que uma consequência direta da globalização: conforme empresas se espalham pelo mundo, esbarram em pequenas etnias que vão resistir à exploração dos recursos locais ou mudanças culturais. Quanto mais globalização, mais conflito. Podemos esperar super competição entre empresas e de pequenas etnias contra empresas.

            Aliás, quanto mais globalizado o mundo, maior poder de empresas, menor poder de países. Eu acho que podemos esperar um mundo com menor sentimento de nação.

          • Vitor Urubatan

            Interessante observação!
            Eu vejo que países que insistiriam no apego ao recurso menos viável (Considerando que temos um bem melhor) acabariam como sei lá a Coreia do Norte, que parece estar estacionada no tempo.

          • Boa comparação! Eu vejo bem assim. Mas pode ser que não. Quem sabe né.

          • Vitor Urubatan

            Bom se tivesse uma bomba nuclear já seria um problema.
            Mesmo um armamento tão antigo e pouco tecnológico, teria consequências graves (Olha o filho da guerra fria aqui hahaha)

          • Hahaha a bomba nuclear já tem mais de 50 anos. É um armamento antigo, e ainda o mais poderoso. Bizarro né. Tecnologia é assim, demora até acontecer um breakthrough, mas quando acontece, muda tudo.

          • inuyashagui

            Acho q se vc pegar uma viga de ferro de 20 metros de altura e 5 metros de largura e 5m de profundidade, acelera-la no espaço e joga-la sobre algum alvo na terra pode ter o mesmo efeito de uma explosão nuclear heim! hahhahahaha

          • Vitor Urubatan

            Rsss inclusive me parece visualmente mais legal, zuera, zeura hahaha!

          • Com um grande impacto, você pode causar uma mega explosão com energia sendo liberada. Mas não vai liberar radiação em cadeia.

          • inuyashagui

            Aí, bem melhor se os aliens estiverem só atras do planeta e quiserem arrasar com os humanos. Se preparem para a chuva de barras de ferro!!!

          • Hahaahaha, da pra desviar vários asteróides do cinturão em direção à Terra em!

          • inuyashagui

            Nossa, e se mandar do de kuiper então… só tem que tomar cuidado pra não detonar a terra demais a ponto de não valer a pena!

          • Vitor Urubatan

            Pow velho.
            Fico só lendo e lembrando da história que uma galera e eu fizemos ai hahahaha! Foda!

          • inuyashagui

            Tem ela disponível em algum lugar ou esse projeto completo só pode ser encontrado no “sonhar”?

          • Vitor Urubatan

            Fizemos alguns sketchs e até chegamos a fazer páginas do HQ/Manga.
            Mas é um projeto que está pausado, pois dois dos três integrantes estão absurdamente atarefados. Resolvemos parar no momento…

          • Dá pra jogar golf com kuiper. A Terra é o buraco e os MILHÕÕÕÕES de asteróides são as bolinhas.

          • Vitor Urubatan

            Pois é cara.
            Vai que esse país que não quer abrir mão do “petróleo” da vida pega o tabuleiro inteiro de war e joga para cima.
            (Ativando uma bomba nuclear no meio do planeta)

          • Pra quê? Se eles querem vender petróleo, precisam de um mercado consumidor. Não faz sentido explodir o seu próprio mercado hahahaha.

          • Vitor Urubatan

            Isso é verdade.
            Mas fala isso para o moleque mimado que não sabe perder hahaha!

            É zuera Lucas hahaha.

          • Eu to adorando esse papo de maluco hahaha

      • Bizarro

        Que isso cara, não pode ir assim quebrando as esperanças dos outros. Quero ver o Caos, a Anarquia haha.

        • Hahaha aguarde quando armas baseadas em tecnologia aliens forem feitas. Os primeiros a fazer o breakthrough tecnológico de forma bélica tem a oportunidade de dominar os outros na marra. xD

          • Vitor Urubatan

            VELHO!
            Estamos fazendo uma história baseada numa parada parecido! Caralho, esse cast e os comentários vão alimentar mais ainda os conceitos do doido aqui.

  • inuyashagui

    Excelente cast pessoal!

    Eu acho muito complicado tentar desenhar um cenário baseado em um evento desses. Simplesmente serão tantas variáveis que simplesmente não é possível imaginar uma provável situação do mundo pós contato. Mas amei todas as possibilidades levantadas no programa.
    Eu particularmente sou otimista como o Andrei. Acho que eles estão simplesmente esperando que nós tenhamos o minimo de desenvolvimento tecnológico-social para terem um contato oficial inegável com toda a humanidade. Inclusive, acho que existem vários ETs infiltrados na sociedade humana justamente para poder entender o modo de vida dos humanos, nossa cultura, biologia e história tudo para poder ajudar nesse momento (e quem sabe não estão nos influenciando culturalmente através de filmes, series, músicas, etc para ir “amenizando” a reação que teremos?).

    Grande abraço amigos.

  • Geisa castro de souza
    • inuyashagui

      Putz Geisa!!! Meus olhos até se encheram de suor masculino!!!

      • Geisa castro de souza

        Então chora mesmo com o trailer que saiu rs me arrepiei toda e minha boca estava estupidamente aberta

    • Vitor Urubatan

      Estou ansioso para rever essa obra com a tecnologia de hoje.

      • inuyashagui

        Eu também!!!

        • Vitor Urubatan

          Falaram como será o sistema de combate?

          • Alguém explica pra mim que to de fora?

          • inuyashagui

            Final Fantasy VII

          • Vitor Urubatan

            O remake que farão do Final 7.

          • inuyashagui

            Ainda não, só falaram que não dá pra usar o original.

          • Vitor Urubatan

            PUTS aleluia irmão.
            Ficar filinha olhando para o bicho é foda.

            Eu para ser honesto ficaria felizasso se colocassem um sistema bem feito de hack n slash misturado com turno sei lá. Algo que não tirasse o esquema do final. Mas que permitisse jogarmos livremente.

      • Bizarro

        Eu queria é o 8 e 6. Pra mim são os mais fodasticos FF já feitos.

        • Vitor Urubatan

          PUTS O seis é o mais fodástico ever!
          É muito lindo e tem tantos personagens maneiros cara.

          • Bizarro

            E momentos brilhantes. Como a falha do Locke em ressuscitar seu amor, a morte covarde do gerneral Leo, a loucura do Kefka….foda pra caralho.

          • Vitor Urubatan

            Pow cara o drama da Terra, da Celes.
            O Samurai que vê sua família toda no trem que leva os mortos e a galera segurando ele para não ir também. POW! O seis é o meu favorito até hoje.
            Depois vem o oito.

      • Geisa castro de souza

        To no esquema de:
        Preciso de uma tv nova e um play 4
        só por causa disso

        • Vitor Urubatan

          Geisa eu vi o trailer que aparece Biggs, Wedge e Jessie. Puts pirei em vê-los na cena cara!
          E claro saudoso “Barretos” maior badass ever!

  • Ainda não entendi minha própriia piada do “não deixa o samba morrer”.
    Cara, por que eu cantei isso do nada?

    • Bugu

      pra vc ver

    • Nyell Quantos

      Rafael jacauna say: Foi vingança de ashtar sheran…

  • Para quem gosta desse tema fica a dica do documentário Encontros com Extraterrestres.
    Apesar desse nome, ele não foi produzido pelo History Channel. É um documentário da Discovery, no qual eles dramatizam o recebimento de uma mensagem do espaço e descrevem os impactos sociais até a chegada e contato de uma nave alienígena. Vale a pena conferir! Participam desse documentário Nick Sagan (filho do Carl Sagan), Neil deGrasse Tyson, Michio Kaku, entre outros especialistas que vão permeando a história com explicações.
    Segue link:
    http://www.dailymotion.com/playlist/x3lvr3_rededocumentarios_encontros-com-extraterrestres-temporada-completa/1#video=x2f334x

    Também deixo aqui outra indicação, o livro Religions and Extraterrestrial Life, no qual o autor faz uma pesquisa com diversas religiões do mundo para descobrir como seria a aceitação da existência de vida extraterrestre.
    Segue link da matéria que fala do livro:
    http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2014/10/02/as-religioes-e-os-extraterrestres/

    • Vitor Urubatan

      Rsss valeu cara.
      E parabéns pela edição, primorosa como sempre!

    • Colocando pra ver com a namorada hoje a noite. Valeu pela dica!

    • Hike Mellem

      Massa!
      vou conferir.

    • DD

      O livro é excelente mesmo.
      Thanks for the tip!!! (◕‿-)

  • Jones Gonçalves

    Olá Freaks, estava eu a ouvir a seção de emails e comentários e vocês vieram com uma história sobre o Diabo dançarino. Acho que essa história varou o Brasil, por que aqui em Gravataí/RS no final da decada de 1980 logo quando tinha aquela febre da lambada e isso tocava em todo canto, bem havia uma história que eu ouvia no colégio sobre um cara que passava as noites dançando com as mulheres, um cara de terno branco que girava, girava e girava e desaparecia no meio do salão na frente de suas parceiras de dança, depois passaram a aparecer mulheres queimadas e ai o dito prosseguiu.

    • Vitor Urubatan

      Rsss desaparecia like Chapolin?

      • Jones Gonçalves

        Cara, e agora, eu sei que lembrei da história quando ouvi, eu tinha sei lá uns 7 anos de idade quando isso ocorria por aqui, mas lembro que a cada final de semana era um clube diferente, tipo relatos do Veterano, depois do Asa Branca e depois no Clube dos Artistas e por aí vai, diziam que o cara estava lá dançando a lambadinha com a mulher, e ai uma hora saia girando sozinho e puff sumia. Agora se isso era real ou não, sei lá, mas as histórias eram contadas e a criançada esperava pra ouvir mais nas segundas feiras.

        • Vitor Urubatan

          Rsss é que já ouvi algo muito parecido. Inclusive era uma versão mais hardcore. Que o cara se empolgava na dança e algumas pessoas viam uma criatura ao invés de um homem galã e bem vestido.

          • Jones Gonçalves

            Hum, cara, não sei muitos detalhes, mas não duvido que isso posso ter acontecido também, afinal ouvia estas histórias a quase 30 anos atrás kkkkk e depois disso nunca mais ouvi falar nisso.

          • Vitor Urubatan

            Nesse baile tinha absinto?
            Brincadeira…

          • Jones Gonçalves

            E agora, decada de 80, quem sobreviveu a essa decada sabe que tinha de tudo nos bailes!

          • Vitor Urubatan

            Eu até hoje só vou para um lugar se tiver a fada verde Hahaha!

        • Hahaha eu não consigo imaginar pessias dançando lambada sem cair no riso. Hahaha mas na época tinha muito dessa propaganda da lambada ser a dança da perdição, a tentação do capeta pro pecado carnal. Imagina o que essa galera acharia do funk explícito! Capetas fariam pancadão nas novinhas e desapareceriam no baile enquanto rebolam, ou seja lá o que funkeiri faz hahahaha.

          • Essa do Diabo Dançarino me lembrou o Karas, o Assistente Gorila do Dr Gori, arquinimigo do Spectreman. Em um dos episódios, ele vai curtir uma balada numa danceteria, nem me lembro por qual motivo, mas é que o negócio é tão lisérgico e dissonante do clima Tokusatsu da série, que é muito bizarro: https://youtu.be/6vUynYaCXZA

          • HAHAHAHAAHHAAHAHAHA WTF! hahhahahaha mto bom!

            Hey, tá maratonando?

          • Tô maratonando, mas comecei lá do primeiro, hahaha, me sinto um arqueologista viajante do tempo, avançando aos poucos para o futuro!
            MFC é tipo um crack midiático, vocês são foda!!

          • Hahahaha valeu!

    • A galera deve adorar esses mitos urbanos. Eu ouvi algo muito parecido no interior paulista. Mas em vez de mulheres queimadas, elas reapareciam em uma encruzilhada, dias depois.

      • Vitor Urubatan

        Apareciam mortas? Não entendi…

        • Nope, a história é que apareciam vivas.

          • Vitor Urubatan

            Mas qual o problema de aparecer na encruzilhada? rsss.
            Não entendi hahaha!

          • Jones Gonçalves

            E sabiam o que havia acontecido? Bom, tem o irmão de um cunhado que quando se perde nas casas de prazer e aparece alguns dias depois em casa fala pra patroa que foi abduzido, então ……. sei lá né kkkkkkkkk

          • Vitor Urubatan

            Rsss caraca estava falando isso ontem com uma galera.
            Mas não tem muito haver com o assnto hahaha!

          • Jones Gonçalves

            kkkkkk pior, pior.

          • HAHAAHAHAHAHA que picareta hahaha. Não sei cara, eu normalmente não dou trela pra esse tipo de lorota.

          • Jones Gonçalves

            Hoje em dia quando ele some a mulher dele manda abraço pros ETs!

      • Jones Gonçalves

        Kraleo, kkkk, Se mortas já é foda, mas se vivas e sem saber o que aconteceu seria mais instigante ainda! kkkk

    • Eduardo Rebouças

      É o diabo da magnólia do Hermes e Renato…

      • Vitor Urubatan

        Impossível não lembrar deste:

    • Paulo Carvalho

      Aqui em minas gerais (BH) tambem tinha essa historia, ele se chamava o capeta do vilarinho!!!!! kkkk

      • Vitor Urubatan

        Para ver que está em todos as lados essa história.

        • Antunes

          Se algum acreano também contar, ai é certeza! A cidade que ouvi essa história foi Juazeirinho/PB, acho que a boate era Mota ou algo assim.

      • inuyashagui

        Conheço já morei lá! hahahahaha

  • Vitor Urubatan

    Em tão pouco tempo 100 comentários que legal.

  • Nyell Quantos

    Acho que a chance de sermos ignorados é muito grande, o ponto estratégico no universo até pode ser valido,mas temos marte aqui do lado que não precisa ser limpo, sem contar as dezenas de luas no nosso sistema solar. Acredito que até termos a capacidade de viajar entre estrelas, não temos valor nenhum para uma sociedade interplanetária. Crianças são bonitinhas, mais ninguém leva a serio, e nos que engatinhamos pelos arredores da terra não podemos mensurar o universo em sua totalidade, acho que não a motivos para armas nucleares interagirem com esponjas… ele já passaram por isso, sabem como funciona. Acho que a menos que o universo tenha uma raça “hu3BR” não seremos incomodados tão cedo.

    • Augusto Neto

      Isso é um ponto de vista humano, nós não sabemos como a sociedade de uma possível raça funciona.
      E mesmo do ponto de vista humano, talvez por sermos tão pequenos nós sejamos tão encantadores para eles, a mesma sensação que nós temos com os cães e gatos.
      Além do que, nós não sabemos para que eles iriam querer interagir com os humanos, podem estar tentando criar uma raça superior ou trabalhadora com os genes humanos.
      Nós também nem sabemos se a parada é com a gente, e se nós formos um efeito colateral? E se a parada deles for com os minérios/vegetais/animais terráqueos e não exatamente com os humanos.
      Uma raça sem cachorros por exemplo se encantaria pelos animais que temos aqui e estudaria ao máximo a relação cachorro/humano. (To viajando.)
      Não da pra dizer que eles não se interessariam na gente assim, seria necessário um contato para saber o que eles querem com a gente.

      • Nyell Quantos

        Acho que uma especie com a capacidade de viajar de uma estrela para a outra, teve que primeiro elevar o conhecimento em biologia ao máximo, a anatomia deles já seria muito superior a nossa para suportar tais viagens. Raça trabalhadora não faz sentido, sabemos que por experiencia pro própria que maquinas são mais eficientes que humanos, e dependem apenas de algum tipo de energia, que por eles terem a capacidade de percorrer distancias absurdas, já aprimoraram, dependemos de uma forma de energia mais complicada de produzir, sem contar doenças etc…
        Não tenho animais de estimação, e nunca tive interesse, acho inconveniente e acabam tomando certo tempo, acho que sociedades que não precisaram da proteção dos animais (ou como ajudante durante a caça) durante sua evolução, não desenvolveriam um afeto tardio.
        Mas como vc citou, sim é um ponto de vista Humano e muito raso de todas as possibilidades que o universo pode oferecer.

        • Se você ver o corpo humano, como uma máquina biológica, com processos e padrões bem definidos, pode então pensar em biologia e robótico como uma coisa só. Já que estamos especulando como seria uma raça tecnologicamente superior, gosto de pensar que eles seriam mestres da manipulação genética, melhorando seus corpos para novas formas absurdamente eficientes.

          • Nyell Quantos

            Exato, agora some isso ao fato de que viagens interestelares são perigosas e caras (meu ponto de vista) provavelmente pra qualquer civilização, a menos que o contato seja acidental, uma visita aqui com certeza não seria com propósitos altruístas. Não nos explicamos as formigas, não imagino que uma civilização com milênios a nossa frente, se importaria com uma raça primitiva e subdesenvolvida. Mas o universo adiciona inúmeras variáveis a essa equação (precisaremos de mais alguns MFC).

          • Faz sentido eles se importarem com nós se eles precisarem de aliados. Imagine uma grande treta intergalactica. Agora imagine que nós somos como povos indígenas que não oferecem tanto perigo. Seria vantajoso se um dos lados da treta chegassem na Terra e nos prepara-se para lutar no lado deles.

            Caraca que viagem. Hahahaha

          • Nyell Quantos

            Não deixa o Steven Spielberg ler isso…

    • A idéia do episodio era ignorar tudo isso e partir do pressuposto: “e se eles viessem aqui?”

  • Caramba! esse assunto muito me interessa! Mas meu alter ego não para de trabalhar para que eu possa ouvir e contemplar esse maravilhoso cast! :)

  • Vinícius Rodrigues

    Dizem que quem vem de outro planeta
    pode nos fazer mal
    mas que pensamento mais maluco e
    irracional
    pois quem conhece Etevaldo muda logo de opinião
    um sujeito agradável um tanto quanto
    brincalhão

    • Minha infância voltou toda na minha cabeça como um soco! Hahaha eu adorava Castelo.

      • Paulo Marcelo

        Aeww rapaz, seu comentário foi selecionado no último Gaveta na Cara! Já pode dizer que zerou a vida!

        • Vitor Urubatan

          Hahahaha caraca @lucasbalaminut:disqus tu estás em todos os lugares mesmo…

        • Hahaha valeu. O programa do Gaveta é muito foda, mas esse é só achievement de tutorial. Gravar com SciCast, Mundo Freak, Geek Vox e com o Nick Ellis são medalhas de level hard core :)

          Se quiser ouvir outros podcasts, foca a dica!

          • esqueceu do Mixtape?

          • “Gravar com o Nick Ellis” Hahahaha é que eu tinha cabadod e fazer propaganda do Mixtape em um outro comentário. xD

  • Teikerize

    Excelente podcast!

    Lucas Bahamut -> Melhor Pessoa! o/

    • Vitor Urubatan

      Lucas é sangue!

    • Muitíssimo obrigado! XD

  • Vitor Urubatan

    Cara excelente programa.
    Esses que são encenados são dos meus favoritos!

    Gostei muito da presença do Marcio, que mostrou uma visão mais positiva e menos hostil dos alienígenas que chegaram em nosso planeta.

    A vertente de que criaturas inteligentes capazes de viajar entre estrelas não sentirem a necessidade de querer algo que possuímos aqui em nosso planeta é bem interessante.
    Muito pelo fato de que seria um tanto estranho já que poderiam conseguir as mesmas coisas em uma infinidade de outros planetas no mesmo “quadrante” da galáxia.

    Até acho que esses seres não se daria ao trabalho de vir para cá. Talvez porque para eles nós seres vivos “inteligentes” não é novidade para os caras.

    Mas se formos usar o exercício da imaginação e trazê-los para nosso mundo.
    Seria interessantíssimo a ideia de que estão nos visitando para finalmente trocarmos uma ideia.
    Marcio conseguiu exemplificar muito bem isso com o filho que está na adolescência.

    Embora eu queira acreditar em um encontro bacana e legal como o participante disse.
    É inevitável esperar que esse grande encontro seja algo “bom”.
    E se por acaso essa apresentação toda seja para pegar algo específico na Terra?
    E se esse algo específico fosse a espécie humana como um todo?

    Ai a pergunta. Por que iriam querer nossa espécie?
    Bom, imaginemos que uma doença no planeta dos caras estivesse avassalando as coisas lá. Ao ponto de faze-los procurar desesperadamente por alguma solução no espaço a fora.

    Mesmo levando em consideração a hipótese de que existam seres extremamente iguais a nós no universo. Estes nunca terão a experiência da nossa espécie que evoluiu conforme as divergências de problemas com doenças e etc.
    Hoje somos imunes a muitas coisas que milhões ou quem sabe bilhões dos nossos antepassados tiveram que morrer para que isso fosse possível. E essa variável é incrivelmente difícil de se encontrar em outros lugares fazendo com que o interesse também na nossa espécie seja genuíno.

    A intenção de vir numa boa, trazendo tecnologia entre outras coisas é muito bacana. Pois poderia ser uma forma formal e política de conseguir o que querem no momento certo.
    Pois se tentarem nos capturar a força, pode ser que sejamos muito brutos na defesa extinguindo a vida na Terra.
    Então o ideal para os ETs é agirem House Of Cards, até o momento que possuírem o controle de nós.
    E pegarem o que querem sem que seja possível perceber como a Matrix faz…

    Um grande abraço a todos envolvidos e parabéns pelo programa.

    • Não só planetas, mas a melhor fonte de materiar prima são asteróides. A maioria que conhecemos são concentrados. Tem muitos só de água congelada, outros só de alumínio, uns só de cilica, alguns de nickel, etc. Se vierem na Terra, vai dar um trabalhão pra separar só o que eles precisam. Asteróides não tem gravidade considerável e muitos poucos ten algum princípio de atmosphera, nenhum que eu saiba tem campo magnético. Ou seja, tão de bobeira pra serem explorados com baixo custo e baixo risco.

      • Vitor Urubatan

        Pow ai sim.
        Eu imaginei que recursos desse tipo seria mais viável buscar mesmo em outros lugares agora não somente planetas. Hahaha!

        Mas se a parada que precisam fosse nós?

        • inuyashagui

          Eu acho que esse seria o único motivo razoável de virem aqui. Atrás de vida

        • Só se for, ninguém faz uma macarronada como a minha! Seve ser isso!

    • PUTZ! Eu marquei na pauta, ressaltei de marca texto amarelo, e mesmo assim esqueci e mencionar THE GODS THEMSELVES, do Asimov. Que vaciiiiiilo!

      • Vitor Urubatan

        Hahaha acontece!

    • Uma coisa que eu nunca tinha pensado, mas me toquei agora. Não existe “quadrante da galáxia”. Cada estrela gira em torno do centro da galáxia em velocidades diferentes. Assumindo o centro como referencial fixo, se você vistar o mesmo quadrante várias vezes, vai encontrar uma combinação de estrelas completamente diferente. Em uma galáxia como a nossa, com bilhões de estrelas, as chances de encontrar uma vizinhança parecida visitando o mesmo quadrante várias vezes é mínima.

      Além disso, nossa galáxia não é um disco plano, mas com ondinhas! Como um camisa social que nunca fica retinha. Algumas órbitas são mais elípticas que outras, ou giram em torno do centro em um ângulo. Agora já tá quase impossível encontrar uma estrela específica em um quadrante. Aliens teriam que saber a órbita da mesma e esperar milhões de anos até entrar em uma posição acessível. Chegar em um quadrante a esmo esperando encontrar uma estrela, ou um grupo de estrelas, nunca vai funcionar.

      • Vitor Urubatan

        Rsss ok. Então podemos assumir que é um setor na galaxia ou realmente não há nada fixo nesse fenômeno já que tudo está em constante movimento?

        Obrigado pelos esclarecimentos hahaha!

        • Caraca lê de novo que você não entendeu. Não há setor na galáxia. Tá tudo girando, mas em velocidades diferentes. A estrela que está próxima do nosso Sol não vai estar daqui alguns anos, por que o Sol gira mais rápido ou mais lento. Sacou?

          • Vitor Urubatan

            Relaxa cara eu entendi o que você explicou rsss.

  • Petrus Augusto

    [Zueira mode]
    Aqui no Brasil, iriam dizer que era tudo culpa de Dilma, e que, na verdade, é uma nova tática para implementar o bolivarismo no Brasil, tudo sendo financiado pelo Foro de SP.

    Sendo corroborado pelos nossos principais intelectuais, como o Olavo de Carvalho, Lobão e Rodrigo Constantino!
    [/Zueira mode]

    • Vitor Urubatan

      Rsss que seria uma forma de distração para tudo que tem acontecido na política.
      Eu me atrevo a dizer que acreditaria um pouco nessa hipótese hahaha!

    • Eu já não duvido mais de nada

  • Vassago

    Se os alien viessem o Tsoukalos se tornaria o presidente do mundo.

    • Bora votar nele só pela zueira.

    • inuyashagui

      Presidente q estará sempre prestes a se tornar um super saiajin

    • Bugu

      parece que ano que vem a eleição não vai ser eletrônica, agora eu sei em quem votar

  • Mega Mendigo

    Dúvida cruel: Com o que se ocuparão os ufólogos depois que os primeiros contatos com vida alienígena inteligente ocorrerem?

    • Hahahaha verdade! Os conspirólogos de plantão vão ficar sem sentido na vida. Imagina que bizarro se eles virarem negacionistas? Hahaha

      • Mega Mendigo

        Verdade. Uma total inversão de valores(ou melhor, crença e descrença): A ciência seria formada por “believers”, e os conspirólogos passariam a ser negacionistas. Basicamente o Scicast e o Mundo Freak trocariam de lugar.

        Isso me lembra aquele episódio de South Park na qual o Cartman vai pro futuro, e lá ele participa de uma disputa entre ligas de ateus, que no final das contas só estavam brigando por para ver quem escolheria o nome do grupo de ateus.

        • Por que a ciência passaria a ser believer? Não entendi qual motivo faria com que abandonassem a razão. Me parece que com a chegada dos aliens, eles teriam mais ainda o que estudar e, por isso, mais motivos para aplicar o método científico.

          • Mega Mendigo

            É que eu imaginei um mundo ao estilo “O que aconteceria se…”(da Marvel). Eles inverteriam as posições atuais(só pra sacanear mesmo), e no final das contas, por um motivo qualquer, tudo iria pro brejo.

            Mas o seu raciocínio está correto.

          • Olha só! Não conheço muito de quadrinhos. É maneira essa saga?

          • Mega Mendigo

            A “O que aconteceria se…” é um titulo da Marvel que mostra versões alternativas do universo tradicional, que geralmente subverte os acontecimentos do “universo normal” da editora, e seus desfechos costumam ser catastróficos.

            É tipo o que ocorre no filme Efeito Borboleta(só considero o primeiro filme, pois o restante acho ruim).

        • Carlos Bloodstone

          Cara teve 2 vezes nesse cast que lembrei de south park, uma na hora que falaram em ser um teste para sermos convidados a uma espécie de aliança intergalática(teve um episódio exatamente sobre isso) a outra eu me esqueci e acabei de escutar o cast :p

          • Mega Mendigo

            Esse episódio da aliança galática é muito bom. Os seres humanos da realidade de South Park são tão merdas que conseguiram ser isolados do restante da galáxia!

          • Hahaha referência não intensional xD

    • tentar fazer contato efetivo e aprender coisas com eles

  • Augusto Neto

    Não vou comentar muito sobre o assunto abordado, pois tudo que eu posso dizer é: incrível.
    ÓTIMO cast.
    Entretanto, vou comentar sobre a galera que falou na leitura de e-mails, sobre como gostam tanto do Mundo Freak.
    A comparação Nerdcast/Mundo Freak pra mim é um tanto sem noção (até por que MF é muito melhor…) mas já que é pra entrar nessa, desde que comecei a ouvir o MF eu parei de ouvir Nerdcast, de vez em quando eu abro a pagina deles na sexta e volto pra pagina de vocês pra ouvir um antigo.
    Vocês mataram o Nerdcast pra mim, muito obrigado.

    Eu acho que foi na leitura de e-mails desse episódio, se não foi na leitura foi nos comentários e meu cérebro bugou e relacionou os dois.
    Whataver, mesmo que seja um offtopic postado por um lunático é o sentimento que conta :v

    • Muitíssimo obrigado Augusto! xD

    • Augusto, é com grande prazer que leio essas sua palavras. Digo que o bom do podcast é que tem espaço pra outros. A comparação que fiz com o nerdcast é sobre alguns fãs meio “esquisitões” e nada mais. hehehe. Outro contexto.

      De qualquer forma, continue com a gente e espero que agrademos cada vez mais! =D

    • totalmente de acordo Sr. Neto, MF é muito melhor! Quando achei esse queridões do MF eu larguei de mão NC, MRG, entre outros . . .

  • Bugu

    Mistério que está acontecendo agora:

    http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2015/12/04/misterio-de-barcos-fantasma-norte-coreanos-com-corpos-em-decomposicao-intriga-japao.htm

    Barcos, aparentemente norte-coreanos, aparecem no Japão, ou com toda a tripulação morta há muito tempo ou sem ninguém.

    O que será que matou a tripulação de alguns barcos e onde foi parar a tripulação dos barcos que chegaram ao Japão vazios?

    • Caraca! Será que os norte-coreanos expulsam pessoas do país em barcos sem suprimento? Acho que não, seria um disperdício de barcos.

      • Bugu

        E os barcos vazios?
        E foram 13 barcos com 20 pessoas no total em 1 mês, seria realmente desperdício de barcos.

        Vou mandar por email sim

    • Antunes

      Também teve a suposta descoberta do rico navio San Jose, na colômbia: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/12/151205_tesouro_espanha_lab

      Alguém soube notícias dos trens nazistas na Polônia?

      • Bugu

        Os dois são bons, mas não tem nada de mistério ou de sobrenatural, então não sei até que ponto se encaixaria no MFC.

        • Antunes

          O ponto, no trem da Polônia, seria o conteúdo. Lendas não
          faltam sobre os tesouros nazistas e suas relíquias. Agora sobre navio
          colombiano, só a história mesmo. É a maior fortuna marítima perdida, durante
          esses 500 anos de busca não deve ter faltado histórias.

          • Tesouros nazistas dava um EXCELENTE tema! Boa!

          • Ovo com Fundo Roxo

            E juntando as loucuras da Ahnenerbe e da History, ai é que história
            rende mesmo.

          • Quem sabe não seria maneiro trazer um arqueólogo pro episódio?

          • Ovo com Fundo Roxo

            Não conheço arqueólogos, infelizmente, mas séria muito bom! Alguns tesouros são bem conhecidos, como as Arma Christi e a Arca da Aliança, mas os nazistas também buscaram a entrada de Thule, violaram tumbas de guerreiros germânicos para ressucita-lo. Roubaram diversos tesouros de famílias ricas e judias (acabaram os Palais de Rothschild).

            De toda forma, confiamos em você, Lucas o/

            PS: Qualquer coisa, fala ao Andrei para recrutar especialista nos avisos. Biólogos e afins tb seriam úteis em certos episódios!

          • Hmmm pode ser uma boa. O complicado de fazer isso é que chove maluco achando que é especialista quando na verdade não é. Mas pode ser uma boa.

          • Ovo com Fundo Roxo

            kkkkkkkkk

            O Andrei ou a Ira não falam com vocês antes? :D

            Mas realmente, com a internet fica meio difícil saber com certeza. O Wikipedia cria especialistas, além de outros artigos facilmente acessáveis.

          • Sim sim, mas veja, além de saber so assunto, a pessoa tem que saber falar em gravação. Mas vou correr atrás. :)

  • Ricardo A. Santos

    Vamos aos comentários sobre alguns pontos do excelente podcast:

    1) Se supõem que os alienígenas sejam humanoides, porque para criar coisas (como naves espaciais), é preciso ter mãos ou alguma coisa equivalente, para manusear ferramentas com a delicadeza necessária para realizar tal feito.

    2) A vida se forma de acordo com o ambiente natural em sua volta. Por isso dependendo do planeta, eles podem ser muito diferentes da gente. Como base de comparação, a vida marinha é muito diferente da terrestre, sendo que existem espécies que nem respiram oxigênio no fundo do mar.

    3) Como curiosidade a Igreja Católica fez uma série de discussões, a portas fechadas, sobre o impacto que a revelação de vida alienígena poderia provocar na religião. Pelo menos ela eu acho, estaria preparada caso os alienígenas chegassem .

    4) Teoria, e se os alienígenas chegassem para dominar o planeta, porque estão a procura de outra espécie alienígena, que estava vivendo escondida a anos entre os humanos. E todos os casos alienígenas que documentamos esses anos,fossem uma tentativa de fuga desses alienígenas que viviam escondidos do planeta.

    • Vamos aos pontos do seu comentário bacanudo, que vou dividir em threats diferentes pra ficar mais fácil de pirarmos na batatainha conversarmos:

      1) Não necessariamente. Você está pensando em coisas (como naves espaciais) adaptadas aos humanos. Mas espera-se que a tecnologia alien seja adaptada para eles, independente de como é sua forma, se tem mãos ou não tem.

      Todavia, não há necessidade nenhuma de tecnologia analógica. Aliás, o manuseio não é a forma mais eficiente de controle. Quanto mais etapas entre o pensamento e o movimento do objeto, mais chance do moviemnto não sair como desejado. Por exemplo, se você segurar uma pinça (daquelas de plástico que ajudam idosos a alcançar mais longe), que segura uma pinça, que segura uma pinça, que segura um objeto, vai ter grandes dificuldades de mover um objeto da forma que gostaria. Se segurar uma pinça, que segura o objeto, vai ficar mais fácil. Se segurar com a mão, tem um controle ainda maior. Se puder controlar com a mente, aí o controle é o mais próximo de eficiente.

      Mas pera aí Lucas, com a mente? Com a mente!

      Miguel Nicolelis, pesquisador da neurociência que ficou conhecido por fazer uma armadura Robocop para um paraprégico dar o primeiro chute da Copa, também conseguiu promover a comunicação de um cérebro para outro, decodificando os sinais cerebrais da consciência de macacos. Literalmente, ele pluga os cérebros de macacos no computador. Dessa forma, sem mover nenhum músculo, macacos conseguem controlar simulações no computador e braços robóticos, com a mente. Mais que isso, ele conseguiu que diversos macacos trabalhassem juntos, para mover um só braço. Isso mesmo, várias mentes, várias consciências, movendo o mesmo braço. Tá muito longe de fazermos Jaegers?

      • Nyell Quantos

        Jaegers? é triste mais ta… agora esqueça Jaegers, pense na possibilidade de estudos como os dos macacos trabalhando juntos, nos possibilitarem uma consciência coletiva, seria um salto imensurável na nossa evolução como especie.

        • Hahaha eu coloquei em itálico pra mostrar que era só brincadeira. Claro que robôs gigantes não serão feitos.

          Pensando em aplicações práticas, logo me vem à cabeça trabalhos de risco. Por exemplo, bombeiros que tem que entrar em construções pegando fogo poderiam controlar um corpo robótico de porte pequeno sem arriscar sua vida. Tipo a Major Motoko no Ghost in The Shell.

          Você pode até aplicar a tecnologia pra áreas com menos risco, como operar tratores que tem muitas alavancas ou até mesmo dirigir carro. Em vez de ter que calcular o movimento certo do seu braço pra mover a direção com precisão pra mover o carro, poderíamos simplesmente mover o carro com precisão milimétrica usando a mente.

          Aplicações militares então são fantásticas. Você não precisa colocar o soldado em perigo. Faz um drone cheio de munição, ou um pequeno veículo não tripulado, e deixa que um piloto controle com a mente.

          Mas Lucas, robôs são tão caros! Sim, mas são mais baratos que pagar pensão pra família de um soldado que morreu em serviço, investir em propaganda e recrutamento, e treinar um novo soldado à cada baixa. Fora que, sem mortes do seu próprio país, mais ificilmente a opinião popular ficará contra uma guerra, o que aumenta as chances de conseguir que uma invasão seja aceita no congresso, por exemplo. O programa de drones do Obama é um sucesso sem precedentes!

    • 2) Excelente comentário! Durante o episódio, o Rafael insistiu que a forma humanóide seria presente no universo todo pois é natural, como a forma esférica de uma gota. Isso não faz nenhum sentido. A forma humanóide é natural para nós por causa do ambiente no qual nos desenvolvemos. Se mudar o ambiente, muda também a forma.

      O Rafael também insistiu que, se na Terra temos tanta variedade de formas, outros planetas também tem que ter humanóides. Isso também não faz sentido. Outros planetas podem ter formas mais variadas ou menos variadas, isso vai depender do variabilidade de ambiente, mas nada, absolutamente nada, garante uma forma humanóide. Aliás, quanto mais restritivo o ambiente e menos parecido com o nosso, menos chance de ter um humanóide. Porém, quanto menos restritivo o ambiente, maior variação, maior quantidade de forma diferente, menor a chance de encontrar um homanóide. Em ambos os casos, as chances caem conforme o ambiente se diferencia do nosso (menos ou mais restritivos).

      Como eu já tinha deixado meu ponto de vista claro e precisávamos mudar de assunto, eu não contrapus o Rafael. Mas o que ele falou não faz nenhum sentido hahahaha.

    • 3) Se a discusão foi feita à portas fechadas, como é que tu sabe? O.o

      • Ricardo A. Santos

        Foi divulgado da mídia. Eles falaram o tema, mais não falaram as resoluções da reunião de uma semana que fizeram, para a imprensa. A não ser uma nota que eles consideravam todas as formas de vida extraterrestres (se existirem) como criadas por Deus e sem o pecado original .

    • 4) Nunca tinha pensado por esse lado, bem bacana! Se um alien fugitivo se esconder em um planeta não habitado, pode ser facilmente detectado em meio as formas naturais do planeta (como um ponto preto tentando se esconder em uma página inteiramente branca). Mas se fugir para um planeta habitado, pode se esconder em meio aos outros milhares sem ser notado. Sua presença não vai ficar gritante, e sua marca no ambiente vai ficar misturado com a nossa marca. Muito bom!

  • Inoue

    Excelente exercício de imaginação,gostei muito.

    Sou daqueles que quer entender e acreditar,mas preciso uma explicação lógica para isso,a vida seria bem mais divertida se ETs,fantasmas e fenômenos paranormais fossem comprovados.

    Ps. O Lucas Bahamut está em quase todos os sites que frequento.

    Ps2. Gostei da participação do Marcio Etiane.( http://lexcast.in/ )

    Vida longa e prospera.

    • Pocha Inoue, se eu estou nos sites que tu curte, me dá um salve que eu respondo!

      Seja bem vindo aos comentários. Aqui o exercício de imaginação continou, e a galera caiu na onda de especular. As conversars estão muito bacanas! Fique a vontade pra participar.

      Como diriam meus conterrâneos do interior paulista: É NÓIS!

      • Inoue

        Cara,invejo tua disposição,participando,estudando e comentando em vários sites e podcasts,eu mal consigo fazer um comentário ocasional nos sites.
        Parabéns.
        Vida longa e prospera.

        • Hahaha quando estiver nesses sites, me sumone feito um druida das montanhas.

          Saudações.

    • Vitor Urubatan

      Achei foda também a participação do Marcio.

      • Inoue

        Ele também participa de alguns episódios do Na Porteira.

        • Vitor Urubatan

          Vou conferir.

          Eu curti a visão do cara mais positiva e otimista hahaha!

        • É bom o Na Porteira? Eu lembro de ter escuto algum episódio, a muito tempo, mas não lembro qual.

  • Antunes

    Tantas possibilidades, tantas questões! É de enlouquecer kkkk

    – Nada no nosso planeta interessaria uma sociedade avançada? O consumo é algo tão lógico assim? Há nexo no ato de gastar fortunas em uma viagem para o deserto arábico? Assistir um
    monte de pessoas, em uma casa, realizando atos fúteis? Vestir a pele de seres vivos por achar bonito? Comer alimentos com gosto e aparência ruim, só para experimentar?

    – E esse interesse comercial, mesmo não existindo no início, não poderia ser criado? Quem lembra da Guerra do Ópio? Quando os Ingleses tentaram negociar com os chineses e não conseguiram, então viciaram a população da China em ópio. Pois bem, os ingleses ainda estão ai!

    – Uma sociedade desenvolvida realmente não teria comércio? Não teria mercado? Mesmo não havendo capitalismo selvagem, o interesse em explorar novos ambientes realmente sumiria?

    – Mesmo sendo uma população desenvolvida, com um pensamento social avançado, a mentalidade seria tão unitária assim? Nossa sociedade é tão plural. Eles seriam diferentes? Não haveria ninguém incomodado com a cultura ou sistema local? Nenhum ser ou grupo se interessaria em sair para criar sua própria utopia, ou mesmo uma resistência?

    – Eles apreciariam a arte? A escolha seria complexa ou minimalista? Escolheriam um intercâmbio em Nova York ou em Calcutá?

    – E as questões conflituosas? Ideias diferentes, aparências, culturas, crenças, quantidades de posse, quantidades de poder, sentimentos como amor, inveja, orgulho, vingança. Tudo isso teria sido superado? Eles haveriam sentimentos?

    – Eles possuiriam o equilíbrio perfeito entre Razão e Empatia ou teriam abraçado o Racionalismo puro? Eles praticariam a eliminação de seres mais fracos ou considerados um estorvo? Eles seriam adeptos da Eugenia?

    – E o Darwinismo Social? E o Determinismo? Eles também mostrariam algo similar? Mesmo entre as pessoas mais qualificadas da humanidade existiram e existem adeptos dessa mácula. E eles, se encontrariam na mesma situação? Estariam usando esse raciocínio contra culturas? Contra teístas? Contra raças? Contra pessoas desafortunadas?

    – Nós? Como reagiríamos? A humanidade se uniria pela primeira vez? Isso seria positivo, ou criaria um nós contra eles? Os países lançariam voos solo tentando explorar a tecnologia e o comércio alienígena? Tentaríamos nos alimentar deles? Caso eles começassem a comprar
    nossos alimentos e produtos, isso não aumentaria os preços e criaria mais animosidades?

    – Se alguém conseguir responder tudo isso, também me dirá o sentido da vida e a origem do universo?

    Sobre o mercado, também acredito em um boom econômico, principalmente em Tecnologia, Viagem Espacial e Alimentos. Mas não em uma moeda única acordada. No máximo, em uma involuntariamente imposta, como foi o dólar e o ouro.

    Sobre religiões e outras ideologias, duvido que alguma sumiria. O tempo passa e elas se adaptam, mas nunca somem.

    • Sobre comércio, eu acho que haveria muito sim. Mas não da forma que conhecemos. Se partimos do princípio que uma civilização que domina viagem interestelar não tem problemas de energia, e portanto de recursos, podemos então especular sobre o que esta raça trocaria em comércio.

      Pode ser que eles troquem conhecimento e tecnologia, em vez de bens materiais ou recursos naturais.

      Não deu tempo de falar no episódio, mas eu também acredito em uma moeda imposta. Se parar pra pensar, esse processo já está acontecendo. Os grandes projetos de investimento são feitos por bancos internacionais. Estes são financiados pela moeda americana. Mesmo que um país não usae o dólar, grande parte de sua economia depende do crédito com estes bancos, que depende do dólar. No final, todo mundo depende do LIBOR e do FED. No momento, essa relação é indireta. Mas eu vejo ela ficar mais direta a cada derivativo novo no mercado. Os naked credit swaps facilitam muito entender essa ligação.

    • Vitor Urubatan

      Isso só mostra o quanto nós seres humanos somos complexos diante de tantas variáveis.
      Agora imagine criaturas que são capazes de viajar a tamanhas distâncias na galáxia.
      Pode ser que para elas existam muito mais variáveis.

      Rsss essa gama de perguntas é excelente para se criar uma história.

      • Antunes

        O ruim da história seria trabalhar o universo dela. É amplo demais. Sem falar no final, com grandes chances de surgir um Lost 2.0
        Boa sorte, se quiser tentar :D

        • Vitor Urubatan

          Rsss valeu cara.
          Mas já tenho meia dúzia de “filhos” para criar hahaha!

          • Antunes

            Filhos? No plural? Eu já teria dor de cabeça com um “filho” desses, imagina com vários. Já têm prólogos?

          • Vitor Urubatan

            Atualmente estou focando mais em um “filho”.
            E adotei uma forma diferente de compor a história, para não perder o ritmo de escrever e etc.
            Então o que tenho está muito esqueleto ainda, afinal é a quarta vez que reescrevo tudo. O prólogo que possuo está sujeito a mudar.

            Além disso, há um trampo que estou fazendo com uma galera. Mas voltado para ficção científica e fantasia.
            Mas deixamos o projeto pausado por conta de tempo por parte de todos.

          • Só a palavra “filhos” já me da calafrios.

          • Ovo com Fundo Roxo

            Até Ashtar tu já aceitaste no coração, e ainda estais moendo com filhos, Bahamut? Quando seus amigos começarem a ter filhos (é em sequência feito vírus) essa ideia logo parecerá normal :/

          • Hahaha já tem alguns, mas agora que ganhei a alcunha de solteiro, penso que demorará ainda mais pra pegar essa gripe.

  • Henrique Tavares

    Minha pequena Itaiópolis está famosa! Já tinha sido citada antes em um nerdcast, e agora no MFC também!

    Eu já tinha ouvido falar dessa lenda, o nome do local era Sirius (lembro mais de ser um bar), que hoje não existe mais, mas quando vou lá visitar e passo na frente de onde era sempre lembro dessa história.

    Outra lenda meia idiota de Itaiopolis mas que me metia medo quando criança era a do Gritador. Se você gritasse em certo lugar da linha do trem, ele imitaria seu grito e apareceria do seu lado, e tinha pessoas que morriam que diziam que o Gritador que matou. Independente de morrerem atropelados pelo trem e terem medo do seu próprio eco, ainda até hoje acho meio sinistro ouvir o som pesado do trem passando próximo da minha casa no meio da madrugada.

    • Caraca, aqui no EUA, em Charleston, tinha uma lenda parecida com a do gritador. Se você jogasse lenços na linha do trem, a noite, um homem alto de cartola e gravata borboleta vinha te matar!

    • Vitor Urubatan

      Caraca velho, tu acabas de dar uma ideia para criação de um ser.

      • Henrique Tavares

        Não pode falar sobre ele aqui? :(

        • Vitor Urubatan

          Hahaha! Pow velho, claro que posso.
          Tendo um sketch eu posto ai.

  • Muito bom esse episódio, parabéns galera! Adoro filmes e a temática abordada, assim como o filme Distrito 9, que foi uma referência que casou muito bem com a proposta desse cast!

    • Hahahaha o maior desafio de fazer esse cast foi referenciar o Distrito 9, que eu acho um filmasso, mas sem copiar o roteiro dele haha. Tentei ser o mais criativo possível pra explorar outras hipóteses mas me manter pé no chão, como o filme. Valeu Pedro! A galera dos comentários entrou na brincadeira e continuou a conversa, além de levantar outras hipóteses não abordados no cast. Recomendo dar uma olhada nas conversas xD

  • Nilda Alcarinquë

    Olás!

    Gostei muito dos cenários apresentados. E quase escutei o nome Macross quando o Andrei falou de extraterrestres tentando entender o que chamamos de cultura,
    O que é uma idéia interessante: povos que não saibam o que é imaginação e isso de “faz de conta” que é o cinema, TV, livros, games, como reagiriam? Entenderiam como agressão ou ficariam paralisados ao ouvirem ma música romântica?

    Fica a questão

    abraços

    • Olá Nilda! Que bacana que curtiu!

      Sobre povos não saberem sobre a imaginação, o problema com essa alternativa é: sem pensamento abstrato (ficção, criatividade), como pode essa raça ter desenvolvido a tecnologia necessária pra chegar até a Terra? Quem estuda física, química, matemática, engenharia (material, aeronáutica, etc) precisa de uma capacidade criativa imensa pra resolver problemas práticos, como o formato de um foguete que vença a gravidade, um motor mais eficiente, diferentes formas de armazenar energia, etc. Essa abstração e criatividade não é diferente da que usamos pra escrever música, poemas, filmes, livros, e todo tipo de ficção. Ela só é aplicada de forma diferente em cada área.

      Veja bem, não estou dizendo que, para resolver problemas de física, uma raça precisa também escrever música. Mas me parece paradoxo imaginar que uma raça tenha tamanha capacidade criativa em apenas uma área especializada, e não em todas. Se aliens não tiveram capacidade artística, talvez isso seja por questões culturais, como uma sociedade que oprime esse tipo de pensamento por ideologia (como o Japão que tirou dos currículos acadêmicos a maioria dos cursos de humanas).

      É um papo de maluco, mas muito interessante. Aproveito pra fazer um ataque de oportunidade e linkar um texto que fiz sobre criatividade. Se tiver interesse, recomendo:

      http://www.rockmeon.com.br/2015/10/18/devaneios-criativos-sobre-criatividade/

      • Nilda Alcarinquë

        Mas como é que a Lin Mei Mei vai vencer os alienígenas se eles souberem o que é música ou teatro ou cinema?

  • Bugu

    Mais mistério atual:

    A estrela KIC 8462852 pode ter uma megaestrutura alienígena ao redor dela. E a estrela
    T06E40 também.
    Daria um podcast melhor do que aquele do satélite alienígena, pelo menos com mais embasamento.

    Saiu um fronteiras da ciência sobre os dois

      • Bugu

        O estudo ainda não é definitivo, só coloca argumentos que podem favorecer uma hipótese, mas nada que realmente prove alguma coisa

        E pelo 30% que eu entendi do programa Fronteiras da Ciencia e pela pouca pesquisa que eu fiz, teria que ser um enxame de asteróides gigantes, no mínimo do tamanho de Júpiter, que só consegue bloquear mais ou menos 1% da luz do nosso sol.

        • também estou na torcida para ser uma construção :)

        • OLOOOOCO, um sólido do tamanho de Júpiter é inviável. Densidade muito alta gera gravidade muito alta. Isso aí vira uma anã marrom.

    • Existem várias estrelas com padrões de grande variação luminosa. Mas isso pode ser qualquer coisa passando entre a Terra e a estrela. Como os padrões se repetem, acredita que essa coisa tapando a luminosidade da estrela esteja orbitando a própria estrela (cometas, cinturão de asteróides, planetóides, poeira acumulada, até fragmentos de matéria escura). Como esses objetos não tem luminosidade própria nem refletida, e luz é a maneira que usamos pra saber composição material, fica difícil dizer o que são esses objetos precisamente.

      Agora, é um tremendo salto especulativo passar de “não saber” pra “megaestrutura alienígena” hahaha. Mas quem sabe não sai um episódio legal sobre.

      • Bugu

        até o Fronteiras da Ciência falou que não há explicação conclusiva ainda e que não é impossível que seja alienígena.

        • Parece que você leu meu comentário e não entendeu. Eu disse exatamente isso: não há explicação conclusiva. E ainda expliquei o porque: não emitem e/ou não refletem luz. Mas o que lhe parece mais plausível: uma mega estrutura alien (nunca antes encontrado) ou poeira cósmica (abundante em todo sistema solar e galáxia)?

          • Bugu

            nem os astrônomos sabem, eu lá vou saber

          • Hahaha por isso que eu disse que o salto expeculativo é grande. O maior mistério não é o “o que”, mas a concentração do “o que”. Como você bem colocou, Júpiter mal consegue tapar 1% da luz do Sol. Teria que ser algo (ou um conjunto de algos) monstruosamente grande pra bloquear tanta luz de uma estrela. Talvez o sistema em questão ainda esteja em formação, e a poeira que gira em torno da estrela ainda não teve tempo de se condensar em planetas. Ou seja uma propriedade estrelar ainda desconhecia.

            Acho que grande parte do mistério também está no pouco crédito que dão aos cinturões de asteróides. O Asteroid Belt tem MILHÕES de asteróides, e é minúsculo comparado ao Kuiper Belt.

    • Bugu

      pior que eu nem encontrei nada sobre o T06E40, e nem vale a pena enviar email pro Fronteiras pedindo o paper porque eu não vou entender nada

  • Bugu

    O Andrei foi no geekvox falar de locais assombrados e nem falou pra gente.

  • Bugu

    preciso terminar a maratona de comentários, se eu deixar isso incompleto e morrer eu viro um fantasma e fico assombrando o site

    • Já tinha ouvido falar de email fantasma, até de twitter fantasma, mas Disqus fantasma é nova! Hahahaha

      • inuyashagui

        Tem um blog de um “fantasma” que eu acompanho! hahahahaha

  • rá yeah yeah escutei! finalmente!
    As conjecturas foram muito boas nesse cast, só faltou um ufólogo convidado para dar mais uma visão, que enriqueceria ainda mais as possibilidades discutidas.

    eu vejo a chegada de outros seres cósmicos com bons olhos, imagino que eles devem estar num estágio exploratório do Cosmos onde não é mais relevante nossas questões mundanas como dinheiro. Creio que chegariam, entregariam de bom grado, tecnologias para auxiliar a raça humana, entre outras informações do Universo e como ainda estamos atrasados, teríamos muito pouco para oferecer, logo eles seguiriam em frente, provavelmente convidando voluntários para seguir com eles, e numa possível volta, deixariam mais informações e descendentes remanescentes da viagem.

    • Partindo do principío de que pra chegar até aqui existe um custo e um risco alto, eles iriam querer algo em troca. Como o domínio material é muito maior que o nosso, fico pensando o que eles estariam atrás. Posição na galáxia? Biodiversidade? Troca cultural? Just for fun? Um grande ARG intergalático?

      Mas se eles podem chegar aqui sem risco e sem custo alto, aí acho mais fácil eles terem relação pacífica com nós. Todavia, duvido muito que eles dariam tecnologia. Afinal, nós poderemos virar concorrentes futuros.

      • Então, Sr. Bahamut, é exatamente esse o ponto, na maior parte de nossas conjecturas, igualamos o pensamento dos nossos visitantes ao nosso, que quase sempre é bem materialista e imediatista. Dentre todas essas hipóteses, de conquistadores, cientistas, ou só viajantes, eu venho apostando num perfil com ambições mais ligadas a “chegar mais longe”, aí sim, se tivéssemos algo que os auxiliasse em chegar ainda mais longe, eles possivelmente negociariam ou pegariam o que precisassem. Não vejo a Terra como destino final, mas como ponto de parada, como eles sabem que estamos aqui, porque não, fazer contato e prosear um pouco com os irmãos estelares rs. Parece uma visão otimista, mas pensando que um dia chegaremos na mesma etapa de evolução da tecnologia, também iremos modificar e muito a forma de pensar e as relações sociais, e questões como economia, religião e etc, ficarão banais em virtude da imensidão do Cosmos à ser explorado.

        • Tu já leu The Last Question, do Asimov?

          • ainda não.

          • Leia. São 12 páginas e é quase tudo diálogo. Tem pdf na net.

          • lendo no trabalho, já já eu volto.

          • Acabei de ler, que coisa maravilhosa!

          • Né! Tem tudo a ver com o que tu estava dizendo. Cada pessoa que eu passo este conto interpreta de uma forma diferente. Alguns interpretam com física, outros com lógica, alguns com matemática, outros de forma sociológica e cultural, e tem a galera que vê de forma religiosa também. Além de conceitos muito interessantes, como união de conciências, coletação e distribuição de conhecimento e colonização espacial, meu conceito favorito abordadoé a não distinção do corpo (materiais físicos no espaço-tempo) do pensamento. Normalmente, temos uma mania chata de achar que existe a mente (e o mundo da mente, chame como quiser) e o corpo. Vemos os dois como algo separado. A mente fica em um plano, os corpos em outro, e um afeta o outro. Mas o Asimov tem o trabalho de, gradualmente, borrar a linha que separa os dois. Sua mente É um corpo, é feita de materiais e é determinada por estes. E o corpo É a mente, pois nela se pode escrever um código (raciocínio, pensamento). Não existe diferença entre o código e o local onde o código é escrito. Posso escrever o mesmo código em um papel, em uma chapa de metal, na areia da praia, etc. Mas, sem estar escrito em algum lugar, o código simplesmente não existe. O mesmo se apica à mente, à computação, ao processamento, ao pensamento. Assim como espaço-tempo é uma coisa só, código-meio também é; logo, mente-corpo também.

          • Com singeleza e gratidão compartilho a mesma visão.
            Um dia, TUDO será UM, porque UM já é TUDO.

            Eu tinha esse texto aqui nos diversos textos que estão na linha de leitura para os próximos meses, mas foi muito bom receber a sua indicação e antecipar a leitura. Vejo que a busca será exatamente essa, incessante até o fim do tempo-espaço e então tudo recomeça.

          • “Do not go gentle into that good night”

            Se tiver com saco, recomendo o The Last Answer. Não é tão épico, mas é uma reflexão muito itneressante. A maioria das pessoas que eu conheço e que leram não entenderam o que é esse conto. Fica o desafio.

          • Vou ler com certeza.

      • Vitor Urubatan

        Rsss é eu previ que isso aconteceria.
        Nunca dê doce na mão de criança…

  • em breve mandarei meus relatos do ‘Aconteceu Comigo’ bem catalogados, para serem considerados para leitura em 2017

  • #AshtarLives

  • Bugu

    Finalmente venci a procrastinação e enviei os relatos para o email( se bem que eu não consigo pensar em algo com menos prioridade que isso, mas já faz mais de 1 mês).

    Pior que eu não lembrava em qual episódio eu tinha postado eles e tive que ficar procurando

  • Super Suporte

    EEEEW CONSEGUIMOS 20K no kalciferum!!!!!

    CADE MEU PANETONE!?

    • A T R A I X X X

    • Vitor Urubatan

      Rsss 30k e o livro terá capa feito de pele.
      É BRINCADEIRA, BRINCADEIRA!

      • Pele de boi, conhecida como couro! XD

        • Vitor Urubatan

          Rsss não seria esse tipo de pele que havia mencionado.
          Mas ok hahaha!

      • Hahahahahhaha

        • Se tu mandar tua história pro Aconteceu Comigo, eu mando a minha também. Fechô rolê?

          • Fechô! hahahaha Tem que mandar msm!

  • Thiago

    Putz, Lucas FalaMuito de novo nao, nao aguento mais esse cara… Parem por favor de trazer esse chato gringo fake pro MFC, mais um episodio que vou pular

    • Super Suporte

      ‘-‘
      kkkkkkk

      • Vitor Urubatan

        Rsss isso lembra aqueles comentários do Nerdcast falando.
        “Puts Marco Gomes de novo nãaao! Pulei!”
        ou…
        “Puts Affonso Solano de novo! Até semana que vem.

        Daqui a pouco o Andrei está fazendo o FreakPlayer ou entrevistando o Slenderman na coletiva freak.

        • Essa época do Affonso Solano foi bem lamentável rs pra não dizer medíocre rs

          • Vitor Urubatan

            Ah cara.
            O Affonso parece ser um cara legal. Mas não sei, às vezes o cara fala umas coisas meio no sense. Todo mundo erra na vida, o problema maior é como você lida com seu erro.
            Eu pessoalmente estou tendo problemas com isso. Foda…

          • Acho que ele é igual todo mundo, ou seja, tem o seu lado babaca, mas parece que ele deixa esse lado muito à mostra.

          • Vitor Urubatan

            Pois é, posso estar enganado, mas tenho essa impressão também. Que parece não se importar muito em mostrar isso.

            Difícil acreditar na hipótese de que não percebe quando está exagerando expressando certas coisas.

        • O Thiago é o meu melhor amigo, é piada interna nossa ;)

          • Vitor Urubatan

            Valeu por esclarecer hahaha!
            Teria ficado mais atento se houvesse os ” “

          • Hahaha ele é assim cara, não leve nada do que ele fala mto a sério hahaha

          • Vitor Urubatan

            Rsss manja é zuera de vocês ai.
            Eu que devo desculpas por me intrometer.

            Rsss já estava com receio do MFC virar um Nerdcast 2 cara.
            Um já basta.

          • Só quero ganhar metade que os caras ganham. Topo ser um 1/2 Jovem Nerd =P

          • Vitor Urubatan

            Então que seja a maneira Freak e não a maneira Jovem Nerd.

            Eu torço muito para o MFC ser tão grande senão maior que o próprio JN. Mas com essa essência de poder dialogar sobre tanta coisa com respeito e humor. Não que os outros caras não tenham tal coisa, mas aqui as coisas são muito diferentes.
            Eu não me considero um “Freak”, porém sinto-me a vontade com a galera daqui.

            Indo para o lado mais “believer” eu acredito que vocês possuem uma energia positiva apesar de 80% do tempo falarem do demônio HAHAHA!

            Enfim acho que entendeu rsss.

          • <3

          • inuyashagui

            Cara, concordo quase 100% com o que você falou. A única diferença é que sou um freak sim. Sou muito zuado pra falar que não sou hahahahaha

          • Vitor Urubatan

            Rsss serei honesto contigo.
            Eu não sei exatamente o que é ser Freak. Por isso não me coloquei no grupo.
            Sou mais entusiasta das paradas, nada muito além disso.
            É quase como se estivesse como um “impostor” entre as galeras.
            Enquanto não me expulsarem, ficarei aqui de boa na lagoa.

            Agora explique melhor o fato de tu ser um Freak velho. Como assim?

          • inuyashagui

            Bom, eu me acho freak pq sou muito diferente do q a sociedade considera “normal”. Só o fato de eu ser didivorciado já conta hahahahah. Minha visão de mundo também não é convencional e minhas ações as vezes são questionáveis. Gosto de olhar para as coisas sempre de uma maneira diferente e ser sempre verdadeiro comigo mesmo e com os outros, não seguindo tendências ou conceitos pré estabelecidos. Procuro sempre pensar sobre tudo que chega a mim e não aceitar de pronto. Acho que perdi várias oportunidades de crescimento profissional só pelo simples fato de ter mantido o cabelo grande por vários anos. Mas não me importo com isso.

          • Vitor Urubatan

            Ai me identifico com quase todos os tópicos.

            Questionar tudo e todos é uma das paradas.
            É curioso, para mim pessoas com essas características que citou são muito mais normais na minha visão.

          • inuyashagui

            São no nosso meio. Tenho contato com o publico em geral pois trabalho em uma seguradora. Tem gente que acha que plutão é um país e que se vc falar que a china fica nas Américas irão acreditar piamente.

          • Vitor Urubatan

            Rsss bom Plutão pode não ser um país, mas para mim é planeta até hoje.

      • Ver comentário abaixo hehehe

        • Super Suporte

          okay =/

          • O Thiago é o meu melhor amigo desde o primeiro colegial. Essa é piada interna nossa ;)

    • vai lá. tréta com ele!

    • MEU PRIMEIRO HATER! AEEEEW O/

      • inuyashagui

        HAHAHAHA parabéns! Ainda faltam uns 300 pra chegar no nivel Marco Gomes

        • Antes de virar o Marco Gomes, eu tenho que virar um milhonário. Hahaha

  • Vitor Urubatan

    Estou a conjecturar aqui.
    Não há nenhum comentário do Costinha.
    Será que sobreviveu ao casório?

    • Bugu

      provavelmente ele está sendo mantido em cárcere offlinístico pela esposa

      • Vitor Urubatan

        Hahaha coitado do cara.
        Deve estar em processo de casórioamento ainda.
        Espero que isso não o impeça de vir zuar geral com a galera.

        Manja aqueles caras que casam e não saem mais para jogar bola e beber cerveja com os trutas?

      • Bugu bugou? Rs.

    • Casou, já era…
      Acesso limitado e controlado.

      • Vitor Urubatan

        Pois é! Afinal tudo tem seu fim rsss.

        • o casamento é o lugar onde os sonhos acabam . . .

          • Vitor Urubatan

            Ou começam.
            Depende muito das variáveis rsss.

          • não cara! rs
            os seus sonhos acabam e os da sua esposa começam ou continuam rs

          • Vitor Urubatan

            Que isso cara!
            Se o casal estiver sincronizado ai é alegria geral.
            Acho que é fitado casamento sempre como uma parada sofrida e zuada.
            Até é em muitos casos, mas sei lá. Dá para mudar isso não?

          • então… esse casamento sincronizado é 1,326% do total
            eu achava que o pessoal exagerava, até eu embarcar nessa rs
            Dá pra mudar, encontrando uma brecha pro divórcio kkkkkkkk

          • Vitor Urubatan

            Rsss será que estás com a pessoa certa?
            Será que casamento é algo realmente necessário?
            Não seria essa uma palavra de um compromisso quase que forçado devida a apresentação social de hoje?

            Espera cara, tu és casado a quanto tempo?

          • Minha visão:
            -Pessoa certa, não existe. É o quanto vc está disposto a se doar pelo outro.
            -Casamento sem dúvida não é algo necessário, meu caso foi estranho, quando vi já era, rs.
            -Sim, fui pego em meio a valores morais e familiares impostos que não cabiam para quem realmente sou rs
            -2 anos

          • Vitor Urubatan

            Rsss pow velho 2 anos é o começo da parada.
            E não ter a pessoa certa, realmente acho que de certa forma tem razão. Mas digo no sentido… vou dar um exemplo para ficar mais fácil:
            “Eu sou um cara que gosta muito, mas muito de games. Não vou ficar com uma garota que odeia videogames. Essa é uma pessoa errada para investir um relacionamento. Tanto para mim quanto para ela”
            É um exemplo simples, mas abraça muitos outros aspectos também.

            Bom enfim, eu estou casado a muito pouco tempo, então pouco posso expressar. Acho que tudo tem “concerto”… É claro que algumas liberdades se perdem. Quase como quando você tem um filho, que seu tempo está destinado a criança.

            MAS ENFIM! Hahaha!

          • Eu arrisquei e me arrependo…
            Deveria ter mantido meu plano de vida, o modelo marital não serve para o que eu busco na vida. É tipo isso, mas desejo toda felicidade para você parceiro.

          • Vitor Urubatan

            Rsss que isso irmão. Nunca é tarde velho, espero que consiga ai tuas paradas.

            E valeu velho.

          • inuyashagui

            Estou vendo vocês aqui falando de casamento…
            Melhor nem começar, tenho só 32 anos e dois divórcios nas costas. Mas mesmo assim não perdi a esperança de achar alguém legal pra passar a vida. Mas dessa vez não vou rotular nada

          • Cara! 2 divórcios!
            Na torcida por todos nós rs

          • Vitor Urubatan

            Rsss é foda parece que a palavra “Casamento” é tipo um debuff de cursed ou doom manja.
            Que é uma questão de tempo até “matar” geral…

          • inuyashagui

            ahahhaha casamento é um debuff!!! Não tinha parado para pensar nisso hahahah

          • Eu realmente não entendo. Pra mim, o casal só deveria estar junto se um confia no outro o suficiente. E se isso é verdade, se o casal confia um no outro, por que assinam um contrato perante um juiz? Por que sobem em um altar religioso e prometem não separar na frente da comunidade, da família e do Deus que acreditam?

            O casamento me parece um reflexo cultural da nossa insegurança, do nosso desespero de não querer perder a relação. Não julgo quem casou. Amo minha namorada, mas tenho a sorte de ter encontrado alguém que concorda comigo. Não queremos ficar juntos pra sempre, nem forçar isso com contratos e cerimônias. Queremos ficar juntos enquanto for bom :)

          • Mas é isso, eu não queria rs. Não posso entrar em detalhes, mas foram certas “circunstâncias da vida” que me levaram para essa situação. Fiquei de mãos atadas e quando em dei conta, já era!

          • Aí é foda mesmo =/
            Eu tomo todas as precauções pra não engravida-la, pois se acontecer, eu vou ter que casar pra tirar o visto americano e poder trabalhar aqui de forma permanente e ter os recursos de residente.

          • minhas “circunstâncias” no caso, não foi um filho, rs. Mas se fosse, (aí já era)² limite tendendo ao infinito rs

          • Imaginando um casamento caipira, com o pai da noiva com um rifle winchester em uma mão e uma peixeira na outra hahahaha

          • uhauahuahuaha se tivesse sido assim, teria sido legal!

          • Uma pena tu ter deletado tua conta =/

    • Bugu

      Outra que sumiu foi a Agatha, mas ninguém lembrou dela

      • Vitor Urubatan

        A Agatha é sangue.
        Deve estar ocupada com as paradas da faculdade.
        TCC é tipo:

      • Lembramos dela no Twitter. O fato de você não ver um evento não significa que ele não aconteceu.

        • Bugu

          140 caracteres não é suficiente para uma lembrança digna

          • Seu comentário tem menos que isso. E tá faltando a Yandra e o Lanterna aqui também.

          • Tu sumiu dos comentários.

      • Tu sumiu também

    • inuyashagui

      Também estou curioso com o destino do Costinha. Tomara que ele não tenha posto o piru na mesa na festa de casamento

      • Vitor Urubatan

        Nossa velho hahaha!
        “A impossible situation”

      • ACABARAM DE ANUNCIAR! Cara, esse é um daqueles breakthroughs da ciência que abre possibilidade de estudar tanta coisa nova, e fazer tanta descoberta nova, que vai ser overwhelming.

        http://www.cnn.com/2016/02/10/us/gravitational-waves-announcement-feat/index.html?sr=twcnni021116gravitational-waves-announcement-feat0211AMVODtopPhoto&linkId=21172077

        • inuyashagui

          Caramba kraaaaa!! Ondas gravitácionais!!! Talvez agora seja menos impossível fazer isso:

          http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=aparelho-pratico-controlar-gravidade&id=010130160122#.VrxdhvkrLcs

          • O pior é que eu já li o How current loops and solenoids curve space-time. Só que esse buraco é mais embaixo. O fato de ligar/desligar campos ao belo prazer não significa que temos total controle do formato desses campos. Pra ter campo eletromagnético o suficiente pra fazer um carro flutuar, você vai apagar meio quarterão em volta do carro, que vai ser afetado pelo mesmo campo. Fora o consumo energético disso aí. É uma idéia interessante, todavia longe de ser prática. Quem sabe mais pra frente?

            A descoberta das ondas gravitacionais também não tem nenhum utilidade prática além de permitir avanços gigantescos na astronomia. Não vai mudar nosso dia a dia. Mas mesmo assim, to muito no hype! Hahaha.

          • inuyashagui

            Não tem utilidade hoje… vai que ao ouvir as ondas emitidas por pares binários de buracos negros dê uma pista sobre as singularidades dentro deles?

          • BOA INU! Não tinha pensado nisso. Nem precisa ser da singularidade, qualquer coisa sobre como funciona a física lá dentro já é muito bem vindo. Se a luz não escapa do buraco negro, a gravidade com certeza é afetada. Muito promissor.

          • Palestra do Caio Gomes (@caiocgomes), no canal dele, o Físico Turista, sobre Teoria de Cordas, que aconteceu na #CPBR9
            https://www.youtube.com/watch?v=csOEW_RYj94

          • inuyashagui

            Acabei de correr e comecei a ver. Vou deixar p ver o resto em casa com calma. Show!!!

          • Dica: acelere o vídeo em 1.25x

          • inuyashagui

            HAHAHAHA boa!!!

    • Yandra, Aghata, Priss… cadê as mulheres representando?

      • Vitor Urubatan

        Pois é!
        Cadê as trutas?!

        • inuyashagui

          Ja ja elas aparecem. Deve ser a correria de fim de ano

          • Vitor Urubatan

            Rsss podes crer.
            Tem que ter alguém para trabalhar rsss.

            Não como esse desocupado que vos fala hahaha!

  • Gostei do episódio e achei curiosa a participação do Marcio Etiane, porque só o conhecia no Lexcast. Foi bem divertido. Forte abraço a todos!

    • Hehe eu curti a maneira piece and love dele de encarar a situação! Nunca tinha pensado em tomar uma cerveja com aliens antes. Fica a dúvida: será que eles gostam mais de cervejas fortes (stout, proter, IPA) ou de leves (wheat, lager)?

  • VH Tamashiro

    Série Defiance do sy-fy aborda bem este plot, eu recomendo, a primeira e a segunda temporada tem no Netflix

  • DD

    Gostei, da abordagem de vocês sobre o tema…
    E que início criativo, realmente gostei me pareceu um ‘audio-drama’ com grande potencial, gostaria de ouvir mais coisas nesse molde.
    Eu também recomendo o mesmo livro que foi citado por @disqus_ga1PiY1A3t:disqus nos comentários: “Religions and Extraterrestrial Life” que aborda bem como seria a ‘receptividade’ religiosa e até social das pessoas, é uma ótima leitura para quem se interessa nesse tema.

    Ps. Obrigado @lucasbalaminut:disqus pela indicação do podcast!!!

    • Aeeeew obrigado você pelo feedback xD
      Já que estamos indicando livros, deixo aqui o Contatos, do Sagan, e o The Gods Themselves, do Asimov.

      Os MFCs tem assuntos hipotéticos, mitologias, casos insólitos, mistérios, etc. Sinta-se a vontade pra fuçar os episódios antigos, seja muito bem vinda!

      Eu to espalhado por aqui, e em vários outros podcasts. Se quiser ouvir assuntos mais sérios e científicos, recomendo o SciCast. Mas se gosta de bagunça e festa, recomendo esse aqui: http://geekvox.com.br/2016/01/festa-estranha-gente-esquisita/

      • DD

        Isn’t fair play, they’re classics!!! XD
        Mas com certeza sempre serão bem vindos e nunca será demais indicar estes.
        E muito bom gosto literário. (◕‿-)

        Ps. I officially have a fever and feel like I’m dying.
        Sorry my portuguese… (╥﹏╥)

        • Are you ok? There is not much I can do from here but tell you: GO SEE A DOC!

          • DD

            Now I’m fine… and I was in at the doc. Thank yeww, you’re so kind!!!
            ;)