Mundo Freak Confidencial 57 – O mistério de Croatoan

Uma colônia inteira desaparecida e uma única pista: CROATOAN. Hoje vamos falar sobre um dos maiores mistérios da história dos Estados Unidos, séculos de passaram e nada mais foi deixado do que a palavra misteriosa. Roanoke hoje é uma cidade comum, que talvez guarde um dos maiores segredos sobre a fundação da potência americana. Acompanhe hoje um caso que envolve desaparecimentos, batalhas, índios e um possível demônio Indígena.

O investigador Andrei convida os investigadores Rafael Jacaúna e Igor Alcantara para conversar sobre esse o mistério de Croatoan.

Como anunciamos no podcast, agora teremos parceria com o Taberna Cultural! O Freak Out será no Sarau de Mistérios III organizado por essa galera batuta, acesse o link do evento para mais detalhes!

Comentado na leitura de feedback

– Grupo do MFC no Facebook;

– FREAK OUT – SARAU DE MISTÉRIOS! COMPAREÇA!

 

banner

assineCole esse linno seu agregador de feed ou no iTunes na opção “Assinar Podcast” na aba “Avançado“. Se seu iTunes for o mais atualizado apenas coloque “Assinar podcast” na primeira aba do menu. Ou assinar direto pela iTunes Store, clicando nesse link.

E-mail

Se quiser assinar nossos programas e receber mensagens quando um novo episódio é lançado, faça o seguinte:

  1.  Clique no botão abaixo!
  2. Uma nova janela irá se abrir, então clique em “Use Recipe”!
  3. Efetue o cadastro com o e-mail que use com frequência e ao final clique em “Create Account” 
  4. Clique novamente em “Use Recipe” e pronto!

IFTTT Recipe: Receba os episódios do Mundo Freak por e-mail! connects feed to email

msg

Entre em contato com a gente, deixe seu comentário, sua revolta ou sua solução! Mande e-mails com sugestões, críticas, elogios, spams para contato@mundofreak.com.br ou siga-nos Pelo Twitter e curta nossa página do facebook.

Sobre Andrei Fernandes

Ver todos os posts

Falando de podcast com muita ousadia, alegria e misantropia. Também autor do livro Kalciferum, chanceler supremo do Freakstão e morador de Setealém.

30 Comentários

Participe da conversa →

[fbcomments]
  • Bizarro

    Acho interessante as teorias sobre esse mistério, mas nada é tão assustador quanto simplesmente a ideia de uma população sumir do nada. Menções a esse mistério na cultura pop/nerd que eu acho legais, ocorrem no rpg de mesa Lobisomem: O Apocalypse e em Batman: O Messias.

  • FHC

    Ainda estou ouvindo o programa, mas esse nome, Croatoan me fez lembrar que um episódio sobre Carcosa, a fictícia cidade macabra do Rei de Amarelo, seria um tema muito foda!

  • Moacir Siqueira da Silva

    Como eu não tenho nada relacionado ao próprio caso vou apresentar algo relacionado kkk
    Senhoras e senhores, hoje eu lhes apresento Cyber Croatoan
    O projeto Cyber Croatoan iniciou-se em meados de Agosto de 2011
    por iniciativa de Phillipe Cadavérico. A sua banda anterior chamava-se Dark Synphorium e abordava o Black Metal e as suas vertentes.
    Cansado das tentativas dentro do Metal, Phillipe teve a ideia de montar um projeto somente seu onde pudesse explorar as suas letras com temas emocionais ao extremo e sem medo de dizer a verdade relativamente ao que pensa.
    Cyber Croatoan define bem o pensamento de Phillipe sobre a sua visão do mundo e de dores causadas pela prisão de não poder ser-se a si próprio.
    A primeira música chama-se In the Dark, um instrumental sem muita
    pretensão, logo veio Windows Adrenaline, com a proposta eletrónica
    com vocais que ainda lembram o Black Metal. Na verdade essa sombra ainda realmente permanace dentro do projeto que se auto-intitula Black Electro, que é a definição que melhor se encaixa. Phillipe visa muito a temática lírica dentro do projeto e tenta representar da melhor forma as letras, colocando ênfase nas principais partes, berros guturais em partes de ira e rancor, vocais infantis e plenos nas partes de inocência, vocais envelhecidos e doentes nas partes de ironia, assim Phillipe Cadavérico conseguiu criar vocais realmente próprios, assustadores às vezes segundo os ouvintes. Influências vão desde Cradle of Filth, Hocico, Psyclon Nine, Otto Dix, Cadaveria até a Darkthrone.
    Lança agora em 2013 o CD Past of Pain (Passado de Dores) como primeiro ato realmente pronto do seu passado.
    Com faixas que abordam o caos interior, o ódio ao mundo, a dor do amor, traumas do passado, como também vampirismo, o goticismo, e o ódio ao mundo cristão.
    Cyber Croatoan é um projeto em evolução, sem um estilo definido propriamente dito. Muda de música para música, mas o peso e a carga negra permanece até nas faixas leves.
    Um misto de histeria é o que pode ser definido em cada canção, uma loucura total, que define bem a vida do Vocalista e compositor Phillipe Cadavérico, que compõe sozinho todos os instrumentais em cada detalhe e usa todas as suas letras de um antigo caderno no qual desabafava quando ainda era adolescente dores que mesmo na fase adulta não o abandonaram. As sua músicas favoritas do disco são Fuck Your Envy, Only You e God of Death.

  • Jones Gonçalves

    Olha ae! OLHA AE!!!!!!!

    Meu primeiro contato com Croatoan foi jogando lobisomem apocalipse, sobre a lendária tribo de lobisomens Croatan, uma pequena passagem:

    Quando a Wyrm se manifestou na colônia de Roanoke com a chegada dos europeus a Tribo Croatan toda se sacrificou para que ela fosse parada. No entanto, seu sacrifício teve um duro golpe: a Devoradora-de-Almas devorou a alma da própria Tribo, encerrando qualquer chance de continuidade.

    No caso a Wyrm é o maior inimigo dos Lobisomens no RPG, e que não estava instalada no mundo novo até os ingleses chegarem e trazerem junto com eles a Devoradora de Almas, uma criatura muito foda que teria dizimado a colônia e os Croatan vendo aquilo atacaram a criatura sendo devorados também no processo de destruí-lo.

    Bom, minha contribuição do lado dos RPGs está dada kkkkkk, abração.

    • Meu primeiro contato também foi através de “Werewolf”, Jones. Sempre válido dar esta breve explanação!

      Lembranças ao colega, por parte dos Peregrinos Silenciosos.

    • Rafael Mesquita Jacauna

      Rapaz eu realmente esqueci de citar o jogo Lobisomem o Apocalipse, esqueci desta fonte. Bem lembrado!

      • Jones Gonçalves

        Pois é, não dá pra lembrar de tudo, por isso é muito boa essa interação! Abração!

  • Edson Oliveira

    Nos quadrinhos, temos a saga de 100 Balas. Nela, A palavra CROATOA permeia toda a saga e, perto do final, é contada a história da Vila de Roanoke.
    Na versão de 100 Balas, haviam 13 famílias poderosas e influentes, que controlavam a maior parte da riqueza da Europa. Os chefes dessas famílias formavam uma aliança chamada “The Trust”.
    Os chefes fizeram aos reis europeus a seguinte proposta: eles deixariam a Europa, abandonando inclusive a influência que exerciam sobre as cortes, em troca de uma parte ainda não reclamada do Novo Mundo. A Inglaterra ignorou a solicitação, e criou a colônia de Roanoke. Em represália, a Trust enviou sete assassinos, que dizimaram a vila, e deixaram a palavra CROATOA incrustada, que seria um código compreensível para os nobres europeus.

    Agora, o verdadeiro mistério desse episódio, foi a insistência do Andrei em dizer “palidaça” em vez de “paliçada”.

  • Agatha Gonçalves

    Achei bem interessante a história, não conhecia. Esse é o tipo de história que jamais saberemos o que aconteceu e isso deixa ela bem bem bem interessante.

    Beijoos

    Que Ashtar esteja com vocês.

  • Agatha Gonçalves

    #WeAreAshtar

  • Vitor Urubatan

    #WeAreAshtar

  • Gostaria só de dizer que o Sr. Rafael Jacaúna me fez rir que nem um maluco no mercadinho quando ele disse: “De repente o maluco ficou nervoso, escreveu ‘Croatoan’ ao invés de “Croatan’. Aí veio o cara e deu uma guindada nas costas dele…” Sei que é bobo e tal, mas eu ri imaginando essa história sendo contada pelos peregrinos em volta da fogueira. Deste jeito!

    Parabéns pelo programa. Nada tenho a acrescentar.

  • Eu acredito que, o que aconteceu foi o mesmo que Stephen King apresenta na série/filme “A Tempestade do Século“.
    Só que desta vez o Capiroto apareceu, pediu que lhe dessem a pequena Virginia, e eles não deram. Então o Pé Preto fez todos sumirem como já fez com diversas civilizações que também sumiram do nada.

    Simples assim!

    • Vitor Urubatan

      Esse filme é fantástico!
      Inclusive usei aquilo como referência para criar algumas coisas na minha história.

  • #WeAreAshtar

  • Vitor Urubatan

    Interessante fato histórico.
    Uma situação muito misteriosa. Apesar de haver diversas possibilidades, tratando-se de pessoas não preparadas para tal ambiente e dependentes de recursos externos.

    Esse evento lembra-me muito a história de Silent Hill o jogo.
    Antes de existir a cidade na qual conhecemos havia uma tribo indígena. Essa tribo possuíam rituais para conversarem com seus antepassados mortos.
    Segundo a mitologia do jogo, essa tribo foi praticamente dizimada por colonizadores ingleses. Aqueles que sobreviveram foram para as colinas se refugiarem e antes que fossem mortos amaldiçoaram as terras que os pertenciam.

    Com o passar do tempo houveram vários eventos estranhos na cidade colonizadora. Como desaparecimento de pessoas (olha ai o tempo do cast), mortes inexplicáveis e sem qualquer relação e estranho comportamento de residentes.
    Muitas dessas histórias tornaram-se lendas com o passar dos anos e o progresso da cidade foi acompanhando o tempo até chegar na cidade protagonista dos jogos Silent Hill.

    Excelente cast meus caros, obrigado por fazerem os dias melhores.

  • Don Ramon

    Aquele livro do Lincoln caçador de vampiros tem uma teoria bem legal: O cirurgião do navio bebeu todo mundo.

  • Peixe-Gato:Pet do Nerd Reverso

    Olá, mestre Bolivariano Supremo, Andrei Fernandes, grande mestre da literatura, Igor Alcantara e clone defeituoso do Rafael Jacaúna.

    Devo confessar que este episódio foi um tanto…”difícil” de escutar. Acontece que vim ávido por um mistério sombrio e cheio de especulações sobrenaturais, tal qual o caso de Elisa Lam, e me deparo com uma aula de história com uma série de explicações lógicas para a possível solução do tal mistério, e isso acabou me cansando um pouco. Entendam, o cast não foi ruim! Foi muito bem pesquisado e o debate foi bem elaborado! Mas deve ter sido muito mais interessante pra quem estuda história ou se interessa pelo assunto. O que não é meu caso.

    Confesso que quando li que havia a teoria de um demônio indígena na descrição do cast, fiquei empolgado por achar que haveria a longa e tenebrosa história de uma lenda local. Mas , ao chegar aos 42 minutos e ver que o bicho só foi citado por menos de 3 minutos, foi como assistir um jogo da seleção atual: Você espera que ela comece a jogar mas, quando se dá conta, já estamos nos acréscimos do segundo tempo e tudo que vimos foi o Neymar se jogar no chão.

    Em suma, algumas vezes o cast sai um pouco do tema conspiratório e vai pra uma verve mais “acadêmica” e fica um pouco “chato”, como o episódio da Terra Oca (QUE DELICIA), por exemplo. Enfim, apenas quis expor um ponto meu frustrado ponto de vista. No mais…VOLTA, RAFAEL!!! Beijundas!

    • Rafael Mesquita Jacauna

      Escute o de hoje e se delicie rs (25/06)

      Concordo com o que vc disse sobre falar sobre história, e pouco do mistério, até eu achei que ficou a quem do tal mistério, mas eu realmente falei o que achei sobre o tema.

      • Peixe-Gato:Pet do Nerd Reverso

        Mas é claro que ouvirei! Agora, por favor…DEVOLVA O VERDADEIRO RAFAEL, SEU ALIENÍGENA MALIGNO MALVADO DO MAL!!!

  • Priscila Guerrero
  • Ricardo A. Santos

    #WeAreAshtar ! Bem, ótimo podcast, tem uma teoria (que aparece em alguns seriados) que as pessoas morreram por alguma doença (Ex:peste, praga zumbi kk). Mas não explica bem onde os corpos (a menos que seja alguma maldição indígena kk) foram parar ! Em Supernatural, a série, tem o Croatan que é um vírus, de origem mística, que transforma as pessoas em zumbis assassinos (algo assim), onde o primeiro lugar em que se manifestou foi nessa vila que desapareceu !

  • Whatsapp do Costinha

    Desculpa gente. O fim de semana foi corrido #WeAreAshtar

  • Whatsapp do Costinha

    É um vírus demoníaco. Os Winchester já descobriram

  • Bom dia, esquisitos

    Caras, pra mim o que aconteceu foi tédio.

    Levaram provisões para um ano e tudo mais… mas nas verdade o que rolava é que não tinha nada pra fazer.

    Não tinha wifi, não tinha cobertura 3G/4G e os caras começaram a pensar em coisas para se entreter. Começaram a brincar de esconde-esconde. Vai daí que ficaram tão NINJA nisso que acabaram se escondendo bem o suficiente para não serem jamais achados!

    Bom, é isso! Acho uma teoria bem plausível. Ou pelo menos tão plausível qto a dos demônios extraterrestres.

    Abraços.

    Muito bom o programa.
    aLx

    • Whatsapp do Costinha

      Entendi. Eles foram pra Sarapuí

  • Ema Noel

    Conheci Croatoan pela série Supernatural e concordo com o Igor, é bizarro, mas não deve ter nada de sobrenatural no caso, ou talvez tenha, vai saber
    #WeAreAstahr

  • Victor Coutinho

    Muito interessante, conheci o Mundo Freak há pouco tempo e tenho gostado muito.
    Sobre o mistério em questão, continuei pesquisando mais um pouco e encontrei umas coisas bem interessantes.
    Vi, numa pergunta do YR que, no século 19 um grupo de mestiços nativos em Carolina do Norte disseram serem descendentes dos indígenas de Croatan e dos colonizadores desaparecidos de Roanoke, o que reforça o teoria de que os colonizadores realmente fugiram para Croatoan.
    Encontrei tbm que a palavra Croatoan está relacionada com outros desaparecimentos e com a morte de algumas personalidades conhecidas, como Edgar Allan Poe. Vou deixar as fontes aqui para não ter que escrever tudo.
    Ótimo podcast! Até mais!

    https://answers.yahoo.com/question/index?qid=20090421145635AAgul3e

    http://anilbalan.com/2011/10/17/the-croatoan-mystery/

  • IGOR AZRAK