Artigo

Mundo Trash #00

Fala Freaks, começo aqui mais uma coluna especial para vocês! Desta vez vou indicar em cada texto, 5 Trash Movies, tanto novos quanto clássicos.

Talvez alguns estejam se perguntando: “Mas Lucas, que raios são esses negócios de Trash Movies?” Então nesse primeiro post vou dar uma breve explicação.

Os “filmes lixo” têm uma relação de amor com o gênero do horror, pois são feitos por pessoas normais, como você e eu (sim, você pode!). Sem dinheiro para uma superprodução, mas com grande imaginação e medo algum de temas polêmicos e sangue, muito sangue.

O termo “Trash Movies” surgiu nos Estados Unidos como referência aos filmes do Cineasta Ed Wood, considerado o pior diretor de cinema de todos os tempos. Que reaproveitava cenas de outros filmes no corte final e sempre trabalhava com pouquíssimo dinheiro e muito whisky.

Ed é responsável por um clássico do cinema Trash, “Plan 9 From Outer Space” lançado em 1956, que perpetuou o estilo e fez com que diversos outros diretores entrassem nesse mundo (Sam Raimi, Quentin Tarantino, Robert Rodriguez e etc.).

Poster do Filme Faster, Pussycat! Kill! Kill! em uma Grindhouse

Na sequência surgiram as Grindhouses, que eram salas de cinema baratíssimas e putrefaz, onde passavam de 2 a 4 filmes trash seguidos. O que fez com que o mercado de cinema trash se estendesse para diversos gêneros. Assim surgiram:

  • Splatter Films: Filmes com muito sangue (Ex. “A Morte do Demônio)
  • Pornochanchada: Sim, os filmes brasileiros são Trash Movies (Ex. “Amor, Estranho Amor)
  • Slasher Movies: Filmes que exageram com psicopatas (Ex. “Sexta-feira 13)
  • Shock Movies: Filmes com estupros e outras cenas chocantes (Ex. “A Centopeia Humana)
  • Ozploitation: Filmes que exageram no deserto (Ex. “Mad Max”, sim ele é um tipo de exploitation)
  • Eco-Terror: Filmes onde a natureza se vinga (Ex. “Godzilla)
  • Carxploitation: Filmes que exageram com carros (Ex. “60 Segundos)
  • Blaxploitation: Filmes que exageram com negros (Ex. “Blacula)
  • Spaghetti: Filmes de Velho-Oeste, principalmente italianos (Ex. “Django)

E tantos outros gêneros exploitation saíram desse nicho. Particularmente também considero filmes trash, clássicos do expressionismo alemão, que foram feitos com pouco orçamento.

A partir de agora vocês acompanharão indicações desses filmes bizarros, terror ou não, todas as semanas aqui no Mundo Freak. Assistam todos e não se esqueçam de comentar o que acharam. E caso conheçam algum filme obscuro, indiquem pra gente! Abraços Freaks.

MUNDO FREAK NO APOIA.SE